Urbs Magna

Em site do PSDB 89% opinaram: “condenção de LULA foi política”

Posted in BRASIL, POLÍTICA, VERGONHA DE SER BRASILEIRO, PT, operação lava jato, Sérgio Moro e Lula, Lula by dibarbosa on 23 de julho de 2017

PSDB retira enquete sobre condenação de Lula

O site do PSDB retirou do ar uma pesquisa que questionava os internautas sobre o que achavam da condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O resultado da enquete surpreendeu: dizia, na quinta-feira, dia em que foi apagada, que 89% dos votantes consideravam a condenação uma decisão política.
A assessoria de imprensa do partido, principal adversário do PT, disse que a enquete saiu do ar por uma “questão de segurança”, já que havia um temor de que houvesse hackers respondendo à pesquisa (kkkkkk, desculpe).

Enquete da VEJA continua com LULA presidente

Mesmo com a direita brasileira – que odeia o PT e Lula – correndo atrás do prejuízo, depois que a Veja publicou uma enquete online sobre a condenação do petista, o ex-presidente continua a surpreender a revista situando-se agora com 67% de aprovação popular para a campanha presidencial de 2018.

O resultado inesperado, que não agradou aos editores, ainda não foi alterado desde que a publicação foi lançada associada à matéria comemorativa de 13jul17 que celebra a condenação de Lula no dia anterior.

Lula será preso ou voltará à Presidência da República em 2018?“ – é o tema da enquete que até o fechamento desta publicação já acumula 187.558 votos apresentando 67% para Lula retornando à presidência e 33% vislumbrando sua prisão.

Diversos sites conservadores estão lançando campanhas para que seus leitores votem e revertam o resultado que antes somavam 73% Lula Presidente e 27% Lula Preso. Ou seja, o espaço mais acessado da direita brasileira está mantendo um resultado favorável ao ex-presidente sinalizando sua alta popularidade.

LULA condenado em 2ª instância e preso

Em análise óbvia, TRF-4 julgará Lula que poderá ser preso até agosto

Lula foi condenado por Sérgio Moro na Operação Lava Jato em 12jul17 em decisão já esperada, uma vez que a investigação jamais produziu prova para justificar as acusações e teve como argumento básico tão somente a “convicção” dos procuradores da força tarefa e a perseguição ao maior líder da corrida presidencial de 2018.

A condenação de Moro a Lula é de nove anos e seis meses de prisão mas ele não foi preso e seu caso foi encaminhado à 2ª instância para o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

O TRF-4 já afirmou que até agosto o caso será julgado e o maior líder popular do Brasil de todos os tempos poderá ser preso. 

Na quinta 14jul17 Lula disse que querem tirá-lo das disputas presidenciais de 2018. Ele desponta como líder isolado nas pesquisas tendo disparado para mais 70%.

A perseguição política a Lula é confirmada ao observar-se o prazo dado pelos inimigos do PT para julgar o caso em 2ª instância. Eles têm pressa em prender Lula para tirá-lo da corrida.

Além disso, a direita intenciona amplificar a perseguição à esquerda e acabar de vez com o Partido dos Trabalhadores. Está claro que fazem o que querem com o país e poderão prender qualquer um.

O Estado de Exceção foi aprofundado pelo Judiciário, basta notar os últimos acontecimentos e injustiças com membros do PMDB e PSDB envolvidos em corrupção que continuam livres e impunes dando a entender que terão seus crimes esquecidos.

Parece que vivemos uma espécie de ditadura que foi instalada à partir da República de Curitiba com abusos cometidos pela força tarefa e justificados como “compreensíveis” por supostamente estarem encarando situação “excepcional”, como foi dito por lá. 

Em análise fria e realista, diante destes fatos que violam a democracia brasileira, ao que tudo indica o TRF-4 condenará Lula antes das eleições de 2018, visto que a mobilização popular contra o golpe não tomou corpo suficiente.

O oposto somente se dará à partir de um levante popular organizado, consciente e volumoso, cujas ações ainda não foram o suficientemente significativas por terem sido meticulosamente controladas há muito tempo e o tempo todo por mídias abertas como a Rede Globo.

URGENTE: Lula anuncia candidatura em 2018″ 

A partir de agora vou reivindicar do PT o direito a me colocar como postulante à candidatura à presidência em 2018

Luiz Inácio Lula da Silva

Em sua primeira fala após a condenação na Justiça em primeira instância, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou oficialmente sua intenção de ser candidato à presidência pelo PT em 2018. 

“Vou reivindicar algo que eu não tinha reivindicado até agora; a partir de agora vou reivindicar do PT o direito a me colocar como postulante à candidatura à presidência em 2018.” 

“Quando os economistas de direita não tiverem mais solução, por favor, permita que a gente coloque o pobre no orçamento outra vez; a gente faz o país voltar a crescer, e faz o povo voltar a sorrir e ter o otimismo que tinha durante todo o tempo em que governamos esse país.”

Ele disse que, aos 71 anos, está “disposto a brigar como se tivesse 30 anos. Quem afirmou que é o fim do Lula vai quebrar a cara, porque só o povo tem o direito de dizer que eu estou fora do jogo.” 

Urgente: MORO é denunciado 

Desembargadores do TRF acusam Moro. LEIA

Desembargadores da 8° Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, denunciaram o juiz golpista Sérgio Moro de tentar engessar os tribunais superiores com decisões suas sobre as delações premiadas.

Segundo os desembargadores, em pelo menos duas oportunidades, nos processos criminais envolvendo o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, e o ex- diretor da Petrobrás Renato Duque, o Mussolini de Maringá (Sérgio Moro) atuou no processo passando por cima de suas competências legais.

Segundo o desembargador e relator do processo de Duque, João Paulo Gebran Neto, Moro teria concedido benefício ao réu por delação premiada depois que o processo já estava para ser avalizado pela Corte, apresentando que a Corte superior teria que acatar o beneficio e vinculando a pena previamente definida.

Além disso, Moro, um juiz de primeira instância, tomou deliberações acerca de seu processo e de outros, vinculando de forma equivocada o tribunal e o juiz de execução, extrapolando suas competências. Realizando ato que pode ser nulo, já que os juízes de primeira instância não podem tomar decisões vinculadas à decisão de instância superior, pois obviamente ela pode ser modificada, reformada pelos juízes dessas cortes superiores.

Diante da denúncia, Moro foi notificado pelos desembargadores afim de que pare de atuar como “Mussolini”, e se contenha apenas a realizar atos judiciais dentro de suas competências de juiz de primeiro grau.

Com a crise e o aprofundamento do golpe, tudo indica que o fim do reinado do golpista Sérgio Moro está chegando ao fim. A missão de Moro, de prender petistas, derrubar o governo do PT e destruir as empresas nacionais se esgotou, e o golpe deve se estabelecer em outras bases.

Tagged with: , , ,

MORO CONDENA LULA

Posted in BRASIL, ELEIÇÕES 2018, Lula, POLÍTICA, Sérgio Moro e Lula by dibarbosa on 12 de julho de 2017

NOVE ANOS E MEIO DE PRISÃO SEM PROVA ALGUMA, MAS LULA VAI RECORRER E NÃO ESTÁ INELEGÍVEL.

Luiz Inácio Lula da Silva  acaba de ser condenado

(quarta-feira 12 de julho de 2017) 

A denúncia é que, no caso do triplex no Guarujá (SP), a OA pagou R$ 3,7 milhões em propina ao ex-presidente através de reforma do imóvel, bemcomo o armazenamento do acervo presidencial.

Lula foi condenado em primeira instância por apenas um magistrado, e por isso, ainda não está inelegível. A defesa vai recorrer ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), onde um desembargadores decidirão se o condena ou e o absolve em decisão colegiada denominada acórdão. Portanto, se Lula tiver uma condenação em primeira instância, só pelo juiz Moro, ele pode ser candidato.

Se o caso for julgado pelo TRF-4 antes da eleição para presidente, Lula pode ter o registro de candidatura negado. Mas se o TRF-4 julgar somente após o prazo para registro de candidaturas, Lula poderá tanto ter o registro cassado como concorrer sub judice.

Simpatizantes do Partido dos Trabalhadores afirmam que a condenação é inconstitucional e não aceitarão através de Militância Ativa e Luta.

Absolvição é único resultado possível para Lula

Posted in BRASIL, Lula, NEWS, operação lava jato, POLÍTICA, Sérgio Moro e Lula by dibarbosa on 20 de junho de 2017

O apartamento 164 A, do edifício Solaris, está em nome da OAS Empreendimentos S/A

As alegações finais da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no famoso caso do “tríplex do Guarujá”, que apresentamos nesta terça (20), demonstram sua inocência, que se assenta sobre prova real e palpável. A absolvição é o único resultado possível da apreciação racional, objetiva e imparcial da prova encartada aos autos. Nesta terça podemos apontar o real dono do imóvel.
O apartamento 164 A, do edifício Solaris, está em nome da OAS Empreendimentos S/A, mas, desde 2010, quem detém 100% dos direitos econômico-financeiros sobre o imóvel é um fundo gerido pela Caixa Econômica Federal. Nada vincula Lula ao imóvel, onde esteve uma única vez, em 2014, como potencial interessado em sua aquisição. Jamais teve as chaves, o uso, gozo ou disposição da propriedade.

Presunção de Inocência violada

Prova da anomalia jurídica que envolve esse caso, em que a presunção de inocência é solenemente violada, foi a defesa que investigou os fatos, destrinchando, após diligências em vários locais do país, essa operação imobiliária executada pela construtora. O resultado afasta a hipótese da acusação.
É inverossímil a conexão entre o ex-presidente e as supostas vantagens ilegais advindas de contratos firmados entre a OAS S/A e a Petrobras. O Ministério Público Federal não fez a prova de culpa que lhe cabia.

Realidade falsa

Ao depor ao juízo da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba e omitir a cessão integral dos direitos econômicos do tríplex, Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, produziu uma farsa para negociar benefícios penais com a acusação. O que o réu admitiu foi uma realidade pré-fabricada. A mentira tinha o objetivo de incriminar Lula e fazer vicejar a fábula do “caixa geral de propinas”, ficção contábil sem lastro nos fatos. Criou-se um “contexto” de “macrocorrupção” com um “comandante” como forma de amplificar o foco de corrupção apurado em 2014, mas o MPF não “seguiu o caminho do dinheiro” pela impossibilidade de provar sua tese.

Tese da “propinocracia”

A ficção é produto de desconhecimento do organograma federal e do complexo sistema de controle interno e externo da Petrobras, incluindo a fiscalização da CGU de Jorge Hage. Como se fosse possível a Lula e a aliados corromper uma estrutura composta por milhares de pessoas, ignorando, ainda, que a Petrobras atende exigências de leis internacionais, como a da Sarbanes-Oxley (SOX), dos EUA, além das fiscalizações internas a que está submetida, como depôs o executivo Fábio Barbosa. A tese da “propinocracia” nem cabe nos autos. A usurpação da competência pelos procuradores de Curitiba é uma afronta ao Supremo Tribunal Federal.

Julgamento político com verniz jurídico

Esse é um julgamento político com verniz jurídico, um autêntico “trial by mídia”, sob a égide de violações e ilegalidades. O inquérito, instaurado em 22/7/2016, tramitou de forma sigilosa até dois dias antes do indiciamento, a despeito dos pedidos de acesso da defesa. O cerceamento sempre esteve presente. A acusação que o MPF imputou a Lula abusou de hipóteses, para atingir sua inconteste liderança política.
O “enredo Lula” foi transformado em “produto comercial”, que hoje vende de filmes a palestras em eventos até de cirurgia plástica, como a que fez o procurador Deltan Dallagnol, defensor da teoria “explacionista” e expositor do polêmico Power Point sobre a peça acusatória inaugural em 14/9/2016.

Gastos públicos com um processo descabido

Quanto ao acervo presidencial não há qualquer conduta imputada a Lula na denúncia, buscando-se atribuir a ele responsabilidade penal objetiva incompatível com o Estado de Direito. Como os bens, embora privados, integram o patrimônio cultural brasileiro, segundo expressa disposição legal, o próprio ordenamento jurídico estimula o auxílio de entidades públicas e privadas na sua manutenção.
Se o inquérito inicial tivesse sido conduzido de forma correta e sem verdades pré-estabelecidas, o dono do tríplex teria sido identificado na origem, evitando gastos públicos com um processo descabido, além de proteger as reputações envolvidas. Optou-se por repetir à exaustão a mentira. A explicação para tamanha violação está no “lawfare”, que busca propiciar meios para a inelegibilidade de Lula. O objetivo é destruir os 40 anos de vida pública desse trabalhador, que governou o Brasil e foi reconhecido mundialmente por liderar o maior combate à pobreza já visto.

Artigo originalmente publicado na Folha de S. Paulo na edição desta terça-feira (20)

*Cristiano Zanin Martins é advogado de Lula, especialista em direito processual civil pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, é sócio do escritório Teixeira, Martins & Advogados

*Valeska Teixeira Martins é advogada de Lula, é membro efetivo da comissão de direito aeronáutico da OAB de São Paulo e sócia do escritório Teixeira, Martins & Advogados

Thinktankers: caso de Dallagnol (o bruxo da Lava Jato) é outra “estratégia de promoção do golpe”.

Posted in BRASIL, operação lava jato, POLÍTICA, Sérgio Moro e Lula, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 4 de junho de 2017

Somos responsáveis pelo futuro da AL. Entenda:

Todos sabemos que Deltan Dallagnol, em sua insistente convicção sem provas, tem sido notado por seu desejo inconsequente de se promover no meio elitista de nossa sociedade. No sábado último, todo o povo brasileiro acordou sem ar com o noticiário virtual destacando uma notícia assombrosa e descabida: “MPF pede prisão de Lula e multa de 87mi“.

Mais tarde, descobriu-se que o veículo precursor desta notícia – O Globo – mentira sobre o suposto pedido de prisão que não passou, na verdade, de apenas mais um desejo incomensurável dos procuradores do Ministério Público Federal, em especial o Deltan Dallagnol, de ver o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva atrás das grades para satisfazer seu público imoral e seguidores da campanha de ódio nacional promovida por esta baderna política inconsequente iniciada por Aécio Neves em 2014.

Mas nossos thinktankers – termo que faz referência àqueles que idealizam os pensamentos e os impulsionam para a opinião pública – estão trabalhando muito em seus apontamentos de novos casos em suas pautas para estudos ocorridos em território tupiniquim. Eles já farejaram, identificaram e rotularam tais práticas dallagnolenses como “estratégias elitistas de promoção do Golpe2016“. E agora, nossos pensadores manipulam um dos recipientes com a nomenclatura “Os golpes de novo tipo na América Latina e Caribe e o Caso Lula” que foi o tema principal de uma conferência internacional realizada em 02 de junho, no 6º Congresso Nacional promovido pela Fundação Perseu Abramo (FPA) e o Partido dos Trabalhadores.

Segundo os organizadores, a crise do capitalismo em 2008 impactou a América Latina produzindo golpes de Estado no Paraguai, Honduras e Brasil com processos que promovem a perseguição dos movimentos sociais e da sociedade civil e que são apoiados pela mídia, pelo Judiciário e pelas elites. Aqui, segundo os thinktankers, estes três atuam conjuntamente objetivando retirar o presidente Lula da política através da abertura de vários processos e procedimentos sem nenhuma prova apenas com o fim de tomar seu tempo com depoimentos que não vão dar em nada.

Na reunião, foram expostos exemplos midiáticos como o do Jornal Nacional que produziu 18 horas de propaganda negativa contra Lula que, por meio de inúmeras acusações falsas, cria a presunção de culpa em um escancarado plano massivo para demonizá-lo e retirá-lo das disputas políticas. Tudo sendo acatado frivolamente pelo Judiciário que abusa de sua autoridade para influenciar as opiniões. Além do golpe no Brasil, e conjuntamente, o mundo também expôs sua crise democrática com a vitória do Brexit e a eleição de Donald Trump, fatos que vieram acompanhados da emergência do neoliberalismo em uma disputa hegemônica tal que se mobiliza na tentativa de definir o futuro do país e do continente nos próximos meses.

Ainda segundo os organizadores, o Brasil enfrenta uma armadilha com o Judiciário escalando os times que participarão do processo, mas ressaltam que os movimentos populares precisam de força para reconquistar seus espaços, o que pode frear os avanços dos neoliberais em outros países, pois onde vai o Brasil, vai a América Latina.

Fonte: FPA

Sem provas, MPF quer Lula preso para inviabilizar sua candidatura.

Posted in POLÍTICA, Sérgio Moro e Lula, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 3 de junho de 2017

O MPF pediu a prisão de Lula nesta sexta-feira pouco antes da meia noite, informou em caráter exclusivo a empresa de comunicação O GLOBO. Havia uma quietude acima do normal desde a divulgação dos áudios pela JBS envolvendo Aécio Neves e Michel Temer.

Deltan Dallagnol

Lula lidera todas as pesquisas para presidente. Por isso, a direita precisa dele preso antes da disputa. Mais ainda: querem que Lula tenha a interdição do exercício de cargo ou função pública de qualquer natureza pelo dobro do tempo da pena privativa de liberdade.

Mesmo que, comprovadamente, o “triplex do Guarujá” pertença à OAS e todas as testemunhas o tenham inocentado. Mesmo que a KPMG o tenha absolvido de quaisquer atos ilícitos em auditoria (leia aqui) de sua gestão incidindo na PETROBRAS, ainda assim o Ministério Público Federal quer ele DEVOLVA à petroleira R$ 87.624.971,26″ e depois seja preso em regime fechado.

“Mas como ficam Aécio e Temer?” argumentam partidários da democracia brasileira. Simpatizantes de Lula e até mesmo direitistas descrentes já crêem na continuação do GOLPE 2016. Entretanto, uma atualização de última hora informa que o veículo de comunicação O GLOBO mentiu sobre a originação desta noticia.

Moro sabe: Lula está limpo na Petrobras

Posted in #FORATEMER, BRASIL, Fora Temer, operação lava jato, POLÍTICA, Sérgio Moro e Lula by dibarbosa on 29 de maio de 2017

Moro mandou auditar Lula na Petrobras, mas… NADA.

Em fins de março deste ano, o juiz Sérgio Moro solicitou que a empresa KPMG Auditoria e Asseguração, contratada no início de 2017, constatasse possíveis irregularidades do ex-presidente Lula relacionadas à Petrobras, ordenando que eventuais provas fossem encaminhadas à 13ª Vara Federal de Curitiba.

A KPMG respondeu à solicitação de Sergio Moro:

“Em resposta ao ofício supra, a KPMG Auditores Independentes vem, respeitosamente, à presença de V.Exa, esclarecer que, durante a realização de auditoria das demonstrações contábeis da Petrobras, que abrangeu os exercícios sociais encerrados no período de 31.12.2006 e 31.12.2011, efetivada por meio de procedimentos e testes previstos nas normas profissionais de auditoria, não foram identificados pela equipe de auditoria atos envolvendo a participação do ex-presidente da república, Sr. Luiz Inácio Lula da Silva, na gestão da Petrobras que pudessem ser qualificados como representativos de corrupção ou configurar ato ilícito”

A PricewaterhouseCoopers, outra auditora que atuou paralelamente à primeira analisando o período entre 2012 e 2016, também não encontrou quaisquer atos de corrupção de Luiz Inácio Lula da Silva.

O CORRUPTO e o CORRUPTOR

Agora que estávamos nos acostumando à figura do corrupto —afinal, há séculos convivemos com ele—, eis que surge um novo animal na floresta: o corruptor.

E em alto estilo: enorme, viscoso, tentacular, falando de cifras com que nunca sonhamos e com uma naturalidade que escancara para nós, de repente, toda a nossa inocência.

Com que, então, os milhões e bilhões que só conhecíamos por ouvir falar existem de verdade e não como papéis simbólicos, trocados por bancos e governos. Apesar do volume, são moeda corrente entre pessoas reais e circulam em malas, mochilas, meias e depósitos no Exterior, ou na forma de barcos, joias, sítios, tríplexes, aeroportos. A cada denúncia, os montantes têm sido de tal ordem que nos arriscamos a ficar blasés: “Mas como, tanto barulho por R$ 5 milhões? Ainda se fossem dólares…”.

Enfim, se o corrupto não é novidade, nada mais fascinante nos últimos tempos do que nos defrontarmos com o corruptor —o que nos tem sido oferecido à larga pelas gravações da Lava Jato. Desse espetáculo, que supera qualquer reality show, pode-se inferir algo sobre a personalidade de ambos.

O corruptor tem desprezo pelo corrupto. Olha-o de cima para baixo, trata-o pelo primeiro nome ou pelo diminutivo, ignora a liturgia, marca local, dia e hora da visita ou chega sem avisar —claro, se é ele quem paga as contas, presta-se gostosamente aos achaques e compra políticos como se fossem bananas. O corruptor vai às compras com uma longa lista: transferências de fundos públicos, medidas provisórias, primazia em concorrências, isenção de impostos, empréstimos em bancos oficiais. O corrupto avia esses pedidos e, em troca, leva o seu. Mas o ganho do corrupto é pinto se comparado ao do corruptor.

Desprezado pelo corruptor, só resta ao corrupto, em troca, nos desprezar.

Por: Ruy Castro
Escritor e jornalista
Um dos maiores biógrafos nacionais
Na folha às segundas, quartas, sextas e sábado

Lula denuncia Moro e a mídia a todo o planeta

Posted in BRASIL, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL, Sérgio Moro e Lula, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 12 de maio de 2017

A perseguição política a Lula na Operação Lava Jato e sua espetacularização na mídia são denunciadas ao mundo sem que Moro se dê conta do feitiço contra o feiticeiro.

Luiz Inácio Lula da Silva utiliza a oportunidade dada por Sérgio Moro ao final do depoimento no prédio da Justiça Federal em Curitiba para acusar o próprio Juiz e grande parte da mídia nacional (em especial a Globo) de serem copartidários em sua perseguição política que agora toma rumo acelerado visando a campanha presidencial de 2018.

Sem saber, Moro deu ao ex-presidente um grande trunfo para a produção de um vídeo de acusação que certamente viralizará por todos os países do mundo no que se refere às agressões morais que tem sofrido nos últimos anos, ensejo que foi sabiamente (“naturalmente” soa melhor) aproveitado por Lula que se utilizou de toda sua destreza na organização dos argumentos, inclusive interrompendo a fala do magistrado.

Confira:

Lula advertiu Moro: “os ataques ao senhor vão ser muito mais fortes…

Posted in BRASIL, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL, Sérgio Moro e Lula, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 12 de maio de 2017

A ressurreição de LULA

“Se todos são iguais, então Lula é melhor” – postou um blogueirinho da Veja ao resumir o pensamento do povo

A menos de 10 dias do depoimento a Moro, Lula dispara em pesquisa do DataFolha com mais de 30% das intenções de voto.
Pessoas de mais de 170 municípios brasileiros determinaram o percentual, que tem margem de erro de 2 pontos para mais ou para menos.
Segundo um blogueiro da revista Veja, isso está sendo possível graças a uma “direita xucra” que tem um “moralismo tacanho”, porque muitos cairão com a Lava Jato.
O povo percebeu que “Constituição, leis, instituições, códigos e normas valem menos do que uma ficha de orelhão” – palavras do blogueirinho.
“O populismo de direita, associado ao lava-jatismo, é que está minando a credibilidade da atual gestão e ressuscitando a esquerda. Afinal, conservadores que não buscam preservar nem as instituições hão de conservar o quê?” – mais palavras do blogueirinho.

 

BOMBA! Você pode anular o impeachment que colocou o Brasil neste inferno

Isso mesmo. O golpe de Estado que arrancou Dilma Rousseff do Planalto, mulher honesta eleita com 54,5 milhões de votos do Planalto sem quaisquer crimes ou acusações, foi dado por um grupo seleto de bandidos de colarinho branco que sempre nos roubou, especialmente nas últimas décadas de crescimento comprovado, por puro prazer; por escárnio contra as classes mais pobres dos homens de bem.

Felizmente, a grande maioria dos brasileiros que apoiaram este golpe está, finalmente, abrindo os olhos e se arrependendo de ter ido às ruas em favor desta velharada ineleita, que se fez de santa com a ajuda da mídia, e que afunda o Brasil em desesperanças, tira sua credibilidade internacional e nos recheia com transtornos emocionais advindos de PECs, MPs, Privatizações e toda ordem de retrocessos incabíveis para uma nação imensa como a nossa.

Avançávamos rumo a tornarmo-nos uma superpotência, porque tudo dava muito certo. Era como se o dedo que faltava em Lula tivesse sido arrancado por Deus para sinalizar que o toque de Midas podia ser dado somente com o coração e a coragem. E justamente por tudo ter dado tão certo é que tudo começou a dar errado. Observem o histórico da balança comercial brasileira desde o ano de 1993 até hoje e tirem suas conclusões:

Balança Comercial Export Import Saldo Taxa de Cobertura
2016 169,307 126,025 43,282 134,34
2015 191,134 171,453  19,681 114,79
2014 225,101 229,060 -3,959 98,27
2013 242,178 239,617  2,561 101,07
2012 242,468 223,142 19,438 108,71
2011 256,041 226,251 29,790 113,17
2010 201,916 181,638 20,278 111,16
2009 152,252 127,637 24,615 119,29
2008 197,953 173,148 24,805 114,33
2007 160,649 120,620 40,039 133,19
2006 137,807 91,350 46,457 150,86
2005 118,309 73,545 44,764 160,87
2004 96,475 62,779 33,696 153,67
2003 73,084 48,283 24,801 151,37
2002 60,141 47,048 13,093 127,83
2001 58,223 55,581 2,642 104,75
2000 55,086 55,783 -0,697 98,75
1999 48,011 49,272 -1,261 97,44
1998 51,120 57,594 -6,474 88,76
1997 52,990 61,347 -8,357 86,38
1996 47,747 53,301 -5,554 89,58
1995 46,506 49,664 -3,158 93,64
1994 43,545 33,105 10,440 131,54
1993 38,597 25,659 12,938 150,42

Após a destituição da presidente, seus advogados impetraram um Mandato de Segurança no STF – o Guardião da Constituição de 1988 – exigindo a anulação do impeachment que é ilegal e inconstitucional justamente porque ela foi eleita pelo voto popular e governou sem a ocorrência de crime de responsabilidade – a acusação de pedalada fiscal é uma ficção/romance jurídico.

Só que o STF sob o comando de Gilmar Mendes também fez parte do golpe e o Mandato foi engavetado com o fim de evitar seu julgamento no decorrer de um processo de tomada de poder que transcorreu na marra e, assim, não sujando as mãos dos juízes nem a Constituição Federal.

Devemos, pois, pressionar os 11 juízes do tribunal a se posicionarem contra o golpe e pela anulação do impeachment de Dilma Rousseff através da organização de comitês exigindo a anulação do impeachment e mobilizações nas ruas contra o STF de modo a sensibilizá-los com os direitos da classe trabalhadora.

%d blogueiros gostam disto: