Urbs Magna

MPF deve denunciar MICHEL TEMER

Sábado, 24 de junho de 2017

Como presidente, Temer tem a pior aprovação em 28 anos de História (7%)

83% querem ELEIÇÕES DIRETAS

A maioria dos brasileiros gostaria que o novo presidente do Brasil pudesse ser escolhido pela população, mas para isto acontecer a Constituição precisaria receber uma emenda (PEC) para um caso de vacância presidencial. Hoje, 47% do povo sente vergonha de ser brasileiro. Segundo o MPF, a PGR deverá apresentar denúncia contra Michel Temer ao STF nos próximos dias.

 

 

 

PF conclui corrupção de TEMER

Posted in #FORATEMER, BRASIL, Fora Temer, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 19 de junho de 2017

URGENTE: Polícia Federal avalia que temer cometeu crime de corrupção

 

Moro será julgado em 2 semanas

Posted in BRASIL, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 17 de junho de 2017

SÉRGIO MORO divulgou grampos de LULA e DILMA na GLOBO

Na época, até disseram que o juiz vendera as gravações por 5mi para a emissora do golpe contra Dilma Rousseff.

Agora, ele tem 15 dias para apresentar sua defesa.
Teori Zavaski era o relator da Operação Lava Jato.
Há informações de que Moro está bem apreensivo.
O processo apura sua conduta nessa autorização.
Os áudios foram gravados em março do ano 2016.
A Rede Globo divulgou a mídia em primeira mão.
Trata-se de telefonema entre Lula e Dilma Rousseff.
A prática de Moro foi condenada pelo Supremo.

Tagged with: , , ,

Governo brasileiro comparado a Nazismo em texto de professora

Posted in BRASIL, Fora Temer, OPINIÃO, PENSAMENTO, PROTESTOS NO BRASIL, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 13 de junho de 2017

Reformas  de Temer subjugam nosso povo assim como os alemães humilharam os judeus na segunda guerra

UrbsMagna     

   As intenções das reformas do governo de Michel Temer,  incidentes sobre as classes básicas da população brasileira, são comparáveis  a algumas práticas nazistas da época da segunda grande guerra, de acordo com a professora Alessandra Vieira que apresenta a ideia no belo texto abaixo:

Os nazistas mantinham os judeus em fome constante. Assim, os judeus se ocupavam apenas de uma única tarefa durante o dia todo: procurar alimento, sobreviver, matar a fome imediata e urgente. Não tinham tempo e nem energia para organizar conspirações, rebeliões e planos de fuga. A vida se resumia a uma luta individualista, egoísta e solitária pela mera subsistência.

De modo análogo, a maioria dos brasileiros se ocupa apenas da sobrevivência e da dura conquista do básico: moradia, comida, escola e saúde. E mesmo os poucos que conseguem manter esse básico (especialmente a classe média) não têm tempo para se preocupar com mais nada: acordam muito cedo, trabalham mais de 8 horas, retornam exaustos, assistem o Jornal Nacional e vão dormir para reiniciar a labuta no dia seguinte. A vida se resume a uma luta individualista, egoísta e solitária pela manutenção do básico. E as TVs, os jornais e revistas reforçam e martelam diariamente essa ideologia do individualismo e do trabalho maquinal: pense apenas em você; invista apenas em você; é cada um por si; não reclame, trabalhe; não seja vagabundo, trabalhe até o fim da vida; sempre foi e sempre será assim; com esforço você conseguirá vencer; a meritocracia fará você vencer; os sindicatos não servem pra nada; a política não presta; o coletivismo é um sonho; o socialismo morreu; os empresários vão melhorar sua vida; o capitalismo selvagem e sem grilhões é o futuro. E tudo isso é mostrado ao público através de um lustro acadêmico e profissional. A propaganda é tão intensa e tão bem feita que poucos conseguem perceber a grande farsa que existe por trás dessa forma de pensar.

Diante desse cenário, a grande maioria dos brasileiros pouco se importa se o país está passando por um golpe de estado, se os direitos humanos já foram pro vinagre, se não existe mais democracia, se a constituição foi rasgada, se existe prisão política, se haverá uma ditadura militar, se os pobres da cracolância estão sendo tratados como lixo. Para quem a sobrevivência é a única preocupação, essas questões parecem supérfluas, um luxo desnecessário que só se justifica em países ricos. Tudo isso se apresenta como uma névoa de acontecimentos, um falatório confuso, um ruído de fundo na vida cinzenta e maquinal dos trabalhadores.

Querer que essa multidão de autômatos se levante para lutar pela democracia é ser totalmente irrealista, romântico e ingênuo. A grande massa de trabalhadores sem sindicatos, desorganizados e desinformados, apenas perceberão que algo mudou no país quando forem terceirizados, quando não mais tiverem direito a férias e décimo terceiro, quando a carga de trabalho aumentar e o salário diminuir, quando descobrirem que não irão mais se aposentar. A grande massa de trabalhadores não aprende pela informação (pois a única informação que possui vem de seus algozes), aprende pela prática do dia-a-dia. Quando a grande massa de trabalhadores descobrir que tudo mudou, já será tarde demais para mudar.

CPI da Previdência revela irregularidades

Posted in #FORATEMER, BRASIL, ECONOMIA, Fora Temer, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 12 de junho de 2017

Se as contribuições fossem repassadas corretamente, não haveria rombo, mas sim um superávit de R$ 11 bilhões

O problema é de Gestão e não de Reforma

“Já detectamos possíveis desvios e desmandos na gestão da Previdência”

Paulo Paim

A crise do governo Temer após delações da JBS deu mais força à CPI da Previdência, disse o senador Paulo Paim (PT-RS), presidente da comissão. A CPI já apontou várias Empresas devedoras, desonerações e contribuições sociais que não seriam utilizadas em outras finalidades que não a Seguridade Social. Segundo Paim, a Reforma da Previdência não resolve os problemas. Em 2015, mais de 46 bilhões em contribuições previdenciárias de empregados não foram pagos pelas empresas à União. E entre 2012 e 2015 os empregadores deixaram de pagar mais de 108 bilhões. A cifra é conhecida pelo governo porque é declarada. “A CPI trará à luz a realidade da Previdência. O problema é de gestão e não de ‘reforma”, disse o senador.

Ainda, a CPI evidenciou que a dívida ativa da União já soma 1,8 trilhão sendo 400 bilhões com a Previdência. “O desvio desse dinheiro do caixa da Previdência transformaria o rombo que o governo alega existir em superávit”, afirmou Paim apoiado pelo presidente da Associação Nacional de Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip), Vilson Romero, que acrescentou que as receitas que deveriam ser destinadas à Seguridade são usadas para pagar a dívida pública. Se as contribuições fossem repassadas corretamente, não haveria rombo, mas sim um superávit de R$ 11 bilhões. “A impressão que dá é que existe um ‘pacto’ com devedores”, disparou o senador.

Com a delação dos irmãos Joesley e Wesley Batista, o governo Michel Temer começa a perder apoio na base aliada. Mas o governo federal está blindando Henrique Meirelles, ministro da fazenda, para dar continuidade às reformas Trabalhista e da Previdência.

SOBRE A CPI DA PREVIDÊNCIA
A instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Previdência Social no Senado Federal deu-se em 26/04/2017 e representa um grande passo rumo à rejeição do texto da “reforma” da Previdência na casa legislativa ao desconstruir a farsa sobre o suposto “déficit” previdenciário abrindo as portas para apuração de denúncias de sonegação contra a Previdência Social. O senador Paulo Paim (PT-RS) foi quem a protocolou em 21/03/2017.
A CPI tem como objetivo investigar as contas da Previdência Social, identificar prováveis desvios de recursos e apresentar o real quadro relacionado à saúde financeira do sistema. De acordo com os envolvidos, são 500 a 1000 os maiores devedores do sistema previdenciário brasileiro. A cada quatro anos, R$ 100 bilhões desaparecerem dos setores que arrecadam dos trabalhadores e não são repassados à previdência.
As audiências públicas da CPI da Previdência ocorrem todas as terças-feiras, às 14h00, e, ocasionalmente, às quintas-feiras. A CPI elegeu a seguinte composição: Presidente: senador Paulo Paim (PT/RS), Vice-presidente: senador Telmário Mota (PTB-RR), Relator: senador Hélio José (PMDB-DF),

Reforma Trabalhista avança no Senado

Posted in #FORATEMER, BRASIL, Fora Temer, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL by dibarbosa on 6 de junho de 2017

Conheça os senadores que votaram contra e a favor do texto

Mesmo com a maioria dos parlamentares criticando o projeto, a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou por 14 votos a 11 o relatório sobre a reforma trabalhista e o texto segue para Comissões de Assuntos Sociais (CAS) e Constituição e Justiça (CCJ) antes da votação final.

As principais regras

Acordos Coletivos poderão regulamentar jornada de trabalho de até 12 horas dentro do limite de 48 horas semanais com horas extras. Hoje, acordos coletivos somente são previstos na CLT.

Jornada Parcial. Poderá ser de até 30h/sem s/h extra ou de até 26h/sem mais até 06h (caso em  que  o trabalhador terá direito a 30d férias). Hoje, a jornada parcial é de até 25h/sem s/h extra e com direito a férias de 18d.

Parcelamennto das Férias. Em até 03 vezes com períodos superriores a 05d corridos sendo um maior que 14d (férias não poderão iniciar 02d antes de feriados ou no fds). Hoje, férias são parceladas em até 02 vezes sendo um dos períodos igual ou superior a 10d. corridos.
Grávidas e Lactantes. Poderão ter insalubridade de graus “mínimo” e “médio”  desde que apresentem atestado médico. No grau máximo, o trabalho não será permitido. Hoje, não podem trabalhar em locais insalubres.
Contribuição Sindical será opcional. Hoje, é descontada uma vez por ano diretamente do salário.
Trabalho em casa agora será regulamentado como home office. Hoje, não é previsto pela CLT.
Intervalo para almoço poderá ser reduzido a 30min quando houver acordo e o trabalhador poderá sair 30min mais cedo. Hoje,  a CLT obriga 1h.
Trabalhos intermitentes serão permitidos e o empregador terá que convocar o trabalhador com mínimo de 03d de antecedência, sendo a remuneração definida por h/trabalho e com valor igual ou superior à h aplicada no sal. mínimo. Hoje, isso não existe na CLT.
Autônomos poderão ser contratados, porém sem vínculo empregatício. Hoje, em caso de exclusividade e continuidade, a Justiça obriga a indenização como um celetista.

VOTARAM A FAVOR

  1. Garibaldi Alves (PMDB-RN)
  2. Raimundo Lira (PMDB-PB)
  3. Simone Tebet (PMDB-MS)
  4. Valdir Raupp (PMDB-RO)
  5. Ricardo Ferraço (PSDB-ES)
  6. José Serra (PSDB-SP)
  7. José Agripino (DEM-RN)
  8. Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE)
  9. Wellington Fagundes (PR-MT)
  10. Armando Monteiro (PTB-PE)
  11. Ataídes Oliveira (PSDB-TO)
  12. Sérgio Petecão (PSD-AC)
  13. José Medeiros (PSD-MT)
  14. Cidinho Santos (PR-MT)

VOTARAM CONTRA

  1. Kátia Abreu (PMDB-TO)
  2. Roberto Requião (PMDB-PR)
  3. Gleisi Hoffmann (PT-PR)
  4. Humberto Costa (PT-PE)
  5. Jorge Viana (PT-AC)
  6. José Pimentel (PT-CE)
  7. Lindbergh Farias (PT-RJ)
  8. Otto Alencar (PSD-BA)
  9. Lídice da Mata (PSB-BA)
  10. Vanessa Grazziotin (PC do B-AM)
  11. Ângela Portela (PDT-RR)

“Se quiserem que eu saia, têm que me matar”, afirma Temer. Insano?

— Fique tranquilo, não vou renunciar, não vou sair. Vou recorrer até o fim. Se quiserem que eu saia, têm que me matar.

90,6% QUEREM DIRETAS JÁ E 84% REPROVAM TEMER.

Após afirmar nesta semana que “ninguém vai nos impedir de continuar nossas políticas públicas”, o presidente mais impopular da história brasileira disparou, em reunião com o presidente do senado Eunício Oliveira, a seguinte frase: ” — Fique tranquilo, não vou renunciar, não vou sair. Vou recorrer até o fim. Se quiserem que eu saia, têm que me matar.

DESESPERADO? ENLOUQUECIDO? DITADOR?

Uma afirmação deste naipe é incomum em nossa República Federativa, especialmente proferida por seu presidente. Sua desaprovação também é internacional. No mês passado a ex-presidente argentina Cristina Kirchner, durante  anúncio de sua candidatura para as eleições legislativas de outubro daquele país, chamou o presidente brasileiro, Michel Temer, de “ridículo” e “brega”. E no início do ano, o Papa Francisco recusou um convite para visitar o Brasil fazendo duras críticas às medidas do golpista contra os pobres.

Temer não compreende que seu tempo acabou pois que os movimentos das ruas falam mais alto que a mídia, o judiciário e a elite bresileira que sempre o apoiou.

O CORRUPTO e o CORRUPTOR

Agora que estávamos nos acostumando à figura do corrupto —afinal, há séculos convivemos com ele—, eis que surge um novo animal na floresta: o corruptor.

E em alto estilo: enorme, viscoso, tentacular, falando de cifras com que nunca sonhamos e com uma naturalidade que escancara para nós, de repente, toda a nossa inocência.

Com que, então, os milhões e bilhões que só conhecíamos por ouvir falar existem de verdade e não como papéis simbólicos, trocados por bancos e governos. Apesar do volume, são moeda corrente entre pessoas reais e circulam em malas, mochilas, meias e depósitos no Exterior, ou na forma de barcos, joias, sítios, tríplexes, aeroportos. A cada denúncia, os montantes têm sido de tal ordem que nos arriscamos a ficar blasés: “Mas como, tanto barulho por R$ 5 milhões? Ainda se fossem dólares…”.

Enfim, se o corrupto não é novidade, nada mais fascinante nos últimos tempos do que nos defrontarmos com o corruptor —o que nos tem sido oferecido à larga pelas gravações da Lava Jato. Desse espetáculo, que supera qualquer reality show, pode-se inferir algo sobre a personalidade de ambos.

O corruptor tem desprezo pelo corrupto. Olha-o de cima para baixo, trata-o pelo primeiro nome ou pelo diminutivo, ignora a liturgia, marca local, dia e hora da visita ou chega sem avisar —claro, se é ele quem paga as contas, presta-se gostosamente aos achaques e compra políticos como se fossem bananas. O corruptor vai às compras com uma longa lista: transferências de fundos públicos, medidas provisórias, primazia em concorrências, isenção de impostos, empréstimos em bancos oficiais. O corrupto avia esses pedidos e, em troca, leva o seu. Mas o ganho do corrupto é pinto se comparado ao do corruptor.

Desprezado pelo corruptor, só resta ao corrupto, em troca, nos desprezar.

Por: Ruy Castro
Escritor e jornalista
Um dos maiores biógrafos nacionais
Na folha às segundas, quartas, sextas e sábado

Aécio, já terminou sua carreira?

Veja publica matéria sobre o fim de Aécio Neves.

A fotografia é da própria revista Veja e revela o homem completamente desorientado segundos após ler o site de notícias em seu smartphone e saber que foi gravado por Joesley Batista (JBS).

Isso mesmo. Quem diria? A revista Veja publicando notícia diferente daquelas mentiras sobre Lula, Dilma e o PT.

E a intenção desta matéria que publicamos agora é justamente alertar sobre este feito da Veja que é quase inédito na opinião daqueles que, como nós do UrbsMagna, adquiriram o hábito de passar longe de suas publicações caluniosas.
Podem ir lá conferir. Chega a causar frisson. Mas está lá, infelizmente, porque ela não poderia ficar de fora do mundo das notícias bombásticas que todas as mídias sonham.
O senador foi afastado pelo STF, o presidente do PSDB, licenciado e o cidadão, impedido de deixar o Brasil. Aécio Neves, está vivendo o pior momento político de sua carreira – quem sabe, o último.
Seu auge como homem público foi em 2014, quando consagrou-se com 51 milhões de votos contra a vitoriosa Dilma Rousseff nas eleições para Presidente. Foi também governador de Minas duas vezes, deputado federal e secretário de seu avô, o corretíssimo Tancredo Neves.
Seus primo e irmã foram presos, mas ele só não foi parar também na prisão porque tem foro privilegiado. Fazer o quê? Aqui é o Brasil mesmo, né? Bem que Edson Fachin gostaria.
Diz-se que Aécio está emocionalmente abaladíssimo, chorando a todo o tempo, bebendo muito e buscando seus avogados insistentemente, além de se manter isolado até mesmo de pessoas próximas e evitar ligações telefônicas.

Lula denuncia Moro e a mídia a todo o planeta

Posted in BRASIL, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL, Sérgio Moro e Lula, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 12 de maio de 2017

A perseguição política a Lula na Operação Lava Jato e sua espetacularização na mídia são denunciadas ao mundo sem que Moro se dê conta do feitiço contra o feiticeiro.

Luiz Inácio Lula da Silva utiliza a oportunidade dada por Sérgio Moro ao final do depoimento no prédio da Justiça Federal em Curitiba para acusar o próprio Juiz e grande parte da mídia nacional (em especial a Globo) de serem copartidários em sua perseguição política que agora toma rumo acelerado visando a campanha presidencial de 2018.

Sem saber, Moro deu ao ex-presidente um grande trunfo para a produção de um vídeo de acusação que certamente viralizará por todos os países do mundo no que se refere às agressões morais que tem sofrido nos últimos anos, ensejo que foi sabiamente (“naturalmente” soa melhor) aproveitado por Lula que se utilizou de toda sua destreza na organização dos argumentos, inclusive interrompendo a fala do magistrado.

Confira:

Lula advertiu Moro: “os ataques ao senhor vão ser muito mais fortes…

Posted in BRASIL, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL, Sérgio Moro e Lula, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 12 de maio de 2017

A ressurreição de LULA

“Se todos são iguais, então Lula é melhor” – postou um blogueirinho da Veja ao resumir o pensamento do povo

A menos de 10 dias do depoimento a Moro, Lula dispara em pesquisa do DataFolha com mais de 30% das intenções de voto.
Pessoas de mais de 170 municípios brasileiros determinaram o percentual, que tem margem de erro de 2 pontos para mais ou para menos.
Segundo um blogueiro da revista Veja, isso está sendo possível graças a uma “direita xucra” que tem um “moralismo tacanho”, porque muitos cairão com a Lava Jato.
O povo percebeu que “Constituição, leis, instituições, códigos e normas valem menos do que uma ficha de orelhão” – palavras do blogueirinho.
“O populismo de direita, associado ao lava-jatismo, é que está minando a credibilidade da atual gestão e ressuscitando a esquerda. Afinal, conservadores que não buscam preservar nem as instituições hão de conservar o quê?” – mais palavras do blogueirinho.

 

BOMBA! Você pode anular o impeachment que colocou o Brasil neste inferno

Isso mesmo. O golpe de Estado que arrancou Dilma Rousseff do Planalto, mulher honesta eleita com 54,5 milhões de votos do Planalto sem quaisquer crimes ou acusações, foi dado por um grupo seleto de bandidos de colarinho branco que sempre nos roubou, especialmente nas últimas décadas de crescimento comprovado, por puro prazer; por escárnio contra as classes mais pobres dos homens de bem.

Felizmente, a grande maioria dos brasileiros que apoiaram este golpe está, finalmente, abrindo os olhos e se arrependendo de ter ido às ruas em favor desta velharada ineleita, que se fez de santa com a ajuda da mídia, e que afunda o Brasil em desesperanças, tira sua credibilidade internacional e nos recheia com transtornos emocionais advindos de PECs, MPs, Privatizações e toda ordem de retrocessos incabíveis para uma nação imensa como a nossa.

Avançávamos rumo a tornarmo-nos uma superpotência, porque tudo dava muito certo. Era como se o dedo que faltava em Lula tivesse sido arrancado por Deus para sinalizar que o toque de Midas podia ser dado somente com o coração e a coragem. E justamente por tudo ter dado tão certo é que tudo começou a dar errado. Observem o histórico da balança comercial brasileira desde o ano de 1993 até hoje e tirem suas conclusões:

Balança Comercial Export Import Saldo Taxa de Cobertura
2016 169,307 126,025 43,282 134,34
2015 191,134 171,453  19,681 114,79
2014 225,101 229,060 -3,959 98,27
2013 242,178 239,617  2,561 101,07
2012 242,468 223,142 19,438 108,71
2011 256,041 226,251 29,790 113,17
2010 201,916 181,638 20,278 111,16
2009 152,252 127,637 24,615 119,29
2008 197,953 173,148 24,805 114,33
2007 160,649 120,620 40,039 133,19
2006 137,807 91,350 46,457 150,86
2005 118,309 73,545 44,764 160,87
2004 96,475 62,779 33,696 153,67
2003 73,084 48,283 24,801 151,37
2002 60,141 47,048 13,093 127,83
2001 58,223 55,581 2,642 104,75
2000 55,086 55,783 -0,697 98,75
1999 48,011 49,272 -1,261 97,44
1998 51,120 57,594 -6,474 88,76
1997 52,990 61,347 -8,357 86,38
1996 47,747 53,301 -5,554 89,58
1995 46,506 49,664 -3,158 93,64
1994 43,545 33,105 10,440 131,54
1993 38,597 25,659 12,938 150,42

Após a destituição da presidente, seus advogados impetraram um Mandato de Segurança no STF – o Guardião da Constituição de 1988 – exigindo a anulação do impeachment que é ilegal e inconstitucional justamente porque ela foi eleita pelo voto popular e governou sem a ocorrência de crime de responsabilidade – a acusação de pedalada fiscal é uma ficção/romance jurídico.

Só que o STF sob o comando de Gilmar Mendes também fez parte do golpe e o Mandato foi engavetado com o fim de evitar seu julgamento no decorrer de um processo de tomada de poder que transcorreu na marra e, assim, não sujando as mãos dos juízes nem a Constituição Federal.

Devemos, pois, pressionar os 11 juízes do tribunal a se posicionarem contra o golpe e pela anulação do impeachment de Dilma Rousseff através da organização de comitês exigindo a anulação do impeachment e mobilizações nas ruas contra o STF de modo a sensibilizá-los com os direitos da classe trabalhadora.

Vídeo do celular de Letícia Sabatella no momento em que foi agredida

Posted in BRASIL, IMPEACHMENT, PROTESTOS NO BRASIL by dibarbosa on 31 de julho de 2016

Quem pede INTERVENÇÃO MILITAR não sabe o que é DEMOCRACIA tampouco o que foi DITADURA

Posted in BRASIL, DIREITOS HUMANOS, ELEIÇÕES 2014, HISTÓRIA, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL by dibarbosa on 24 de agosto de 2015

Assista ao vídeo no fim da matéria.

ditadura-torturaEm meio à grave crise econômica do Brasil, acarretada especificamente por uma crise político-moral sem precedentes, alguns de nossos compatriotas se desesperam e partem para as ruas pedindo soluções imediatas contra o Governo de Dilma Rousseff e seu partido, o PT.  As últimas eleições presidenciais de 2014, bem como as operações da Polícia Federal que objetivam levar os atos de corrupção de importantes figuras políticas (eleitas por nós mesmos) à tona de um lamaçal sem fim, dividiram as opiniões de Norte a Sul. Nas várias facetas que as manifestações revelaram, encontramos pedidos de socorro exageradamente infundados e inexplicáveis como, por exemplo, o desejo de uma intervenção militar.

Certamente, há muita falta de conhecimento histórico-político brasileiro. Pronto, resumidamente é isso! Pois quem deseja isso, o deseja embasado em números manipulados que, na ocasião, favoreceu uma cúpula restrita e impenetrável. Quem deseja isso, nunca soube o “que aconteceu, como, onde, por que e a mando de quem“, como bem resumiu um colunista de um jornal de renome nacional. Durante 21 anos, o regime ditatorial instaurado em 1964 pelo Estado violou sistematica, generalizada e gravemente os direitos humanos de milhares de brasileiros opositores ao militarismo, o que culminou com sua repressão e eliminação.  Sim, muitos desapareceram e jamais foram encontrados. Pesquisem. As flores que vocês colheram nasceram das terras férteis aradas por muita gente que se foi lutando para que estas se deixassem colher um dia. Nem tudo sempre foi tão belo como vocês encontraram.

Em dezembro de 2014 a Comissão Nacional da Verdade (CNV) publicou um relatório  definitivo com suas conclusões sobre aquela política de Estado assassina concebida e implementada a partir de decisões emanadas da presidência da República e dos ministérios militares. Volto a repetir: pesquisem, está tudo lá para ser pesquisado. E compartilhem, porque isso deve se tornar público para que a dimensão dos excessos praticados pelas Forças Armadas do passado recente seja compreendida pelos jovens de hoje como uma quebra institucional e violação gravíssima de DH, além de fortalecer nossa democracia a qual foi conquistada com o sangue de nossos irmãos ceifados por este negro episódio e exigir mudanças que possam reverter legados autoritários que ainda permeiam algumas instituições Brasil afora. Pesquisem, está tudo lá.

Brazil Update: reinicialização para instalação de atualizações políticas importantes

Posted in BRASIL, OPINIÃO, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 17 de março de 2015

updateApós as manifestações de 15 de março, uma reflexão mais aprofundada do que está acontecendo no país.

         Está muito claro para muita gente, mas infelizmente o Brasil está repleto de “midiotas”, ou seja, pessoas que sofrem de inépcia e compõem a platéia manipulada pela grande mídia nacional. Tais corações imaturos batem no ritmo dos acontecimentos e desconhecem que suas próprias culturas também os envolvem em corrupção até a alma. Obviamente, uma boa parcela da população que dá a cara para bater em manifestações populares tem engajamento suficiente para, ao invés de naufragar na grande loucura das massas que temos visto nos últimos meses, organizarem-se e empenharem-se diligentemente em projetos de mudanças que urgem há tempos.

          Não estou defendendo um lado nem outro nem ninguém. Penso que quaisquer equipes governamentais que atuarem em nossa nação estarão fadadas a receber nossa omissão de presente, o que sempre os encorajará ao pecado capital, enquanto nos faltar embasamento político. Me digam: quem está organizando um movimento mais direcionado à soluções, resultados positivos? Aqueles que entendem do assunto são carentes do sentimento humanitário que os afundam na inércia de seus comodismos. Quem está nas ruas protestando quer é se dar bem sem ninguém para atrapalhar. Não querem a comunhão e o igualitarismo salarial; distribuição de renda. Querem crescer economicamente mas individualmente. Infelizmente todos os absurdos registrados pela imprensa e comentados no mundo inteiro são fatos que se perpetuarão enquanto nossos passos não forem dados na seguinte ordem: Reforma na Educação, Reforma  Política e, finalmente, Reforma Constitucional.

          Não há um lado certo e um errado. Ninguém está totalmente certo ou totalmente errado.  Impeachment não resolverá nada como o do passado também não resolveu. Outros problemas surgirão com outros políticos substitutos pois o problema não são apenas eles. Enquanto nosso foco não mudar; enquanto as pessoas certas estiverem dispersas pelo país quando poderiam se unir e atuar na política nacional, nenhuma mobilização de insatisfação será suficiente. O problema está na raiz. Não foi à toa que “The Guardian”, “Forbes”, “The New York Times”, destacadamente dentre outros, publicaram suas opiniões conforme lemos depois das manifestações. O Brasil necessita de um bom programa anti malware; anti vírus. Tem que ser resetado. Formatado. Reiniciado e operado por mãos talentosas. Precisa de bons programas de atualização de desempenho.

          As marchas nas ruas apenas demonstram indignação e insatisfação. Só barulho. Nenhuma idéia. Uma palhaçada total. Volta da ditadura, blah! Querem também a volta da inflação a oitenta por cento ao mês? A volta da mortalidade infantil? A redução do IDH? A redução do PIB nacional? E etc, etc. A quem isso beneficiará? Qual classe social predominará com uma intervenção militar?  Milhares foram às ruas em 15 de março, mas certamente muitos milhões de brasileiros sequer têm uma opinião formada sobre tudo isso. Por quê? Porque nunca o Brasil esteve tão transparente. Todos se revoltam com a burguesia corrupta. Eu disse burguesia corrupta. Isso, sim, no fundo a classe menos favorecida acha, de fato, um tremendo absurdo.

Protestos encomendados

Posted in BRASIL, ECONOMIA, INTERNET, OPINIÃO, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 14 de março de 2015

A manipulação da mídia e dos grandes empresários

mblNão se iludam com a sonoridade do MBL em seu pré-falido plano agitador do impeachment. Não há genialidade alguma na política inconsistente de Kim Kataguiri e Renan Santos.

O MBL (Movimento Liberta Brasil) é financiado e ajudado por políticos e empresários opositores no governo. Estima-se que a dupla Kataguiri e Santos recebe em torno de R$ 50 mil mensais, o que os estimula a continuar na articulação de uma estratégia infundada e nada visionária. Mas as doações não param incentivando-os mais e mais a convocar o povo para as ruas. Isso foi conseguido graças ao carisma e à eloquência, ainda que com inconsistência histórica e política, principalmente de um jovem descendente de nipônicos que alguém no Folha OnLine, em matéria de sua coluna Opinião curiosamente sem autoria, desclassificou ao dizer que “um idiota bem-intencionado pode causar tanto ou mais estrago que um gênio corrupto.” Não creio, com base no despreparo juvenil dos envolvidos, que haverá algum dano à democracia brasileira, apesar da ideia de acabar com o PT ter sido acatada por simpatizantes do Vem Pra Rua nas principais capitais do Brasil e em muitas cidades economicamente expressivas. A agitação ocorreu em mais de 50 cidades, de acordo com as confirmações “assinadas” contra Dilma Rousseff e o PT

Rosane Collor e seu livro (delator?)

Posted in BRASIL, Livros, OPINIÃO, PERDENDO A RAZÃO, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 27 de dezembro de 2014

A mulher bomba Rosana Malta, assim renomeada após a separação, publica as “coisas” do presidente do impeachment Fernando Collor de Melo, como esquemas de corrupção e até seus rituais macabros.fernando-collor-presidente-impeachment-protesto-06-original (1)

Apesar do desequilíbrio emocional e espiritual visível ao longo dos anos em que se mantém separada do ex-presidente Fernando Collor de Melo, Rosana Malta, que chegou a dizer que é um dossiê vivo da era do impeachment, acaba de lançar um livro onde diz que conta toda a verdade (a dela) sobre seu ex-marido.

Na interpretação popular, uma mulher ferida e magoada pela traição do homem que um dia foi seu príncipe é capaz de qualquer coisa. Mesmo que Collor tenha sido e feito tudo o que presenciamos de sua péssima passagem pelo Governo do Brasil, e mesmo que ele tenha sido traído pela ex-primeira dama como afirma, a principal força motriz das revelações de Rosana Malta baseia-se na evidência de que seu ex-amado praticou infidelidade matrimonial durante sua Era no planalto, após o que Rosana foi trocada, assumidamente e publicamente, por outra mulher mais jovem e fértil e com a qual o atual senador pôde, enfim, ter seus sonhados herdeiros concebidos definitivamente, o que explica os rituais com fetos humanos descritos no livro.
Não há, pois, a menor necessidade de entrarmos no mérito da questão do impeachment para entendermos que as emoções supracitadas desta mulher vão além dos limites da tolerância e além do que merecemos ou desejamos saber. Mas como vivemos em país 42747945democrático, ainda que com tantos transtornos estatais que temos presenciado nos últimos dias/meses, somos obrigados a nos deparar com materiais impróprios e desnecessários para o nosso crescimento cultural e espiritual cabendo a cada um separar o joio do trigo.
No fim de toda essa novela pastelão que o Brasil já esqueceu, Rosana Malta diz ter se convertido à uma religião protestante, com ações muito diferentes das praticadas por seu doutrinamento espiritualista anterior e volta a expor uma ferida que é somente sua. Com tantos problemas que o país enfrenta, a crente emergente surge e quer meter toda a merda do passado no ventilador, mas ela já secou e desapareceu. Particularmente penso que ela deveria, há muitos anos atrás, ter catado o cocô de seu cachorro da grama alheia porque a bosta não era nossa e nem da nossa conta. Mas caso alguém (e deve ter muita gente) tenha interesse em adquirir ou conhecer a (literatura?) que jamais será um best-seller mas sim tão somente um ganha-pão, aqui vai a informação: Tudo o que vi e vivi – O testemunho corajoso da primeira-dama mais jovem que o Brasil já teve é o título da (obra?) publicação da Editora LEYA na qual a (escritora?) Rosane Malta confirma o esquema corrupto de PC Farias, fala de sua morte e discute para onde foi o dinheiro arrecadado pelo tesoureiro. Ficou curioso?

Ary Fontoura pede renúncia de Dilma e insinua que suicídio também é boa opção.

Posted in BRASIL, ELEIÇÕES 2014, FILOSOFIA, INTERNET, OPINIÃO, PROTESTOS NO BRASIL, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 27 de dezembro de 2014

img-369245-ary-fontouraO ator Ary Fontoura, em sua página oficial do Facebook, publicou uma carta direcionada à presidente reeleita do Brasil, Dilma Rousseff, descrevendo sua má performance nestes 4 anos de governo e pede que ela renuncie ao mandato. Fontoura insinua que ela também pode se suicidar acrescentando que, caso ela não opte por uma ou outra sugestão, ao menos se desvincule do PT e de outras organizações suspeitas e mafiosas, em nome do povo brasileiro.

No documento, Fontoura começa se identificando diretamente para Dilma e assume sua carta em nome de todos os brasileiros, a qual contém um trecho no início onde se lê: “…venho solicitar, … a sua renúncia.” escreveu o ator.
Ary Fontoura explica seus motivos para tal pedido dizendo-se cansado de todas as lutas que o Brasil enfrentou e acrescenta que nosso país jamais terá um grande presidente enquanto Lula e o PT estiver por trás das decisões do planalto.
ator, ainda, insinua que Dilma poderia se suicidar a exemplo de Getúlio Vargas, que preferiu a morte à desistência de governar e cita Jânio Quadros que alegou “forças ocultas” quando abandonou o cargo.
.

 Leia a carta na íntegra na página do autor.

Brasileiros pediram intervenção dos EUA contra o PT de Dilma e Lula

Posted in BRASIL, ELEIÇÕES 2014, EUA, MUNDO, OPINIÃO, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 3 de novembro de 2014

O INÍCIO: COMO SURGIU A IDEIA DO GOLPE 2016
Da série infinita
 Vergonha de Ser Brasileiro
Petição online em site da Casa Branca pediu que EUA intercedesse na “expansão comunista bolivariana no Brasil”
Brasileiros pediram ajuda a Barack Obama contra o PT

Um site da Casa Branca, que oferece um espaço para que o cidadão se manifeste acerca de vários temas, registrou uma petição inédita em toda sua existência no ar.

Em 28 de outubro de 2014, alguns brasileiros resolveram pedir ajuda a Barack Obama contra Dilma e o PT de Lula para que fosse evitada uma “expansão comunista na América Latina”. Veja abaixo:

petição site casa branca

O site do governo dos Estados Unidos, no entanto, alegou que poderia se recusar a agir em resposta a qualquer petição com o fim de evitar que aparentemente estivesse sofrendo alguma influência. A petição, hoje removida da página, reproduzia-se como segue:

 Em 26 de outubro, Dilma Rousseff foi reeleita, e continuará com o plano de seu partido em estabelecer um regime comunista no Brasil – o modelo bolivariano proposto pelo Foro de São Paulo. Nós sabemos que aos olhos da comunidade internacional, a eleição foi totalmente democrática, mas as urnas de votação utilizadas não são confiáveis, sem contar com o fato que as cabeças do Judiciário são em sua maioria membros do partido vencedor. As políticas sociais também influenciaram a escolha para presidente e as pessoas foram ameaçadas de perderem seu subsídio para comida se eles não reelegessem Dilma. Nós pedimos por uma posição da Casa Branca em relação à expansão comunista na América Latina. O Brasil não quer e não será uma nova Venezuela e os EUA precisam ajudar os promotores da democracia e da liberdade no Brasil”.  

O efeito:

Após alguns blogs, inicialmente, divulgarem sobre eleitores denunciando uma suposta fraude nas urnas eletrônicas das eleições 2014, desencadeou-se um grande descontentamento com o resultado das eleições presidenciais que reelegeu Dilma Rousseff (PT) e abateu Aécio Neves (PSDB) por uma diferença de aproximadamente 3,5 milhões de votos. A partir daí, iniciou-se o “terceiro turno” em campanhas que dividiram o país ao meio entre acusações de um noticiário falso, o que culminou com várias manifestações independentes, como foram os casos ocorridos na avenida Paulista em São Paulo, SP, a menos de uma semana após a apuração pelo TSE. No dia 1 de novembro, quase 2,5 mil pessoas compareceram, convocadas pela rede social Facebook, para exigir o impeachment da presidenta. Ela já tinha uma petição no site Avaaz desde junho de 2013 contando com mais de 1,8 milhão de assinantes. O país foi tomado por pessoas que ddiziam e publicavam coisas sem a menor responsabilidade. Até o cantor Lobão, em sua decadência moral e psicológica, omprometeu sua imagem e a imagem do PSDB. Na ocasião, ele disse que se Dilma ganhasse sairia do país. As pessoas não podem ser impedidas de falar porque é uma democracia, por isso devemos utilizar o discernimento inteligente que favoreça a seleção das melhores idéias. Nos EUA, com a democracia sendo o motor do congresso, obviamente Mister Barack Obama e todo o pessoal da Casa Branca deve ter dado boas gargalhadas com nossa crise moral. A petição foi mantida democraticamente por algum tempo e o mundo inteiro conferiu e morreu de rir, o que causou e causa, em muita gente aqui, uma grande vergonha de ser brasileiro.

 

O 3º turno entre o PT e o PSDB

Posted in BRASIL, ELEIÇÕES 2014, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL by dibarbosa on 3 de novembro de 2014

Dilma-sabia-480x298PROTESTO EM SP – Como a imprensa ridiculariza e distorce um protesto simplesmente por não concordar com ele. Em horas assim, a isenção e a objetividade que se danem!

Nesta tarde, houve dois protestos em São Paulo. Um deles reuniu, segundo a PM, pelo menos 2.500 pessoas na Avenida Paulista (vídeo) — e não mil, como está no UOL. A outra, uns 200, no Largo da Batata. Ambas foram convocadas pelo Facebook. O primeiro cobra uma auditoria na eleição presidencial de 2014 e pede o impeachment de Dilma; a segunda, pela enésima vez, culpa o governador Geraldo Alckmin pela crise hídrica em São Paulo. Não funcionou no primeiro turno, não funcionou no segundo turno, tenta-se agora o terceiro turno. Não está funcionando de novo… Mas sigamos. A esmagadora maioria das pessoas que se manifestavam na Avenida Paulista cobrava a auditoria e defendia o impeachment de Dilma na suposição de que ela conhecia a roubalheira na Petrobras, conforme afirmou à Polícia Federal e ao Ministério Público o doleiro Alberto Youssef. Nem é necessário demonstrar — mas, se for preciso, demonstro com facilidade — que a imprensa paulistana trata com simpatia todos os protestos das esquerdas, as marchas em favor da maconha e até os black blocs. Alguns de seus defensores são alçados à condição de intelectuais. Já um protesto que não é organizado por “progressistas”, bem, aí cumpre ridicularizar as pessoas, transformá-las numa caricatura, enxovalhá-las, reduzi-las à condição de golpistas. Vamos lá. A esmagadora maioria dos cartazes da Paulista trata de uma suposta fraude na eleição, pede a auditoria na eleição  e defende o impeachment (dada aquela suposição, claro!, que tem de ser comprovada). Um senhor, no entanto — e ainda que houvesse 10, 20 ou 100 —, pede uma intervenção militar. A prova de que é “avis rara” no protesto é que foi, ora vejam!, entrevistado pela Folha e pelo Estadão, que, milagrosamente, publicam quase a mesma matéria, com diferenças que estão apenas no detalhe. Seu nome é Sérgio Salgi, tem 46 anos e é investigador de polícia. E por que ele foi achado pelos repórteres dos dois jornais? Porque carregava um cartaz “SOS Forças Armadas”. Bastou esse cartaz para que a Folha Online desse o seguinte título: “Ato em SP pede impeachment de Dilma e intervenção militar”. Se algum maluco estivesse na passeata cobrando ajuda aos marcianos, o título poderia ser: “Ato em SP pede impeachment de Dilma e intervenção dos ETs”. Não é a primeira vez que isso acontece. Em 2007, embora fossem outras as circunstâncias, surgiu o “Movimento Cívico pelo Direito dos Brasileiros”, que ficou conhecido como “Cansei”. Seus promotores foram impiedosamente ridicularizados pela imprensa e por personalidades púbicas a serviço do PT. Foram tachados de representantes da “elite branca”. A notícia do mensalão tinha menos de dois anos, o escândalo dos aloprados, menos de um, mas uma simples manifestação de protesto foi tratada como coisa de golpistas. O Globo Online também noticia o protesto em São Paulo. O repórter não entrevistou o policial Sérgio Salgi, mas encontrou outra maneira de enxovalhar os que protestavam. Transcrevo: “O protesto reúne muitas senhoras de guarda-chuva, em razão do sol forte. Algumas levaram seus cachorrinhos de estimação para o protesto”. Manifestações das esquerdas, como vocês sabem, contam com uma palavra que a imprensa adora: “ativistas” — não sei o que é isso; deve ser o oposto complementar dos “passivistas”… Já um ato que é inequivocamente caracterizado como “de direita”, bem, esse conta com “senhoras de guarda-chuva”… Sabem como são as dondocas: não querem se pelar ao sol. Entre as 2.500 pessoas, contavam-se nos dedos os tais guarda-chuvas. Ah, claro! Elas também levavam seus cachorrinhos, entendem? É evidente que o destaque dado a essas lateralidades busca desmoralizar o protesto. O cantor e compositor Lobão se manifestou em favor da recontagem dos votos e disse o óbvio: não se tratava de um movimento em favor da volta do regime militar. Boçalidades. Não que boçalidades reais, de fato, não tenham sido ditas. Foram. A ser verdade o que relatam Estadão, Folha e Globo, o deputado federal eleito Eduardo Bolsonaro (PSC-SP), filho de Jair Bolsonaro (PP-RJ), afirmou o seguinte: “Ele [seu pai] teria fuzilado Dilma Rousseff se fosse candidato esse ano. Ele tem vontade de ser candidato mesmo que tenha de mudar de partido”. E emendou: “Dizia na minha campanha: voto no Marcola, mas não em Dilma. Pelo menos ele tem palavra”. A ser isso mesmo, trata-se de uma notável coleção de bobagens. Evidentemente, o “fuzilado” de sua fala é uma metáfora. Mas quem se importa? Quando fala em votar até “em Marcola”, procura deixar claro o quanto repudia Dilma, não seu apreço pelo bandido. Mas quem se importa? Quem não quer que seu discurso seja confundido não fala essas tolices. O ânimo para transformar os manifestantes em golpistas já é evidente. Quando se oferece o pretexto, tudo fica mais fácil. No Brasil, é permitido marchar em favor da maconha. A venda e o consumo de maconha são ilegais. Manifestantes são tratados como bibelôs. No Brasil, é permitido marchar em favor do aborto. O aborto, com as exceções conhecidas, é ilegal. Manifestantes são tratados como pensadores. No Brasil, é permitido marchar em favor de corruptos condenados pelo Supremo. Manifestantes são tratados como ideólogos. No Brasil, é permitido marchar em favor da recontagem dos votos e, sim, em favor do impeachment. O Artigo 5º da Constituição garante tudo isso. Não obstante, manifestantes são tratados como pessoas ridículas e golpistas. Nota final, que traduz um sequestro moral: os esquerdistas, sempre adulados pelos jornalistas, querem controle social da mídia e mecanismos de censura, ainda que oblíquos. Mas que isto também fique claro: os que estão decididos a dizer “não” terão de enfrentar, inclusive, as brigadas da desqualificação da imprensa, que sempre ficam muito satisfeitas quando alguém como Eduardo Bolsonaro fala aquelas besteiras. Fica parecendo que elas têm razão.

Por Reinaldo Azevedo da revista VEJA

Sobre o protesto sábado na Paulista

fora DilmaOs filhos da mídia foram neste sábado para as ruas protestar contra, bem, contra sei lá o quê. Contra terem perdido nas urnas e, portanto, contra a democracia. Disse “filhos”, mas poderia ter dito “vítimas”. Porque em sua louca cavalgada antidemocrática eles foram intoxicados mentalmente pelo que a mídia deu nestas últimas semanas. Eles pareciam saídos das páginas da Veja e dos comentários de gente como Jabor. Pediam o impeachment de Dilma pelo caso Petrobras. São os efeitos colaterais da capa criminosa que a Veja deu às vésperas das eleições. Os manifestantes fora dilmda Paulista tomaram aquilo como uma verdade indiscutível. Isso mostra que é necessário aplicar uma punição exemplar à Veja. É uma tentativa de golpe branco fazer o que a revista fez – sem uma única prova – em cima de uma eleição tão disputada. A Veja tem que enfrentar – rapidamente — as consequências do que fez. Ou vamos esperar que um lunático, inspirado pela revista, comece a matar petistas? A mídia está também por trás do disparatado pedido de auditoria de votos feito pelo PSDB. Os tucanos só fizeram isso por saberem que têm as costas quentes com a imprensa. Ou então se refreariam antes de atentar contra as instituições com um pedido tão esdrúxulo. As dúvidas fora dilnão resistem a um minuto de reflexão. Considere. O Datafolha deu, na véspera, 52% a 48% para Dilma. A diferença ficou nos decimais: 51,64% versus 48,36%. A desconfiança nasce também, assinale-se, de trapaças do PSDB não devidamente cobradas pela mídia. Aécio usou dados enganosos de uma pesquisa do instituto Veritás que lhe dava ampla vantagem em Minas, onde perdera no primeiro turno. O dono do Veritás avisou que era um erro, ou crime, utilizar os números que Aécio brandiu publicamente, nos debates, contra Dilma. O estatístico também. E mesmo assim Aécio não se deteve. O que pensa um fanático antipetista quando vê uma coisa dessas? Num dia, numa pesquisa, seu candidato está ganhando amplamente em Minas. No dia foradiseguinte, no mundo real, o candidato perde. Farsa, é a conclusão. E a frustração se converte em raiva depois que analistas afirmam que Aécio perdeu a presidência por causa dos votos que não teve em Minas. Manifestações como a de hoje mostram como a sociedade está sendo agredida por uma mídia interessada apenas na manutenção de seus formidáveis privilégios. Pensava-se que o ataque da mídia à democracia cessaria com as eleições. Não cessou. É hora de o Estado proteger a democracia, antes que seja tarde demais. 

fonte: diáriodocentrodomundo

 

Eleitores denunciam “fraude(?)” nas urnas das eleições 2014

Posted in BRASIL, ELEIÇÕES 2014, FACEBOOK, Imagens, INTERNET, PROTESTOS NO BRASIL by dibarbosa on 28 de outubro de 2014

Grande número de pessoas relatam que ao chegarem às seções de votação  descobriam que alguém já havia votado em seu lugar.

Claudia souza fotoInstantâneo 1 (28-10-2014 18-24)O caso que chamou mais atenção, e que está sendo divulgado massivamente em uma das maiores redes sociais do país e do mundo, foi o de Claudia Souza que se diz jornalista de São Paulo e que imediatamente na hora que soube que alguém já tinha votado em seu lugar, ligou a câmera de seu celular e fez um vídeo para denunciar a situação com o título de “Urna Eleitoral Rouba Voto nas Eleições 2014”. Ela disse que o mesário inseriu seu número do Título de Eleitor no coletor de dados da urna e o sistema acusou que a votação já havia sido feita, mas o comprovante do ato ainda se encontrava em branco e sem sua assinatura e sem ser destacado do fichário correspondente. Claudia filmou toda a sua tentativa de obter resposta em um vídeo de duração de facebook sobe e descequase 20 minutos, onde os funcionários que trabalhavam no colégio em que foi votar tentavam até mesmo impedir que ela registrasse o momento. Enfim, ela disse que iria ao cartório eleitoral reclamar do processo. Outra pessoa, um advogado chamado Felipe Delmanto, também de São Paulo, diz que passou pelo mesmo problema. Ele denunciou o ocorrido à Polícia Militar do Estado de São Paulo dizendo que o recibo de votação já havia sido destacado mas que a sua assinatura não estava no fichário de comprovantes. Novamente em São Paulo aconteceu o mesmo problema com André Luiz Cabral, um autônomo que trabalha em Santos, que resolveu fazer um B.O. na delegacia sobre a situação que encontrou na seção de votação e que a mesária registrou sua votação com o número do Título Eleitoral de outra pessoa. Cabral, indignado disse que a funcionária digitou outro número escondida para tentar resolver o problema dele dizendo que no final ia dar no mesmo. O ator David Brazil também enfrentou o problema dizendo que foi votar e não deu certo, como nos casos acima relatados, e ao final acabou  por fazer uma postagem no Instagram onde se dizia muito chateado: “Então é isso!!! Por ERRO DE ALGUÉM não consegui EXERCER MEU DIREITO DE CIDADÃO!!! Alguém votou no meu lugar, #xateado”, disse na postagem. São Paulo de novo, desta vez em São Bernardo do Campo, o eleitor José Roberto dos Santos confirmou que até assinaram com uma assinatura diferente. Insistentemente em São Paulo, agora na cidade de Paulínia, Adriano Farrah Ferraz Aranha enfrentou a mesma situação. Na Região Nordeste do Brasil, Alberto Segundo, um jovem estudante de João Pessoa, foi encaminhado a um juiz do Fórum Eleitoral para tentar resolver a mesma situação, a qual já era de seu conhecimento. O juiz confirmou que o jovem não poderia votar porque alguém havia feito isso em nome do rapaz sugerindo que o mesmo voltasse na terça-feira para abrir um processo. Em Rondônia, um mecânico também relatou que teve seu voto realizado sem sua presença física. O caso de Arapiraca (AL), é algo que nos deixa bastante perplexos: até mesmo o candidato ao senado Elias Barros (PTC) enfrentou o suposto erro após descobrir que seu voto também já havia sido registrado, mesmo prevalecendo-se do uso da biometria. Para Elias Barros, que afirmou ter se sentido invadido, aquilo foi um registro incontestável de fraude.

Segundo o TRE, esses problemas podem ocorrer quando há pessoas homônimas ou por equívoco do mesário. Mas como entender isso? Ainda não há resposta pronunciada.

Eleições Brasil: trocando o incerto pelo duvidoso

Karl Darwin e Charles Marx facebookA uma semana das eleições os brasileiros estão cada vez mais confusos. Os debates entre os presidenciáveis não apresentam mais nenhuma proposta significativa tendo se transformado em um palanque de troca de acusações. Revelações medonhas surgem na internet, mas assuntos do gênero sempre estiveram lá. Basta pesquisar.

O eleitor curioso irá encontrar uma infinidade de blogs que noticiam toda a imoralidade dos candidatos. É preciso muito cuidado na interpretação, uma vez que a imprensa oficial limita-se a apresentar apenas as resultantes do diálogo de ambos. É antiético publicar sobre alguém aquilo que não foi proferido por este alguém. Mas alguns políticos até tentam apagar o passado por meios judiciais e, em vista disso, devo ser solidário para com aqueles que temem pelo futuro do país e apresento meu manifesto de indignação e pavor. Há aproximadamente um ano, o gigante começou a se incomodar dando sinais de que seu sono não transcorria bem, se revirando na cama sem conseguir acordar de seu pesadelo. Mas não, o gigante ainda não acordou. O Brasil não acordou e a mudança está longe de chegar aos lares brasileiros. Não foi à toa que mais de 38 milhões de votos não foram computados positivamente no primeiro turno das eleições de 2014. Tais eleitores invalidaram seus votos pois sabem do tamanho do problema que enfrentamos: temos, por uma absurda obrigatoriedade, que participar da escolha de um presidente que irá nos conduzir para um futuro incógnito. Um tem propostas incertas, outro é duvidoso moralmente falando. Não podemos nos esquecer que questões morais de tal gênero já nos forçaram a legitimar um impeachment por aqui. Não vivemos mais em uma ditadura. Os mais jovens nem sabem o que isso significa. Os mais velhos conquistaram as Eleições Diretas e. por enquanto, a legislação ainda nos obriga à ser livres e ter essa liberdade de escolha nas eleições. Se estamos dentro desta lei, podemos estendê-la à todas as datas e não somente a cada quatro anos. Uma comissão popular, que indique os candidatos certos, é bem vinda. Pelo menos enquanto temos esta obrigação eleitoral e o facebook.

A ‘Constituinte já’ e o muro de silêncio da nossa mídia

Posted in BRASIL, DIREITOS HUMANOS, ELEIÇÕES 2014, OPINIÃO, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL by dibarbosa on 9 de setembro de 2014

ConstituinteA grande maioria dos brasileiros não sabe: entre os dias 01 e 08 de setembro de 2014, aconteceu um grande Plebiscito da Reforma Política aqui no Brasil (vide site Plebiscito Constituinte), uma grande campanha de mobilização popular realizada com urnas em várias cidades bem como votações online, mas a grande mídia, estranhamente, nada divulgou sobre um tema tão importante.

“Você é a favor de uma Constituinte exclusiva e soberana sobre o sistema político?” 

Esta foi a argumentação motora do Grande e Popular Plebiscito da Reforma Política que começou a ser preparado no final de 2013 e que foi organizado por 470 entidades públicas e privadas entre universidades, sindicatos e ONGs, além de outras. Participaram das votações os principais presidenciáveis atuais: Dilma Rousseff, Marina Silva e Aécio Neves , além de atores que tiveram um papel importante em impulsionar uma movimentação deste naipe. plebiscito5094Com previsão para realização até o dia 7 de setembro, o plebiscito foi prorrogado até 23:59h do dia 8 de setembro último, visto que o site ficou sobrecarregado. Foi realizado em todos os estados da federação sob consulta informal, uma vez que apenas o Congresso Nacional tem o poder e direito de propor plebiscitos oficiais. A idéia dos que lutam por uma reforma política é criar uma Constituinte sobre o sistema político com um grupo específico para definir questões como financiamento de campanhas, paridade de gênero no Congresso, Democracia Participante e também permitir que iniciativas populares criem plebiscitos oficiais. As urnas foram espalhadas por vários cantos das cidades brasileiras. Somente em Curitiba foram 100 urnas em vários bairros. Em São Paulo,  mais de 200. No Rio de Janeiro, apenas 27 (consulte no site.).

Durante a coleta de votos para a criação da Constituinte, também foi realizada a coleta de assinaturas para o Projeto de Lei organizado pela Coalizão pela Reforma Política Democrática e Eleições Limpas. O projeto é de iniciativa popular e já está tramitando no Congresso Nacional, com apoio de alguns parlamentares e cerca de 400 mil votos. O objetivo é chegar a 1,5 milhão. Existem duas iniciativas da sociedade civil para uma reforma policia democrática: a busca por uma Constituinte, onde participam entidades como a Une, o MST, a CUT, e a Coalizão, onde também está presente a Une a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e o Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral (MCCE), que organizou o Ficha Limpa. Essas mobilizações utilizaram a semana da pátria como uma semana de mobilização. Uma grande mobilização popular pode conseguir, junto ao governo, uma aprovação para criar a Assembleia Constituinte e esperar que isso gere outros frutos: Em 2002, um plebiscito popular conseguiu 10 milhões de votos contra a adesão do Brasil  à Área de Livre Comércio das Américas (Alca). Na ocasião, 98% disseram não à assinatura do acordo, descartado em 2005 pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A ideia de uma reforma política tomou força depois das jornadas de junho de 2013.Na época, a proposta de criação de uma assembleia constituinte exclusiva para a reforma política  foi feita pela presidente Dilma, junto com outras ideias de pactos com a população, mas não foi para frente. Essa ideia vem sendo debatida desde 2007, mas duas Propostas de Emenda Constitucionais (PEC) tratando sobre o tema foram arquivadas pelo Congresso Nacional. Para Ricardo Durigan, cientista política e assessor político da Coalizão, o plebiscito é importante como consulta popular simbólica. “O plebiscito tem um caráter pedagógico e de conscientização”, comenta ele dizendo que a estratégia da Coalizão é implementar o projeto de lei que pede diversas mudanças, como a própria paridade de gênero,Afastamento definitivo do dinheiro de empresas das eleições, eleições proporcionais em dois turnos; participação da sociedade em decisões nacionais importantes, Seu voto elegendo apenas o candidato em quem você votou. Esse projeto já está tramitando no Congresso Nacional “O conteúdo foi feito de uma tal forma para não mexer na constituição, vamos pela forma mais rápida simples e direta”, comenta Durigan sobre o PL. Ele relembra ainda que a OAB é membro da Coalizão na criação desse projeto, assim como apresentou uma ação de inconstitucionalidade contra a doação de empresas para campanhas, um dos pontos que o PL defende. “Empresas não tem poder de voto, se ela não pode votar, por que ela pode financiar campanhas políticas e determinar quem vai ganhar?”, questiona.

O Brasil vendeu a Copa para a FIFA


anigifvexame
Talvez, isso explique a razão do jogador Thiago Silva ter declarado a seguinte frase: 
“Se as pessoas soubessem o que aconteceu na Copa do Mundo de 2014, ficariam enojadas!”. Todos os anti-nazistas ficaram chocados e tristes por assistir a maneira como o Brasil perdeu a Copa. Não deveriam. O que está exposto abaixo é a notícia em primeira mão que está sendo investigada por rádios e jornais de todo o Brasil e alguns estrangeiros, mais especificamente Wall Street Journal of Americas e a VEJA e deve sair na mídia em breve, assim que as provas forem colhidas e confirmarem os fatos. Fato comprovado: O Brasil VENDEU a copa do mundo para a Fifa. 451868724Os jogadores titulares brasileiros foram avisados, às 08:00 do dia 4 de Julho (dia do jogo de quartas de final), em u
ma reunião envolvendo o Sr. José Maria Marin (na única vez que o presidente da CBF compareceu a uma preleção da seleção), o Técnico Luis Felipe Scolari, o Sr. Carlos Alberto Parreira, supervisor da seleção, e o Sr. Ronald Rhovald, representante da patrocinadora Nike. Os jogadores reservas permaneceram em isolamento, em seus quartos ou no lobby do hotel. 
A princípio muito contrariados, os jogadores se recusaram a trocar o hexa-campeonato mundial por um grande valor em dinheiro. A aceitação veio através do pagamento total dos prêmios, US$70.000,00 para cada jogador, mais um bônus de US$400.000,00 para todos os jogadores e integrantes da comissão, num total de US$ 23.000.000,00 vinte e três milhões de dólares) através da empresa Nike. Além disso, os jogadores que aceitarem o contrato com a empresa Nike nos próximos 4 anos terão as mesmas bases de prêmios que os jogadores de elite da empresa, como o Neymar, Rooney, da Inglaterra, Batistuta, Sneijder, da Holanda e Dempsey, dos Estados Unidos. Mesmo assim, Neymar se recusou a jogar, o que obrigou o técnico Felipão a escalar o jogador Bernard, dizendo que Neymar estava com problemas simples nas costas (em primeira notícia divulgada às 15:30 no centro de imprensa) e, logo depois, às 16:15, alterando o prognóstico para quebra de vértebra). A sua situação só foi resolvida após o representante da Nike ameaçar retirar seu patrocínio vitalício ao jogador, avaliado em mais de US$90.000.000,00 (noventa milhões de dólares) ao longo da sua carreira. Assim, combinou-se que o Brasil seria derrotado durante a cobrança de pênaltis, porém a apatia que se abateu sobre os jogadores titulares fez com que a Alemanha, que absolutamente não participou desta negociação, marcasse, em cinco falhas simples do time brasileiro, os primeiros gols. O Sr. Joseph Blatter, presidente da Fifa, cidadão franco-suíço, aplaudiu a colaboração da equipe brasileira, uma vez que o campeonato 20140611204704!Russia_2018_Interim_Markmundial trouxe equilíbrio à Alemanha num momento de crise jamais registrada naquele país, com crescente xenofobia e o reaparecimento do nazismo. Garantiu, também, ao Sr. Ricardo Teixeira, através de seu tio, João Havelange, que o Brasil teria seu caminho facilitado para o hexa campeonato de 2018. Passem esta mensagem para o maior número possível de pessoas, para que todos possam conhecer a sujeira que ronda o futebol!

Fonte: Forum Esporte Uol

Copa 2014 é de primeiro mundo.

Contrariando os pessimistas, tudo vai muito bem

A COPA
COMEU A GLOBO

“A elite paulistana, que ninguém (tirando o Aécio) merece, foi o pior que se viu”

Que Copa do Mundo eletrizante é essa! Além do fino da bola rolando em campo tá bonito pra caramba ver a alegria dos torcedores amantes do futebol do mundo inteiro. Só o Brasil mesmo pra fazer dos jogadores alemães os campeões da simpatia! (rs..) A invasão holandesa na Bahia, produzindo o espetáculo daquele mar laranja nas ladeiras do Pelourinho, foi demais. Mas uma coisa especialmente está me emocionando: a invasão latino-americana por todo o Brasil. Viva Chile, Uruguai, Argentina, México, Colômbia e todos os nossos hermanos. Que sejam todos muy bienvenidos!

Que tudo correria bem eu não tinha a menor dúvida,​ mas confesso que não imaginava que seria desse jeito, com os turistas se refestelando numa explosão de alegria multicor, pra lá e pra cá, tomando todas ​a ​que tem direito e tirando tudo de letra,  numa boa. Refiro-me aqui, exclusivamente, aos pontos ​em ​que ​a ​mídia torceu contra e foi insuflando a população durante anos, pois​,​ no processo de remoções arbitrárias da qual é, desavergonhadamente, cúmplice direta não denuncia uma linha. (Ué, cadê o papel social da imprensa livre? Isso simplesmente não existe, eles fazem política o tempo inteiro, é só você ficar atento que verá​.​)

Como tem havido muita confusão, acho que nunca é demais lembrar que a Copa do Mundo é no Brasil mas não é do Brasil. Esse é um evento transnacional,​ organizado por uma entidade que controla o futebol daquela forma mais perversa que só o capitalismo pode nos proporcionar (atropelo social e grana suja de corrupção). O Brasil, que no planeta bola é chamado de ​”​país do futebol​”​ está, agora, sediando o evento.

Alguma coisa assim tão discrepante? A Copa, portanto, foi usada politicamente de todas as formas que se pôde. Incrível como as pessoas conseguiram conviver com equívocos dos mais elementares por sete anos, foram se enchendo de um ódio gratuito e mal direcionado, e em menos de duas semanas, tudo é desfeito e fica por isso mesmo. Os estádios, segundo a Veja, só ficariam prontos em 2038​:​ alguém lembra dessa matemática maluca que fizeram?​ ​Ah, a nossa mídia, a hora dela tá chegando.

Quanto aos movimentos sociais é absolutamente legítimo que aproveitem a visibilidade mundial de um evento dessa magnitude para colocar seu bloco na rua. Todo apoio a luta da classe trabalhadora sempre. Não aqueles que querem impor a sua luta goela abaixo das categorias e falar até em nome da periferia. O que aconteceu em SP é denunciativo disso. No belíssimo ato de quase 2 mil pessoas, do sindicato dos metroviários, com famílias, idosos etc., não ajudaram aos metroviários. Ao contrário, atraíram a repressão. Se essa galera da “revolução niilista” diz que serve para proteger a maioria dos manifestantes, o que fizeram no Tatuapé foi o contrário disso.

 

Ps: Sorín e Loco Abreu tão dando um banho nos comentários! Acorda Galvão, o mundo é outro e cada vez mais ninguém da bola pra Globo.

Ps2: A decepção fica por conta da estreia. A Claudia Leitte e o time do Felipão foi o que de pior se viu nos gramados; e a elite paulistana, que ninguém (tirando o Aécio) merece, foi ​o pior que se viu nas arquibancadas.  Graças ao bom Deus o nosso Brasil é muito maior  (nos dois sentidos).

 

lulafonte: conversaafiada

 

 

8cc06aa947846dfc7071449392971fb5Copyright © 2014 UrbsMagna

 

 

Brasil posa de potência mas gringo ainda toma nosso Nióbio

Dr. Adriano BenayonEntrevista com o Dr. Adriano Benayon – Doutor em economia pela Universidade de Hamburgo, ex-diplomata do Itamarati e autor do livro Globalização versus Desenvolvimento – sobre a exportação subfaturada (ou contrabando) do nosso mais valioso minério de ferro em Araxás – MG, onde está localizada a maior reserva mundial (97%) do mineral Nióbio (Elemento Químico Nb da tabela periódica com nº atômico 41 e massa atômica 92,9u.) – componente de liga indispensável à produção do aço utilizado pelas indústrias automobilística e aeroespacial devido à resistência à altas temperaturas e à ferrugem. O Canadá tem 3% das jazidas, com o qual mantém um admirável sistema gratuito de saúde e educação.

Nb41-vert“Ao meu ver precisamos ter muito mais autonomia política. O Brasil, e todo o mundo, entrou em um modelo das chamadas democracias representativas, onde são eleitos representantes para o congresso, governos e ministérios. As eleições estão muito dominadas pelo dinheiro. Toda campanha eleitoral depende de recursos financeiros e ao mesmo tempo depende de acesso à mídia. E a mídia é, praticamente, controlada pelos mesmos interesses (principalmente estrangeiros) que dominam a economia brasileira. Então o Brasil fica em um impasse, não só econômico mas também político. Penso exatamente que o Nióbio seria um tema muito bom para servir à convocações de movimentos populares, principalmente pelo fato de ele ser emblemático – representa todo o problema do Brasil. Embora ele seja uma coisa específica ele nos remete a toda essa questão que é geral como a desindustrialização, a desnacionalização e, ao mesmo tempo, o controle que isso implica sobre a política brasileira. Nesse caso você não tem o que fazer. O povo vai ficando cada vez mais sem meios de ação. Porque a mídia não publica, geralmente, aquilo que se aponta de verdade, então o grosso das pessoas acaba nunca tomando conhecimento. Depende de uma mobilização. Depende que alguns, ou que muitos que tenham tomado conhecimento, multipliquem a mensagem e formem uma massa crítica capaz de reivindicar isso. Então quando você chama a questão do Nióbio com toda essa informação que mostra tanto prejuízo para o Brasil, em função só do Nióbio, a gente tem que ter presente que esse caso é muito grande, muito importante, mas é só um entre muitíssimos outros casos, e é um caso, como eu digo, representativo de toda uma estrutura econômica e política que não tem como tirar o Brasil do empobrecimento em que ele está caindo cada vez mais. Então não adianta ficar posando de potente sem ter poder nenhum dizendo que é país emergente ou potente. Não, nós temos é que partir a realizar e chegar um dia lá, mas chegar com fatos, não com um discurso na ONU que aquilo é um blá-blá-blá que não serve pra nada.”

Fonte: youtube

Temendo vaias, Dilma não diz nada na abertura da Copa do Mundo

VEJA AS FOTOS DA ABERTURA NO FIM DA MATÉRIA. capture-20140612-222107O Itaquerão recebeu na tarde de quinta-feira a cerimônia de abertura da Copa do Mundo do Brasil de 2014 com duração de aproximadamente 25 minutos e animou bastante os telespectadores de todo o Brasil. Os temas escolhidos foram a natureza brasileira, sua cultura e seu futebol e contou com a colaboração artística de Claudia Leitte, Pitbull e Jennifer Lopez interpretando a música tema do Mundial. No primeiro de quatro atos atletas ginastas em trampolins se apresentaram sobre uma grande vitória régia, que na verdade era uma cama elástica, e havia muitas fantasias como por exemplo gotas d’água, araucárias, arbustos e flores, que formaram uma floresta em movimento, com rios e canoas de índios. A segunda etapa da cerimônia oi aberta pela chegada de dois índios moradores da região sul de São Paulo, quando começaram os ritmos brasileiros afro, frevo, berimbau, baianas, fandango, baião e capoeira, com variação dos ritmos e mudanças das danças. O terceiro e último ato era sobre o futebol. Dois árbitros mirins deram início à partida simulada. Depois, sessenta e quatro crianças carregaram as bandeiras das 32 seleções da Copa e exibiram bolas presas a elásticos. Mais de seiscentos bailarinos participaram do evento que teve o comando de Daphne Cornez, uma diretora artística da Bélgica, enquanto, do lado de fora, o ônibus da seleção brasileira chegava ao estádio, o que era exibido em outra tomada pela transmissora de tv. Um painel gigante de LED em forma de bola se abriu e saiu a cantora Claudia Leite, cantando Aquarela do Brasil, de João Gilberto, em playback, acompanhada pelo Olodum. Depois, Pitbull e Jennifer Lopez também saíram do centro do palco e se juntaram à Claudia Leitte na interpretação da música tema da Copa “We Are One”. Ao fim da música, aos poucos, os cantores e os bailarinos deixaram o gramado. Não houve nenhuma surpresa para o público, tampouco nenhum pronunciamento de Dilma, presente no Itaquerão. Ela sequer deu boas-vindas a atletas, dirigentes ou visitantes em geral. Por este motivo, esta é a primeira Copa do Mundo que não é aberta oficialmente pelo chefe de Estado do país-sede em muitos anos. O Presidente da Fifa, Joseph Blatter, também não se pronunciou temendo serem alvos de vaias dos torcedores a exemplo do ocorrido no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, durante a abertura da Copa das Confederações e devido às manifestações que ainda ocorrem nas ruas do Brasil. Somente os chefes de Estado do Chile, Croácia, Equador e Gana estavam presentes, assim como o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Tudo pronto para a COPA? FIFA diz que não.

rejeitadofinalMas não vai ter copa? Claro que vai. Mas a FIFA diz que lamenta muito tantos transtornos para sua realização no Brasil. Seus dirigentes estão convictos de que o país não deveria sediar evento de tamanha grandeza. Obviamente que eles também estão cientes de toda a roubalheira que aconteceu por conta disso e certamente acompanharam tudo de muito perto, uma vez que nosso país está em evidência em todo o planeta devido ao Mundial de Futebol 2014. Faltando poucas horas para o maior evento esportivo das galáxias a entidade futebolística internacional teme que as greves e manifestações atuais acarretem em uma greve generalizada e, por este motivo somado ao fato de que muitos estádios receberão torcedores e seleções mundiais, ainda inaptos, pressionam o governo, sem que a imprensa tenha conhecimento, exigindo garantias de que tudo transcorrerá sem incidentes, ou mesmo acidentes – um dos temores reais dos membros do comitê da Fédération Internationale de Football Association pois os estádios jamais foram testados em sua capacidade máxima e foram construídos em tempo hábil duvidoso. Em suma o que a FIFA está presenciando é inaceitável e agora está amargando tremendamente o dia em que permitiu que o Brasil assumisse este mundial e, ainda mais, o dia em que teve a oportunidade de tirar esta competição das mãos dos brasileiros em uma inspeção realizada aqui, nos estádios, no ano passado. Eles têm uma tradição e uma imagem a zelar, como o logo com seu acrônimo mesmo diz “For the Good of the Game“, traduzindo “Para o Bem do Esporte“. Contudo, os cartolas mundiais estão realmente indignados, pasmos, chateados, e disseram que “não se pode dar a Copa a um país que, no fundo, tem outras prioridades e que não dá condições estruturais mínimas, tampouco com relação à segurança”. Até mesmo ingressos foram vendidos antes da conclusão das obras e as numerações dos assentos ficaram erradas. Por Deus, como é possível vender um assentos que ainda não estão lá? E isso só foi divulgado a seis dias do início do evento. Agora todos estes erros deverão ser desfeitos imediatamente pelos próprios torcedores que, tendo recebido os ingressos em casa, deverão procurar pelo local da troca pessoalmente, um a um, para receberem a numeração correta. Uau! Isso sim é Brasil. E por estas e outras, mas muitas outras mesmo, os cartolas prometeram repensar tudinho, no que se refere aos mundiais de futebol dos próximos anos, para dar a sede a um país merecedor verdadeiramente, que assuma a representação da Copa do Mundo de uma forma idônea, consciente de que há muitas responsabilidades em jogo (e não somente uma bola). E a nação brasileira certamente servirá de exemplo, só que negativo, o que mais uma vez nos causa grande vergonha de ser brasileiro. Agora, nada mais pode ser feito a não ser rezar. Sim, e muito. Toda a situação de insatisfação popular só tem revelado que não estamos prontos, uma vez que a segurança e a ordem pública são quesitos primordiais. E essa hiperatividade nacional tem sido um termômetro que pode entrar em ebulição e é assistida, através da mídia, pela cúpula assustada da FIFA. Sim, eles estão apavorados e nem mesmo o Ministério dos Esportes, tampouco os organizadores brasileiros do mundial, mencionaram o assunto, mais do que evidente, em sua última apresentação oficial da preparação da Copa para os inspetores do futebol. Eles só não ocultaram porque está nos jornais para quem quiser ver, mas ignoraram completamente o “fervo” em que o Brasil se encontra. Qual a dimensão disso tudo? Ponham-se no lugar da FIFA e perceberão que é como se o Brasil lhe dissesse “Vocês nos deram a Copa. A Copa é nossa e faremos o que quiser com ela”, no mesmo patamar de “Vocês nos deram o governo e faremos o que quiser com ele”, algo que estamos muito bem acostumados a sentir de nossos governantes.

8cc06aa947846dfc7071449392971fb5Copyright © 2014 UrbsMagna

Adeus Copa (Desculpe qualquer coisa)

Posted in BRASIL, ESPORTES, INTERNET, OPINIÃO, PROTESTOS NO BRASIL, TENDÊNCIAS, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 3 de junho de 2014

Copa do mundo 2014

Escrevi semana passada sobre a Copa e sobre a lição que o Brasil está prestes a dar ao mundo. Ainda há o que dizer a respeito. Segundo Cosme Rímoli, jornalista esportivo do Portal R7: “Levantamento mostra que apenas 41% do que foi prometido [ referindo-se as obras para a Copa ] acabou cumprido”. Ou seja: “59% das obras que beneficiariam a Nação sumiram do organograma da Copa”. A Fifa queria oito sedes. Nós definimos que 12 arenas seriam construídas, por razões políticas – que no Brasil quase sempre se traduzem em vantagens econômicas para alguns. “Com quatro elefantes brancos assumidos. Cuiabá, Brasília, Natal e Manaus”, escreve Rímoli, que cita declarações do Ministro dos Esportes de Lula, em 2007, ano em que ganhamos a disputa pelo direito de sediar a Copa: “O Brasil não vai gastar um centavo com os estádios que serão construídos ou reformados para a Copa do Mundo. A CBF nos apresentou uma estimativa de 1,1 bilhão de dólares (na época, R$ 2,2 bilhões). Dinheiro da iniciativa privada. Será a melhor Copa de todos os tempos”. Segue Rímoli: “Os custos da dúzia dos estádios [ sic ] batem nos R$ 10 bilhões. Quase cinco vezes mais a previsão [ sic ] da CBF e de Orlando Silva. E 70% desse dinheiro é [ sic ] público. Cerca de R$ 7 bilhões. A Copa do Mundo do Brasil custará mais do que as três últimas somadas. Mais do que a da Coréia e Japão, Alemanha e África do Sul. Elas custaram R$ 16 bilhões, R$ 6 bilhões e R$ 8 bilhões. Juntas, R$ 30 bilhões. A do Brasil deverá ficar no mínimo em R$ 31 bilhões. A estimativa em 2011 apontava R$ 40 bilhões. Foram cortados R$ 9 bilhões em obras para o país. Justo as que serviriam como legado. Como profunda reforma nos aeroportos e mobilidade social”.

estadio_manegarrincha_britojunior_div01-638x400O número exposto por José Nêumanne, comentarista da Jovem Pan, difere pouco: “O principal executivo do governo federal na organização do evento, Luis Fernandes, explicou que serão gastos R$ 28 bilhões, o que representa as despesas das três últimas copas”. Segundo o Globoesporte: “Em 2010, quando foi assinada a Matriz de Responsabilidades da Copa – documento que lista os investimentos prioritários para o Mundial -, a previsão era de que fossem gastos R$ 5,38 bilhões com estádios. Quatro anos depois, a conta, que ainda não está totalmente fechada, está em pouco mais de R$ 8 bilhões – aumento de 48%”. São variações sobre o mesmo tema. E tem muita coisa na lista daquilo que será entregue que simplesmente não ficará pronta a tempo. A começar pelos próprios estádios, item básico de uma Copa. Ou seja: a “Copa das Copas” tem tudo para ser uma das mais desorganizadas de todos os tempos. E já é a mais cara da história. Por cara, leia-se “superfaturada”. A obesidade mórbida desses gastos não representa investimentos megalômanos que se reverterão em serviços e experiências igualmente extraordinários para visitantes e nativos. Essa gastança toda perdeu-se no velho ralo brasileiro formado pela corrupção e pela ineficiência. Quando nós não somos ruins, no sentido de mal intencionados, de filhos da puta mesmo, somos simplesmente ruins no sentido de ineptos, incompetentes, lorpas.

5881153236_ccf72be3d4_mA verdade é que nós tínhamos uma oportunidade de ouro para o país, ao sediarmos o maior evento do planeta. Para variar, a desperdiçamos. Para variar, em nome de ganhos pessoais, privados, imediatistas. Para variar, porque somos tão malandros, queremos tirar tanta vantagem, buscamos tanto a locupletação, o lucro fácil e imediato, que nos damos mal. Mesmo quem se dá muito bem no curto prazo acaba se dando, no médio prazo, muito mal. Enriquecer entre miseráveis não é saudável, nem sustentável, inclusive para o novo rico. Ainda não aprendemos isso – o que é uma prova adicional da burrice pátria. Se soubéssemos como é bom ser honesto, seríamos honestos só por malandragem. Ou só porque é bom ser bom. É assim que se enriquece de verdade – trabalhando, ganhando e deixando os demais ganharem e enriquecerem também. Acumular solitariamente o que não é seu, em detrimento dos outros, sem sequer se dar ao trabalho de efetivamente produzir algo, não constroi nada e não leva a lugar nenhum. Devíamos ter aprendido essa lição há muito tempo. Temos testado por séculos, sem sucesso, esse modelo de corrupção generalizada. Hoje temos um PIB per capita de 12 mil dólares. Ocupamos, assim, o 79º lugar no ranking PPP – poder de compra per capita, a melhor régua para comparar a riqueza entre países. Estamos atrás de Costa Rica, Suriname, Líbano, Botswana e Gabão, por exemplo. Com nossos recursos, e com um pouco de honestidade, boa gestão, planejamento e eficiência, o Brasil teria plenas condições de estar entre os dez países mais prósperos do mundo, faixa em que o PIB per capita começa com os 43 mil dólares de Austrália e Canadá, dois países diante dos quais o Brasil, na produção de riquezas, tanto quanto no futebol, não deveria ter o direito de fazer feio.

justic3a7aprgBem, nada disso é novo. A nossa desonestidade e a nossa incompetência médias compõem, infelizmente, uma espécie de traço constitutivo da cultura nacional. Desde sempre. Somos tanto o país da propina, dos 10%, das zonas cinzentas morais, quanto o país do desperdício. E não imagine que isso ocorra só no âmbito da administração pública. É uma enormidade o que há de comissões espúrias, fees que não ousam dizer o próprio nome, sonegação, caixa dois, molha-mão, melzinho na boca, incentivos a vendas esquisitos, com jeito de “bola”, combinações por baixo dos panos e “bonificações de volume” (já ouviu falar em BV?) em nossos mercados corporativos. E se descermos mais um degrau, em direção à vida privada, encontraremos, desgraçadamente, um pá de brasileiros pouco corteses e pouco cidadãos e em nada solidários, que furam a fila, que jogam lixo no chão, que andam pelo acostamento, que ultrapassam por fora, na contramão, que subornam o garçom, que fazem questão de levar vantagem em tudo. Saiba que há uma “taxa do síndico” nas compras que o seu condomínio faz. Não preciso dizer mais nada. Nós somos assim. Correção e rigor ético não são nossos fortes. Aqui, o corrupto se sente no direito de roubar. Assim como o ladrão pé de chinelo. O bacana é sonegar, esperto é quem suborna e quem se locupleta e quem prevarica. O cidadão honesto é otário, quem faz as coisas direito é coxinha.

tumblr_lt7zvr2gFm1qerm5nMesmo assim, estamos tratando a Copa do Mundo como se esse descalabro na gestão, tanto em termos de lisura quanto em termos de eficiência, fosse uma novidade. Como se não fosse uma rotina brasileira – jogar dinheiro fora por desonestidade ou por leniência. Estádios e aeroportos entregues incompletos, com atraso e custando muito mais do que o orçado são a expressão institucional do que acontece com qualquer reforma que você precisar fazer em sua casa. Isso não serve de desculpa para nada. Mas também não começou com a Copa, o foco de toda a nossa ira santa. Diante disso, estamos agindo como se a solução fosse acabar com a Copa do Mundo, e não com a corrupção que nos assola. O que, a meu ver, é reagir contra o adversário errado, é não reconhecer quem é o verdadeiro inimigo, é atacar o Dr. Jekyll e deixar o Mr. Hyde solto, incólume, para continuar sua senda de crimes lesa-pátria. Ao atacar a Fifa, não estamos discutindo o que realmente importa – a corrupção endêmica e a ineficiência crônica que nos prendem ao passado há centenas de anos. Ou seja: além de inócua em resolver alguma coisa, nossa reação raivosa à Copa é contraproducente porque não ataca o que deveria ser atacado, e assim serve como uma pantomima, como uma distração daquilo que realmente precisa ser feito no Brasil. Muitos de nós, aglomerados debaixo do mote “Não vai ter Copa”, estão se preparando para enterrar de vez a Copa. Aparentemente, teremos mais barricadas e protestos e marchas do que jogos durante o evento. Terminaremos com a sensação de que fizemos algo útil e histórico. Ficaremos provavelmente com a sensação de dever cumprido. E, no entanto, é exatamente depois da Copa que a arena política que realmente importa vai se estabelecer no país.

imagesEis quando deveríamos ir para a rua, exigir mudanças. E, sobretudo, praticar mudanças. O Brasil não muda se você não mudar. A maior revolução que você pode fazer é na sua própria vida, na sua família, nas suas rotinas e nas suas relações. De novo: o câncer brasileiro não está só em Brasília. Ele está aqui embaixo, entre nós, na sua rua, na escola do seu filho, na sua casa, no escritório. Nós fazemos parte desse cancro. E o jeito de começarmos a extirpá-lo é olharmos para os nossos próprios umbigos, antes que tudo. Brasília é só um reflexo do país, uma versão condensada daquilo que somos. O problema, enfim, é interno, é histórico, é doméstico. Eis por que o movimento anticopa é, em essência, uma fanfarra diversionista. Um oportunismo sem possibilidade de gerar consequências práticas benéficas – acarretará apenas na pintura de um quadro horrendo do país no exterior, evitando que gente lá de fora venha gastar seu dinheiro no Rio ou em Florianópolis ou em Fernando de Noronha. Perceba que uma Copa, mesmo quando bem administrada, tende a ser um evento deficitário, considerando as receitas que gera e os custos que impõe diretamente. Só faz sentido receber um evento internacional desse porte por uma razão: vender uma boas imagem do país ao mundo, como um lugar confiável, bom para se fazer negócios e para se visitar. Essa Copa, portanto, é um duplo prejuízo. Os políticos e dirigentes se encarregaram de construir um rombo financeiro sem precedentes. E nós, o povo, dispostos que estamos a arreganhar ao planeta nossas entranhas mais espúrias, estamos nos encarregando de matar a única possibilidade que tínhamos de amenizar ou de reverter esse revés.

Dicas-de-Férias-Copa-do-Mundo-2014-02De fato, já estamos espantando gente antes da Copa. Das 560 mil vagas de hotéis disponíveis no país para o evento, apenas 300 mil foram vendidas. Ou seja: 45% dos turistas esperados provavelmente não virão. É mais ou menos como comprar um espaço de mídia caríssimo, em horário nobre, por várias vezes o preço que ele vale, e usá-lo para veicular somente má publicidade a seu próprio respeito. Vale sublinhar bem esse ponto: a Copa virou um bode expiatório. Sempre falamos dos problemas brasileiros como se eles fossem gerados pelos outros, como se nós não tivéssemos nossa parcela de contribuição e como se não tivéssemos que rever nada em nós mesmos. É que, ao reclamar, nos colocamos como vítimas. Ao culpar o que vem de fora, nos eximimos de repensar o que acontece aqui dentro. No que se refere ao evento, vivemos uma situação terrível no aspecto institucional. Os números, citados na abertura desse post, são inequívocos em relação a isso. A única chance que tínhamos de salvar a Copa entre nós, como momento histórico, seria o povo abraçá-la. Apesar de tudo. Cuidar dela. Ter alegria com ela, gerar alegria, distribuir alegria. Receber bem os visitantes – fala-se em 600 mil estrangeiros aportando no país entre 12 de junho e 13 de julho. Esse era o único retorno ainda possível para o investimento que fizemos. Não é isso que está se vendo. Provavelmente não é isso que acontecerá, infelizmente.

newtonsilva2Nós também, o povo, estaremos contribuindo, ao nosso modo, para detonar a Copa. Para torná-la, enfim, um evento infeliz. Uma péssima lembrança na memória do país. Parece que é isso que queremos. E provavelmente é isso que conseguiremos. Talvez a gente pudesse mostrar que o povo é melhor que seus representantes nesse país. Que nossa sociedade civil é melhor que nossa classe dirigente. Talvez pudéssemos dizer, no futuro, quando nos perguntarem porque a Copa de 2014, no país do futebol, foi um fiasco, que nossos políticos e dirigentes fizeram de tudo para acabar com ela, e que nós, os brasileiros comuns, a salvamos. Talvez pudéssemos dizer que, findo o evento, cobramos caro dos nossos representantes, nas urnas, e em nossas escolhas de consumo, o preço dessa vilania, por tudo de ruim que perpetraram. (Quem sabe deixamos de comprar apartamentos daquela determinada construtora? Quem sabe boicotamos todos os negócios onde está metida aquela empreiteira?) É provável que façamos exatamente o contrário – vamos arrebentar com a Copa, atrapalhar o quanto pudermos o evento, e em outubro vamos eleger de novo toda sorte de crápulas e de nulidades. Gentinha elege gentinha. Gentalha elege gentalha. Talvez pudéssemos afirmar que o país não são eles, que o país somos nós.

downloadInfelizmente, estamos dispostos a perpetrar coisas igualmente deletérias tão logo as delegações e a imprensa internacional comecem a aportar no Brasil. Desde achacar turistas desavisados até impedir com todas as nossas forças que o evento corra bem e dê minimamente certo. Esse é o espírito de muitos brasileiros, lamentavelmente. Para uns, trata-se de “como eu ganho com a Copa” – o que, aliás, reproduz ipsis literis o pensamento dos tubarões que acabaram com ele. Para outros, trata-se de “como eu acabo com a Copa” – o que também espelha, por vias tortas, a atuação dos predadores institucionais cuja atuação os manifestantes declaram querer criticar. Eis o ponto que tenho tentado fazer sobre a Copa. Estou triste de ver um sonho se transformar em pesadelo. Em ver que não conseguimos superar nossa vocação para o malefício e para a boçalidade. Estou triste de ver que nós também, o povo, estamos a um passo de destroçar a Copa com nossas próprias mãos. E aí, de novo, não nos diferenciaremos em nada, aqui no nível das ruas e das calçadas, daquelas lesmas e daquelas sanguessugas que operam no nível dos camarotes refrigerados e dos carros pretos. Aos invés de nos insurgirmos contra eles, estamos nos insurgindo contra o país, contra o Brasil, contra nós mesmos. Adeus, Copa. Desculpe qualquer coisa.

 

Reprodução íntegra da postagem de Adriano Silva do Blog Manual de Ingenuidades com Ilustrações e fotos adaptadas por UrbsMagna

8cc06aa947846dfc7071449392971fb5Copyright © 2014 UrbsMagna

O Brasil é uma piada

travel_03_1_temp-1387891461-52b98b05-620x348

Se você ainda não sente VERGONHA DE SER BRASILEIRO, leia isso:

O Brasil é a piada do momento em toda a face da Terra

O mundo inteiro está contando piada de brasileiro e você nem sabe. Os brasileiros, em sua grande maioria, se acham os donos do pedaço quando na verdade são burlescos e uma grande vergonha mundial, especialmente após as últimas manchetes a respeito da nossa corrupção, da Copa de 2014 e das Olimpíadas 2016. 

E não é só pelo motivo da Copa, da corrupção ou das Olimpíadas. É pela própria tradição da desordem do país. Que o país deu um grande salto em sua economia é fato, mas a tradição mundial ainda nos posiciona no Terceiro Mundo. Pertencemos ao BRICS (Brasil-Rússia-Índia-China-África do Sul), que é o grupo de países emergentes. Até a China que se tornou recentemente a número um em exportações mundiais ainda é emergente. E ser um país emergente não significa ter todos os problemas internos solucionados. Os países emergentes ainda estão distantes das melhores colocações mundiais do IDH. Por mais que tenhamos alcançado boas colocações em alguns setores de desenvolvimento, ainda temos uma infra-estrutura frágil. E para complicar o brasileiro é, por natureza, desorientado nas questões políticas. Quer um exemplo? Com todas as manifestações que temos visto sabemos que há grande insatisfação popular que, propositalmente, coincide com o advento do Mundial de Futebol exatamente por estarmos assistindo a um dos maiores escândalos de corrupção sem que, ao menos, os corruptos tentem se esconder. Com tantas obras superfaturadas, com toda essa montanha de dinheiro investido em estádios de futebol luxuosos e inteligentes, o povo percebeu alguma coisa errada. Que todo esse volume financeiro não era necessário. Que tudo custou muito caro e por mais que tenha qualidade não justifica seu valor estratosférico. Não direi que o gigante acordou, mas algo o incomodou bastante. Mas basta que os Black Blocs dêem um tempo desaparecendo do cenário na hora nobre, dando a entender que “deu uma acalmada”, para todo mundo esquecer esse papo. Me pergunto: como é possível esquecer? A impressão que dá é que, no Brasil, ainda é possível subir em um palanque, dizer meia dúzia de palavras extraídas do Aurélio, incorporar um santo popular e esbravejar aos quatro ventos fingindo ser o salvador da humanidade para ser eleito democraticamente. Ora, o brasileiro mal sabe dos ministérios do Brasil, muito menos de seus ministros. A Voz do Brasil, um programa de rádio com obrigatoriedade de exibição diária e em cadeia, é ridicularizada pela turba verde e amarela ao passo que, nas universidades do país, é recomendada pelos professores mais respeitados exatamente por seu conteúdo abranger os fatos mais relevantes da política nacional. E o brasileiro, que sempre desligou o botão de seu “radinho” por décadas habituou-se a se alienar de tudo. Agora então, em vias de receber a internet popular de presente do governo do Brasil, o que é muito bom na medida em que as operadoras viabilizarem planos coerentes, o brasileiro terá a oportunidade de conhecer o mundo inteiro à partir de seu sofá. Pode ser até que ele descubra que o seu mundo particular já era muito bem conhecido lá no exterior sendo burlesco, um motivo de chacota internacional. Se aprender alguma língua estrangeira então, vai ler e saber que os nossos produtos com maiores volumes de exportação, e que nos fazem famosos em todo o Planeta, é jogador de futebol e prostituta. Certamente você vai se perguntar: “isso é alguma piada?” Precisa responder? Então veja este site.

Baía de Guanabara tem águas mais sujas da Terra

Posted in AMBIENTALISMO, BRASIL, ECONOMIA, ESPORTES, MUNDO, OPINIÃO, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL by dibarbosa on 19 de maio de 2014

Favela à Beira da Bahia de Guanabara – 1972 / Créditos: Ray Langsten – PANORAMIO

Mais uma para a série VERGONHA DE SER BRASILEIRO: Um velejador da Áustria, que veio ao Rio de Janeiro se preparar para os Jogos Olímpicos de 2016, disse que era o lugar mais sujo que já tinha treinado. Ele viu, nas águas da Baía de Guanabara, desde pneus de carro a colchões, inclusive carcaças de cães e até mesmo cadáveres humanos. E a água era tão fétida, devido ao esgoto recebido das favelas ao redor, que o desportista teve medo de colocar seus pés nela para puxar seu barco para a terra.

rio2016-pt-brA notícia foi publicada no The New York Times e retrata a indignação do mundo com a falta de infraestrutura de um país que já enfrenta problemas para a realização da Copa do Mundo e que agora começa a ser indagado acerca das Olimpíadas de 2016. Provas de barco a vela e windsurf serão realizadas na Baía de Guanabara. Representantes do Comitê Olímpico Internacional disseram que os preparativos da cidade são os piores já vistos pois o Complexo Esportivo de Deodoro, que será o segundo local mais importante das Olimpíadas Rio 2016,  sequer saiu do papel. Mais uma vez, a mídia internacional menciona a corrupção da politicada brasileira que vai seguindo na impunidade e, o que é pior, colocando todo o Brasil em uma cronologia ultrapassada e com atrasos de desenvolvimento escandalosos, uma vez que todos os esforços bem financiados para limpeza da Baía foram minados pela má gestão. Estima-se que apenas 10 por cento do lixo que cai na Baía de Guanabara seja coletado. Além disso, os próprios gestores municipais, estaduais e federais não exibem uma postura consensual e mantêm o impasse sobre quem deve pagar por determinados projetos olímpicos. A preparação para os Jogos Olímpicos de 2016 pode ser ainda mais difícil do que está sendo a Copa de 2014. Autoridades brasileiras disseram que poderiam remodelar o palco dos Jogos Pan-Americanos de 2007 a baixo custo. Mas agora o Rio planeja construir uma nova estrutura que custa 10 vezes mais do que a original. Caramba! De novo não! Nós já vimos essa novela. Somos obrigados a concordar que só mudam os personagens.

compartilhar no facebook

Manual do estrangeiro assaltado na Copa do Mundo do Brasil 2014

Posted in BRASIL, DICAS, MUNDO, OPINIÃO, PROTESTOS NO BRASIL, VERGONHA DE SER BRASILEIRO, VIDA URBANA by dibarbosa on 12 de maio de 2014

NÃO REAJA, NÃO GRITE, NÃO DISCUTA

cartilha na copaEssas são as principais recomendações de uma cartilha criada para o turista estrangeiro. O Governo brasileiro divulgará folhetos para os visitantes que vierem ao país assistir a Copa Mundial de Futebol 2014 com recomendações sobre como deverão agir em caso de serem vítimas de assalto ou roubo. A campanha foi elaborada pelo Comité de Gestão do Mundial da Polícia Civil de São Paulo com a intenção de evitar que os gringos tenham problemas reais de risco de vida. O presidente do comitê, Mário Leite, disse em uma entrevista ao jornal Estado de São Paulo que os informativos serão publicados em inglês, espanhol e francês e serão enviados às embaixadas e consulados para que os diplomatas os direcionem aos cidadãos de seus países antes que estes cheguem ao Brasil. Leite explica que principalmente os turistas americanos e europeus não estão acostumados a estes delitos. “Não reaja, não grite, não discuta”, aconselha os folhetos. “Não ostentar objetos valiosos, ter cuidado com a noite e andar somente acompanhado” adiantou Mário Leite sobre outros conselhos. Há uma recomendação que chega a ser paranóica: “Observe constantemente se você está sendo seguido”. Ainda que o número total de assassinatos no estado de São Paulo tenha caído no ano passado, os roubos seguidos de morte aumentaram cerca de 9% em nove anos. Já a França teve a iniciativa de alertar os seus cidadãos antes do Carnaval e três meses antes da Copa 2014 lançando um guia com os locais mais perigosos do Brasil. O texto alerta para ataques a turistas que vão a todas as áreas do Rio de Janeiro, em especial a Copacabana onde se concentra mais de 50% dos casos de furtos ou roubos à mão armada reportados à polícia. Sobre as estradas paulistas, o documento pede aos turistas cuidado em áreas onde a velocidade deve ser reduzida devido aos conhecidos riscos de assalto à mão armada, especialmente nas vias que ligam São Paulo às cidades do litoral do Estado, recomendando aos franceses que observem pessoas que se posicionam em lombadas. O guia afirma que, na capital paulista, os locais mais arriscados são a Praça da República, Sé e Estação da Luz. Sobre Brasília, o documento alerta para o risco de sequestro relâmpago recomendando não estacionar em locais ermos e mal iluminados, sair rapidamente do carro e evitar falar ao telefone ao desembarcar. Já em Recife o governo da França faz menção ao golpe boa noite Cinderela e aconselha a turistas baladeiros a jamais abandonarem seus copos. Em Pernambuco, os tubarões que atacam na praia foram lembrados. Em suma, o guia recomenda aos turistas usarem duas carteiras, dirigirem com os vidros fechados e portas trancadas e se andar de ônibus ou metrô ficar de olho nos pertences. É desaconselhável o turismo em favelas.

xykzr0hjt_2ft9mi9wd3_fileEntão? A Copa Mundial de Futebol de 2014 começa em 12 de junho e o Brasil espera receber mais de 600.000 turistas estrangeiros e prevê o deslocamento interno de mais de 3 milhões de habitantes. Como você, brasileiro, está se sentindo após ler tudo isso? Eu vou falar por mim: me sinto envergonhado de ser brasileiro. Imagine você na Europa, ou outro lugar do mundo com um IDH alto, dizendo: sou brasileiro(a). Logo depois, olhe bem para a pessoa que acabou de saber tua nacionalidade e lembre-se deste texto. É isso que ela estará pensando de você.

8cc06aa947846dfc7071449392971fb5Copyright © 2014 UrbsMagna 

 

 

Petrobras pode falir em 2 anos

Posted in BRASIL, ECONOMIA, EUA, MUNDO, OPINIÃO, PERDENDO A RAZÃO, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL by dibarbosa on 16 de abril de 2014

Uma publicação de um blog em 15 de abril de 2014 afirma que a Petrobras é a empresa mais endividada do mundo e corre risco de falir nos próximos 2 anos.

compartilhar no facebook

Petrobras é a empresa mais endividada do mundo e corre risco de falir nos próximos 2 anos

Segundo o blogueiro, a Petrobras, que vem passando por graves problemas e está na mídia nos últimos meses, corre risco até mesmo de falir. A publicação acrescenta que a empresa é a mais endividada do mundo atribuindo esta afirmação à uma pesquisa realizada junto ao Bank of America Merril Lynch onde possui dados recentes sobre o endividamento da estatal, o qual foi divulgado pela própria Petrobras em agosto de 2013 e relata uma dívida líquida de R$ 176,280 bilhões. Ainda, o Blog Revolta Brasil envolve o jornal Financial Time dizendo que este fez uma matéria onde relata que o governo do Brasil, com seu intervencionismo na estatal está transformando a Petrobras numa bomba relógio que pode explodir a qualquer momento, e que a consultoria norte-americana Macroaxis afirma que a possibilidade da empresa decretar falência nos próximos dois anos é de 32,4%.

Uma coisa é certa e estamos de acordo com a afirmação do blogueiro ao afirmar que a explosão destes escândalos só tem piorado a imagem da Petrobras junto aos seus investidores. O BRV salienta que o valor de mercado da PETROBRAS caiu 50% desde 2010 e a empresa enfrenta a pior crise de sua história, e que o valor atual da estatal é de R$ 179 bilhões, enquanto em 2010 era de R$ 380 bilhões. Até mesmo o comentarista fidelizado pela Rede Globo de Televisão, Arnaldo Jabor, entrou no ar dizendo que a PETROBRAS tem sofrido com o governo do Brasil que a utiliza para “tampar buracos” de outros setores e com isso o PT destrói a si mesmo, ao Brasil e a Petrobras. Nas palavras de Arnaldo Jabor “este governo está destruindo a si mesmo, ao Brasil e a Petrobras”dilma-rindo obama e chines

De fato, como o blog ainda publicou no fechamento de sua matéria, há, atualmente uma batalha política para definir a abertura ou não de uma CPI para investigar os escândalos envolvendo a estatal que tem por foco principal a investigação da compra da refinaria de Pasadena nos EUA, que gerou prejuízo de mais de U$1bi para a empresa e o governo brasileiro quer vetar de todas as formas ao tentar impedir ofuscando as investigações e ludibriando a todos colocando outros temas para serem investigados juntamente com a Petrobras, como o caso do superfaturamento dos metrôs. Nisso, a oposição tenta uma saída para conseguir que seja instaurada a CPI para investigar exclusivamente a Petrobras. Tudo isso é uma grande lástima e só vem sugerir que os últimos governantes de nosso querido Brasil estão mergulhados até o pescoço neste imenso lamaçal verde e amarelo. Enquanto isso, a imprensa internacional dá sinais ao mundo inteiro de que não somos este país do futuro como pensávamos. Na verdade, somos, para o resto do mundo, uma vergonha eterna desta tão amada terra. Só o que podemos fazer é torcer para que não acabem com os bens de nosso país.

compartilhar no facebook

Vergonha de ser brasileiro — O Brasil não é um país sério

Posted in BRASIL, ESPORTES, MUNDO, OPINIÃO, PROTESTOS NO BRASIL by dibarbosa on 24 de março de 2014

Se você ler isso e não sentir “vergonha”, você não é um brasileiro de verdade.

Leia também: BRASIL posa de POTÊNCIA mas gringo ainda leva nosso NIÓBIO

A revista francesa “France Football” publicou em 12 páginas de sua edição nº 3537, do dia 28 de janeiro de 2014, uma reportagem de capa, intitulada “Peur sur le mondial”, que seria algo mais ou menos do tipo “Medo do mundial”. A reportagem do respeitado meio de comunicação francês relata ao pé da letra e em boas verdades tudo que está acontecendo no Brasil nos últimos anos. Acredito que se você ler essa publicação até o final vai sentir muita vergonha. Infelizmente nosso país está virando motivo de “chacota” internacional. E o pior, infelizmente eles tem razão no que dizem. “MAS LEIA ATÉ O FINAL, O BRASILEIRO TAMBÉM TEM FAMA DE NÃO LER TEXTOS GRANDES.”

ALGUNS TRECHOS DA REVISTA FRANCESA COM TRADUÇÃO PARA O PORTUGUÊS:

Apesar do lema brasileiro: “Ordem e Progresso”, o que menos se vê na preparação deste mundial, é Ordem ou Progresso.
A FIFA não pediu o Brasil para sediar a Copa, foi o Brasil que procurou a FIFA e fez a proposta.
A corrupção no Brasil é endêmica, do povo ao governo.
A burocracia é cultural, tudo precisa ser carimbado, gerando milhões para os Cartórios.
Tudo se desenvolve a base de propinas.
Todo o alto escalão do governo Lula está preso por corrupção, mas os artistas e grande parte da população acham que eles são honestos, e fazem campanhas para recolher dinheiro para eles.
Hoje, tudo que acontece de errado no Brasil, a culpa é da FIFA, antes era dos EUA, já foi de Portugal, o brasileiro não tem culpa de nada.
O Brasileiro dá mais importância ao futebol do que à política.
O Brasileiro elege jogadores de futebol para cargos públicos.
Romário (ex-Barcelona) é hoje senador. Aproveita o descontentamento do povo com tudo para se autopromover.
O Deputado mais votado do Brasil é um palhaço analfabeto e banguela, que faz uma dança ridícula, com roupas igualmente ridículas, e seu bordão é: “pior que está não fica”. Será?
Em uma das músicas deste palhaço analfabeto ele diz: “Ele é ladrão, mas é meu amigo!”, Isso traduz bem o espírito do Brasileiro. (http://letras.mus.br/tiririca/176533/)
Brasileiros se identificam com analfabetos.
A carga tributária do Brasil é altíssima maior que a da França, e os serviços públicos são péssimos comparáveis aos do Congo.
Mas o Brasileiro médio pensa que mora na Suíça. Quem está lá, na verdade, é a FIFA.
Há um dito popular que diz que “Deus é brasileiro”.
A FIFA, como imagem institucional, busca não associar-se a ditaduras. Tanto que excluiu a África do Sul na época do Apartheid e, ao contrário do COI, recusou a candidatura da China, apesar das ótimas condições que o país oferecia. Mas o Brasil, sede da Copa, vive um caso de amor com ditaduras.
O Brasil pleiteava uma cadeira no Conselho de Segurança da ONU, para sentar-se ao lado França, mas devido ao seu alinhamento com ditaduras, a França já se manifestou contrariamente.
A Presidente Brasileira parece estar alienada da realidade e diz que será o melhor mundial de todos os tempos, isso, melhor que o do Japão, dos EUA, da França, da Alemanha.
Só ela pensa assim, na FIFA se fala em maior erro estratégico da história da Instituição.

CONFRONTOS:

– Ano passado os brasileiros saíram as ruas para manifestar, pela primeira vez se viu um movimento assim num país acostumado a inércia, mas o Governo disse que eles eram baderneiros e reprimiu o movimento com violência. 2 mortos, mais de 2000 feridos, mais de 2000 prisões. Ninguém responsabilizado…
– Há um movimento chamado “Black Blocs” que ameaça revidar a violência do Governo. – Há um # hastag que já foi repetido mais de 500.000.000 de vezes em redes sociais e ameaça #naovaitercopa
– Os próprios brasileiros pedem para os estrangeiros não irem para o Brasil. Há milhares de vídeos feitos por brasileiros neste sentido:
– O governo brasileiro acaba de gastar 400 milhões de Euros com compras de armas para a polícia e disse estar disposto a colocar o exército na rua para proteger a Copa contra os. Brasileiros (???) Isso mesmo, o governo está ameaçando seu próprio povo.

– Há um movimento de alguns jogadores de futebol, liderado pelo ídolo do Lyon (França) Juninho Pernambucano, chamado “Bom Senso”, pedindo conscientização dos jogadores. – Analisando os países sedes desde 1970, o número de mortes em estádios, nos 16 anos prévios a cada edição da Copa:
› México: (1970): 06 mortes;
› Alemanha (1974): 00 mortes;
› Argentina (1978): 04 mortes;
› Espanha (1982): 00 mortes;
› México (1986): 12 mortes;
› Itália (1990): 00 mortes;
› EUA (1994): 00 mortes;
› França (1998): 00 mortes;
› Japão (2002): 00 mortes;
› Coreia do Sul (2002): 00 mortes;
› Alemanha: (2006): 00 mortes;
› África do Sul: (2010): 17 mortes;
› Brasil: (2014): 234 mortes;

OBRAS:

– O Brasil foi o país que teve mais tempo na história de todos os mundiais para prepará-lo: 7 anos, mas o Brasil é o mais atrasado.
– O Francês Jérome Valcke, secretário geral da FIFA criticou o Brasil pelos atrasos. O governo brasileiro disse que não conversaria mais com Jérome Valcke.
– A França teve apenas 3 anos, e finalizou as obras 1 ano e 2 meses antes.
– A África do Sul teve 5 anos, e terminou com 5 meses de antecedência.
– Há pouco mais de 3 meses da Copa, o Brasil ainda tem que fazer 15% do previsto.
– O custo do “Stade de France” foi de 280 milhões de Euros(o mais caro da França), uma vergonha se comparado ao “Olimpiastadium” sede da final da Copa da Alemanha em 2006, que consumiu menos de 140 milhões de Euros.
– Mas perto do Brasil isso não é nada. Cada estádio custa em média mais de 1/2 bilhão de Euros.
– E o dinheiro sai do bolso do Brasileiro. Tudo é financiado com recursos públicos. Na França tudo foi financiado com recursos privados.
– Mas o custo não é alto porque os trabalhadores recebem muito. Os trabalhadores recebem salários de fome.
– As empreiteiras é que ganham muito e há muita corrupção para os políticos. – Não há segurança para os trabalhadores, acidentes e mortes são comuns. Na França o número de mortes nas construções foi 0(zero)
– Mesmo com os milhões a mais, os Estádios são ruins.
– Em 2007 o Brasil construiu um estádio para o Panamericano do Rio e homenageou quem???? Um diretor da FIFA, um brasileiro, corrupto para variar: João Havelange! No Brasil corruptos recebem homenagens.
– O estádio era tão ruim que não durou nem 6 anos. Isso mesmo, 6 anos…. – Hoje o estádio está interditado e não recebe mais jogos. Detalhe: custou mais de 150 milhões de Euros(mais do que o Estádio do Olympic de Marseille), e hoje serve de ninho para pombos. – Na França, os Estádios são multi-uso, servem para competições olímpicas, jogos de Rugby, e são centro de lazer, com lojas e restaurantes e estacionamento nos outros dias da semana. No Brasil são usados só para jogos.
– Em Brasília estão construindo um Estádio para 68.000 pessoas, sendo que o time local está na quarta divisão do campeonato brasileiro e tem média de público de 600 pagantes.
Tudo com financiamento público.
– Em São Paulo há 2 estádios, Morumbi e Pacaembú, ao invés de reformá-los, construíram um 3o. estádio, Itaquerão, 23km do centro da cidade e sem metrô até lá.
– O ex-presidente Lula, torcedor do Corinthians, empenhou-se pessoalmente para que construíssem este estádio em vez de reformar um dos outros 2 já existentes.
– Exceto seus correligionários, ninguém acredita que Lula foi movido por amor ao “Timão” .
– Lula é amigo íntimo de Marcelo Bahia, Diretor da Odebrecht, vencedora da licitação. Um reforma custaria menos de 100 milhões de Euros, um novo estádio tinha previsão de custo inicial de 300 milhões de Euros (mas já passou de 500 milhões) um dos mais caros da história da humanidade. Lula e Marcelo são constantemente vistos em caríssimos restaurantes de Paris, tomando bons vinhos franceses. Lula, claro, se declara socialista. – Este estádio é igualmente ruim, alagamento, péssima infraestrutura, e antes mesmo de inaugurar já caiu, matando funcionários. (http://oglobo.globo.com/esportes/video-mostra-momento-do-acidente-no-itaquerao-10911765)
 TRANSPORTES:
– A atual presidente Dilma Rousseff garantiu que faria um trem-bala, nos moldes do TGV Francês, que ligaria 4 cidades-sede: SP-RJ-BH-Brasilia.
– Em 2009 foram aprovados 13 bilhões de Euros no PAC, uma soma gigantesca de dinheiro, suficiente para construir um TGV de Paris a Cabul no Afeganistão. Nunca se viu um orçamento tão alto.
– Mas o dinheiro desapareceu e nem um único centímetro do TGV brasileiro foi construído. – Nenhum brasileiro cobra da Dilma a responsabilidade sobre a promessa do trem bala. – Nenhuma das cidades-sede tem metrô até o Aeroporto.
– O taxis são caríssimos e os taxistas fazem trajetos mais longos com os estrangeiros que não conhecem a cidade.
– Aprenda Português pois os Taxistas não falam nem espanhol, francês não existe. Inglês nem pensar??? – Para os taxistas não há cursos de inglês financiados pelo governo, mas para as prostitutas sim. Parece piada, mas é verdade: (http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/01/1211528-prostitutas-de-bh-tem-aulas-gratis-de-ingles-para-se-preparar-para-a-copa.shtml)
– É assim que o Brasil está se preparando para receber os turistas, ensinando inglês para as prostitutas. Pergunte se há um programa assim para policiais???
– Metrôs não funcionam bem, não cobre nem 10% das cidades ou simplesmente não existem. – Os ônibus são precários, com muitos atrasos.
– O sistema de ônibus é complicadíssimo e ineficiente.
– Diariamente os ônibus são atacados por gangues que lhes ateiam fogo sob ordem de criminosos ou simplesmente para protestar.
– Às vezes não dá tempo do passageiro sair correndo e morre carbonizado. – Ninguém é preso, mas as autoridades dizem: “estamos investigando…”
– O aeroporto da Megalópolis São Paulo tem uma capacidade de receber vôos inferior ao Aeroporto da pequena cidade de Orly, no interior da França.
– Os preços de passagens de aviões dispararam. Por um trajeto de 400km chegam a cobrar 1.000Euros durante a copa.
– Como o Brasil não tem infraestrutura, não aproveitará a alta demanda, devendo permitir que empresas aéreas estrangeiras atuem durante a Copa, o lucro virá para a Europa ou os EUA.
– Aluguel de carros é caríssimo, e, como disse um ex-presidente brasileiro, Fernando Collor, também afastado por corrupção, os carros brasileiros são carroças, sem os principais itens de segurança.
– Muito cuidado ao dirigir, o trânsito é uma selvageria. Sinalização, quando existe, é exclusivamente em português.
– Ônibus lotados a toda velocidade, dividem faixas com carroças, mendigos que puxam carros de ferro-velho, motoqueiros cruzando faixas sem sinalizar, pessoas xingando, engarrafamentos de horas. Em São Paulo chega a passar de 300km de engarrafamento, dentro da cidade, o maior da humanidade. –
Faixa de pedestre não serve para nada, não espere que os carros parem. Atropelam, matam e fogem. – Não tente andar de bicicleta, será atropelado ou roubado.
– As estradas estão caindo aos pedaços, sem sinalização e o número de mortes em acidentes de trânsito em 2008 foi de 57.166, na França, 399, ou seja, quase 15.000% a mais de mortes, e levando em conta que no Brasil não há acidentes por neve ou gelo na pista.
– Apesar do Brasil ser autossuficiente em petróleo e estar do lado de países da OPEP, como Venezuela e Equador, a gasolina uma das mais caras do mundo, e de péssima qualidade, misturada com etanol e solvente de borracha, não há fiscalização nos postos.
– Mas o Brasileiro defende o monopólio do petróleo. É o único país do mundo onde os consumidores acham que o monopólio é bom para o consumidor, e não para o monopolista.
– Não existe transporte fluvial, apesar de ser o país com mais rios no mundo. O Brasil deveria investir em barcos, todo ano as cidades alagam.
– As autoridades dizem que foram pegas de surpresa! – Não há transporte por trens.
– Não há transporte por trens.

SAÚDE:

– Reze para não ter problemas de saúde enquanto estiver alí.
– Vacina contra febre amarela é recomendada.
– Use repelentes, no Brasil ainda há pessoas morrendo com dengue, malária ou doença de chagas, já erradicadas na França no século XVIII.
– Faça um seguro de saúde privado antes de ir ao Brasil.
– Médicos privados cobram mais de 100Euro por consultas de 20 minutos.
– Os hospitais públicos são péssimos, comparáveis a zonas de guerra.
– O Brasil precisa importar médicos de Cuba, já que não tem competência para formar médicos no próprio país. Acredite: Há um programa governamental para isso.
– O Brasil gasta apenas 4% do seu PIB com saúde, e 12% com pagamentos de funcionários públicos. Nos últimos anos o gasto com funcionários cresceu, e com saúde encolheu.
– A França gasta 12% com saúde e 4% com funcionalismo.
– Resultado: Brasil é 72. entre 100 países pesquisados pela OMS, a França 7.
– O craque Zinédine Zidane já era mal visto no Brasil, por ser responsável direto por 2 derrotas humilhantes da “canarinha” em mundiais. Ao saber que o Brasil sediaria a Copa, Zidane afirmou que o Brasil tinha outras prioridades, como a saúde, não os Estádios.
– Ronaldinho Fenômeno rebateu a frase dizendo que “não se faz copa com hospitais”.
A frase de Ronaldinho Fenômeno virou hit no Twitter e record e visualizações no youtube.
– O Pelé pediu para os Brasileiros esquecerem os problemas e curtirem a Copa.
– Paris é a cidade mais visitada do mundo, com quase 20 milhões de turistas / ano. São Paulo é menos visitada que a pequena Benidorm na Espanha, ou que a cinza Varsóvia, na Polônia ou a poluída Chenzen na China.
– São Paulo perde para Buenos Aires, Cuzco e outras cidades Sulamericanas.
– Nem no Brasil é a mais visitada. Ninguém faz turismo em São Paulo. – Amarga o posto 68 na lista das mais visitadas do mundo.
– No entanto, um hotel em São Paulo custa em média 40% mais do que se hospedar em um equivalente hotel em Paris.
– Na época da Copa, um hotel de baixa qualidade em São Paulo chega a pedir 800Euros por noite.
– Os brasileiros não tem hábito de intercambiar casas, alugar sofás ou hospedar pessoas por sites em internet.
– Leve adaptador de tomada. O Brasil adotou um sistema que só existe no Brasil, e muda a cada 4 ou 5 anos, gerando milhões para algumas empresas.

TELECOMUNICAÇÕES:

– O sinal é péssimo, um dos piores do mundo.
– 4G não existe na maioria das cidades.
– A internet é horrível e caríssima. Para o Brasil chegar aos níveis do Iraque deveria dobrar o investimento em banda larga. (http://veja.abril.com.br/noticia/vida-digital/conexao-de-internet-no-brasil-e-mais-lenta-que-no-iraque-e-cazaquistao)

SEGURANÇA:

– Se você não gostou do que leu até agora, o pior está aqui.
– No Brasil há mais assassinatos que na Palestina, no Afeganistão, Síria e no Iraque JUNTOS. – No Brasil há mais assassinatos que em toda a AMÉRICA DO NORTE + EUROPA + JAPÃO + OCEANIA.
– A guerra do Vietnã matou 50.000 pessoas em 7 anos. No Brasil se mata a mesma quantidade em um ano.
– Ano passado foram 50.177 segundo o governo, segundo a ONGs superam 63.000 mortes. – Todo brasileiro conhece alguém que foi assassinado.
– 1% dos casos resultam em prisão.
– Este 1% não chega a cumprir 1/6 da pena, e é beneficiado por vantagens que se dão aos criminosos.
– As prisões parecem masmorras e não recuperam.
– Rebeliões com dezenas de mortos, pessoas decapitadas, esquartejadas são frequentes.
– Recomenda-se levar uma pequenas quantidade de dinheiro para caso de assaltos. É comum assassinarem as pessoas que nada tem para o assalto.
– Não leve o cartão consigo, você pode ser vítima de uma espécie de sequestro que só tem no Brasil: “Sequestro Relâmpago”.
– Não use relógios, máquinas fotográficas, celulares, pulseiras, brincos, colares, anéis, bolsas caras, bonés caros, óculos caros, tênis caro, etc… vista-se da forma mais simples possível. – Se for assaltado, não reaja.
– Não ande pelas ruas após as 22hs.
– Caixas eletrônicos não funcionam após as 22h30, devido aos assaltos. Os políticos, no lugar de aumentar a segurança, tiveram a brilhante idéia de proibir o cidadão de bem de tirar dinheiro do caixa. – Os bancos fecham as 15hs.
– Só faça câmbio em bancos ou casas autorizadas. Existe uma grande quantidade de moeda falsa e estrangeiros são alvo fácil.
– Policiais são monoglotas. Aprenda frases como: “Eu fui assaltado”; “preciso de ajuda”, “estou ferido”, “sou francês, leve-me ao consulado por favor”
– Há falsas blitz para assaltar pessoas.

CONCLUSÃO:

– O que falta no Brasil é educação. Os números são assustadores, mesmo quando comparados com seus vizinhos sulamericanos.
– O Brasil tem uma porcentagem de universitários menor que o Paraguai;
– Apenas 3% dos Brasileiros são bilingues.
– A Argentina tem 5 prêmios Nobel, a Colombia 3, o Chile 3, a Venezuela 1, a Colombia 4, o Brasil??? Zero!
– Entre as 300 melhores Universidades do mundo, não tem nenhuma Universidade Brasileira. – O país tem 9% de analfabetos;
– No Brasil há 33.000.000 de analfabetos funcionais.
– Ano passado surgiram 300.000 novos analfabetos.
– No ranking da ONU de 2012 o Brasil, que já estava mal colocado, caiu mais 3 posições, e hoje é o número 88 no mundo. (A França é 5.)
– O Brasil fica atrás de Belize, Ilhas Fiji, Tchad, Azerbaijão, Ilhas Maurícios, Uzbequistão, Mongólia, Paraguai, Trinidad e Tobago, Belarus, Tijiquistão, Botswana, São Tomé e Príncipe, Namíbia, Santa Lúcia, Moldavia…. até atrás da Palestina em guerra, o Brasil conseguiu ficar. – UMA VERGONHA INTERNACIONAL mas o brasileiro está muito feliz de ser pentacampeão de futebol. Nos corredores da FIFA já se admite que foi o maior erro da história da Instituição eleger o Brasil como sede. O que se fala é que os dirigentes deveriam ter ouvido o grande Estadista Francês Charles de Gaulle, quando disse:

“O Brasil não é um país sério”
fran_pelada_bbb_14

“Os franceses só cometeram um pequeno erro, esqueceram de falar sobre a TV aberta brasileira, que possui cenas como a da imagem acima de uma rede de TV manipuladora que faz o que quer com a população.”
compartilhar no facebook

Brasil – Defenda-o ou deixe-o

Posted in BRASIL, PROTESTOS NO BRASIL by dibarbosa on 12 de fevereiro de 2014

Publicado: fevereiro 12, 2014 em Brasil e o socialismo 

Não se trata de teoria da conspiração: é fato que o Brasil esta sob a ameaça pela do ideário comunista. Estes demônios mataram mais de 110 milhões de pessoas no século passado, levaram nações à miséria, mas testemunharam o inevitável colapso da URSS e a modesta liberalização das China, Rússia e Índia. Mesmo assim, seus planos malignos não cessaram. O marxismo cultural permaneceu como o novo viés revolucionário, intentando destruir todos os pilares da sociedade visando mobilizar o maior grupo de idiotas úteis (revolucionários). O Brasil é o alvo principal, o que não é de se espantar: é uma nação emergente, rica em recursos e que faz divisa com o maior numero de fronteiras na América Latina, podendo influenciá-las. Mas não se engane imaginando que estes acontecimentos emergirão em um futuro distante, pois já os vivenciamos e cada vez mais constante. Somos a nova URSS, já que financiamos o comunismo como no caso do Porto de Cuba.

O Foro de São Paulo é a organização criada para a total dominação da América Latina e une ditadores, terroristas, narcotraficantes e socialistas de todos os tipos, contando com as nações que a cada dia fracassam mais e mais mediante este sistema. Em exemplo temos a Venezuela, Argentina, Cuba e Bolívia. Todavia, estes fracassos evidentes são explicados das formas mais estupidas, culpando a mídia, os empresários, a educação e as relações exteriores. Estas falácias servem apenas como um meio de impor mais controle, e assim sufocar qualquer oposição. Graças ao governo do PT, o Brasil tornou-se o epicentro deste movimento, embora suas reformas nesta direção permaneçam quase que veladas. Quase, pois o governo já censura a impressa, tenta controlar a internet, apoiam grupos terroristas, invasores de terras, narcotraficantes, ditadores em todo mundo e principalmente: controlam a economia através de um corporativismo fascista.

Nosso governo socialista investe pesado na doutrinação acadêmica através do MEC, publicando livros que fazem todo tipo de apologia ao comunismo ao mesmo tempo em que disseminam seu ódio pelo sistema capitalista. Não há qualquer universidade ou escola que mostre o contrário, mesmo com todas as evidencias históricas do fracasso socialista e do sucesso capitalista. Caso seja apontada a diferença entre as Coreias, os professores marxistas desconversam ou usam de falácias retorcias. Através desta dominação cultural, pessoas de todas as ideias são doutrinadas. A mídia cada vez mais controlada pelos socialistas imprime opiniões de cunho esquerdista em revistas, jornais, rádios, internet e canais de televisão. Assassinos e terroristas comunistas como Lenin, Fidel e Che Guevara são louvados como heróis no mundo acadêmico e nas ruas. Não há espaço para pensamentos liberais, conservadores ou anticomunistas. Tudo é chamado de reacionário e descartado sem debate.

A revolução comunista no Brasil é bem organizada, e conta com a quase totalidade dos partidos. Em sua esmagadora maioria, a política brasileira é dominada por partidos de bandeiras vermelhas, discursos demagogos, pensamentos redistributivos, censura à liberdade de expressão e ao empreendedorismo. O governo não tem criado apenas uma sociedade imbecilizada, mas podado a sociedade livre. Eles também contam com uma série de grupos agitadores, como o MST e o Black Bloc que são diretamente financiados por estes partidos. Eles cometem todo tipo de crime: invadem propriedades, depredam patrimônio público e privado, saqueiam lojas e fazem exigências que conduzem ha um coletivismo político e econômico, exigindo maiores intervenções estatais. Estes terroristas transformaram o país num caos, nos deixando a beira de uma guerra civil. Eles incitam a violência e depois culpam a ordem e a lei pelas contra investidas. Geram a luta de classes, ou como diria Cesar: “dividir para conquistar”.

ato-educacao-black-bloc-2-tile

Christiano Di Paulla (blog resistenciaantisocialismo)

Tagged with:

O dinheiro do brasileiro. Quanto você ganha?

Posted in BRASIL, ECONOMIA, GEOGRAFIA, INTERNET, OPINIÃO, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL, TENDÊNCIAS by dibarbosa on 22 de janeiro de 2014

 O BraZil é mesmo tão pobre assim?

Esta pirâmide fo divulgada pelo datafolha em 2013 

Este início de ano está sendo marcado pelos rolês de adolescentes em shoppings centers de todo o país, especialmente nas cidades onde o fluxo de idéias e a comunicabilidade tem mais agilidade, como São Paulo e Rio de Janeiro. Com os protestos de junho de 2013 ainda na memória mais imediata, o Brasil está experimentando a convivência com novos perfis de cidadãos que, ainda que não se possam chamar de patriotas, buscam a canalização de toda uma insatisfação com os gestores da nação, a qual parece ter sido herdada de sua genealogia mais próxima.

Mas um colunista da Folha diz que o Brasil evoluiu muito na década que antecedeu Dilma, o que á a mais pura verdade, quando aconteceu uma ascensão das classes D e E para a C. Na época houve um grande aumento de impostos, o que levou à massificação das bolsas sociais e benefícios da previdência. Ele fala que “milhões foram tirados de suas cavernas em uma distribuição de renda forçada, o que, por sua vez, acabou por achatar a classe média devido à maior oferta de empregos, melhores salários e à melhoria da renda geral.” O colunista completa que o  “aumento do crédito acarretou no endividamento das famílias e serviu de mola para o desdobramento do consumo implicando na recolocação social de 40 milhões de brasileiros direto para a classe C, sendo que esta nomenclatura se aplica exclusivamente ao consumo, e dela se exclui o lazer e a educação, apesar de que o acesso à estes dois últimos, inclusive à internet, foram ampliados”. O colunista da Folha completa dizendo que “o bom ritmo dos anos Lula diminuiu à metade sob o governo Roussef” e chamou sua lógica econômica de rudimentar acrescentando que o país ainda é pobre “com empregos mal remunerados” e com um povo ainda das classes mais baixas vivendo em outro patamar, pressionando por mais serviços públicos e mais lazer. Será mesmo que ele,(Fernando Canzian é o nome do homem) têm razão ao dizer que “os ex-excluídos estão do lado de fora, do outro lado da porta da classe média, querendo meter o pé a qualquer momento”? 

Insatisfação popular com as elites políticas coloca o Brasil em risco elevado de agitação social em 2014, de acordo com The Economist

Posted in BRASIL, ECONOMIA, GEOGRAFIA, MUNDO, OPINIÃO, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL, TENDÊNCIAS by dibarbosa on 5 de janeiro de 2014

Em 2014 o planeta terá 65 países com propensão a conflitos sociais e protestos. O Brasil é um deles. A revista “The Economist” vê “elevado risco” de agitação social por aqui, neste ano, bem como na Espanha, África do Sul e Paquistão, por exemplo. Na Grécia, a situação poderá ser mais grave, com um risco “muito elevado”.

A Economist Intelligence Unit mediu o risco de agitação social em 2014 em 150 países de todo o mundo, tentando perceber onde é mais provável o surgimento de protestos, uma realidade que vem crescendo ao longo do tempo. “De movimentos anti-austeridade a revoltas de classe média, tanto nos países pobres quanto nos ricos, a agitação social tem aumentado em todo o mundo”, escreve a revista sobre o estudo que concluiu que 65 dos 150 países têm um “elevado” ou “muito elevado” risco de instabilidade social em 2014. No caso europeu, os protestos têm sido vistos como respostas à crise econômica.

A pesquisa constatou “um profundo sentimento de insatisfação popular com as elites políticas e instituições em muitos mercados emergentes”. The Economist identificou que os protestos populares serão embalados pelas “aspirações de novas classes médias nos mercados emergentes de rápido crescimento (seja na Turquia ou no Brasil)”. O analista da revista britânica destacou que “a agitação nos últimos tempos parece ter sido uma erosão da confiança nos governos e instituições: a crise da democracia” – o que descreve bem o quadro conjuntural brasileiro. Ainda, The Economist diz que, de um modo geral, a instabilidade é uma consequência natural em todo o mundo não só pela crise econômica mas devido a fatores como a desigualdade salarial, os reduzidos níveis de apoio social, as tensões étnicas e, mais importante, a crise na democracia, que mina a confiança nas instituições e na elite política.

Há países numa situação potencialmente pior. Um deles é a Grécia, que vive a mais aguda situação desencadeada pela crise da dívida europeia. Líbia, Argentina e Egito são outros dos países com “muito elevado” risco de ocorrência de protestos. São 65 países com “elevado” ou “muito elevado” risco em 2014, 43% do total, mais 19 do que há cinco anos, explica a publicação. A Irlanda, em 2014, vai provar se consegue libertar-se das “amarras” da troika, algo que iniciou no final deste ano, apresenta um risco “médio” no mesmo indicador, ao lado de Angola, Cabo Verde, Moçambique e Itália. Áustria e Japão estão entre os países que não se precisam de preocupar por não serem propícios a revoltas neste ano, dado o “muito baixo” risco. Com um risco “baixo” está a Alemanha mas também se encontram os EUA ou Hong Kong.

A internet brasileira

Posted in BRASIL, CIÊNCIA, EUA, INTERNET, PROTESTOS NO BRASIL, SNOWDEN, TECNOLOGIA, TENDÊNCIAS by dibarbosa on 23 de setembro de 2013

Na semana passada o Gizmodo, um blog pertencente ao Washington Post, publicou uma matéria onde afirma que a presidente do Brasil Dilma Roussef quer fundar a internet nacional isolando-a dos EUA quando, para isso, o país teria que construir uma extensão de fibra óptica submarina até a Europa, evitando o território do Tio Sam, e criando-se até mesmo um endereço de e-mail dos Correios como alternativa emergencial à suspensão do Yahoo e G-mail. A partir daí, imediatamente, o país inteiro iniciou uma sequencia de comentários contrários e também favoráveis sobre esta medida que se inspirou nas desagradáveis revelações de Edward Snowden sobre a espionagem da NSA, CIA e FBI incidente na nossa promissora Petrobrás. E nessa manifestação oportuna a expressão livre, objetiva e cheia de sensibilidade, mas nem por isso tão substanciosa assim, revelou que grande parcela dos nossos compatriotas caprichou na provisão percentual de uma desordenada ingenuidade permitida – o que faz e sempre fez a festa da politicada nacional que sempre consegue nos situar às margens de nosso tão amado Brasil.

Em alguns textos liam-se coisas como “nossos governantes já perderam o controle da economia nacional há muito tempo e estão jogando o lixo para baixo do tapete” e que “a ANATEL já desconversou diversas vezes sobre melhorias em comunicação, com certeza em agrado a lobistas estrangeiros”. Outra observação fazia alusão à existência de “uma 3ª guerra mundial, só que virtual. A China ataca os EUA, que atacam a Rússia, Irã e por aí vai”. Também, me chamou a atenção um comentário em uma conceituada revista eletrônica que dizia que os EUA não gostariam de perder tráfego de dados. Que eles estão quebrados e buscam solucionar uma crise interna, ao passo que aqui nunca se conseguiu realizar a infraestrutura necessária para integralizar a nação desde o norte até o sul do Brasil. E para não alongar demais este texto, alguns extremistas deste debate acreditam que toda essa situação é mais do que uma oportunidade para “controlar a internet Brasileira” e que “daqui a pouco não vamos poder nem mesmo acessar o twitter.”

O fato é que o Brasil não possui um satélite sequer que seja de propriedade nacional. São todos locados. A previsão é que iremos atingir uma independência no setor apenas após 2020, quando está previsto o lançamento do primeiro satélite inteiramente com tecnologia brasileira. Como poderemos alcançar uma soberania interna satisfatória nos setores da comunicação via internet se sempre estivemos carentes de investimentos suficientes para uma autonomia segura? Esta idéia de independência é maravilhosa, lógico, mas requer toda uma preparação, mesmo de áreas indiretas para dar suporte eficiente. Não queremos viver mais no sonho e recentemente o Brasil inteiro tem dito isso nas ruas de todas as nossas principais capitais. “A impressão que dá é que estão tentando nos enganar o tempo todo” afirma uma outra nota. “Falar é fácil mas difícil é fazer.”

%d blogueiros gostam disto: