Urbs Magna

MPF deve denunciar MICHEL TEMER

Sábado, 24 de junho de 2017

Como presidente, Temer tem a pior aprovação em 28 anos de História (7%)

83% querem ELEIÇÕES DIRETAS

A maioria dos brasileiros gostaria que o novo presidente do Brasil pudesse ser escolhido pela população, mas para isto acontecer a Constituição precisaria receber uma emenda (PEC) para um caso de vacância presidencial. Hoje, 47% do povo sente vergonha de ser brasileiro. Segundo o MPF, a PGR deverá apresentar denúncia contra Michel Temer ao STF nos próximos dias.

 

 

 

Absolvição é único resultado possível para Lula

Posted in BRASIL, Lula, NEWS, operação lava jato, POLÍTICA, Sérgio Moro e Lula by dibarbosa on 20 de junho de 2017

O apartamento 164 A, do edifício Solaris, está em nome da OAS Empreendimentos S/A

As alegações finais da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no famoso caso do “tríplex do Guarujá”, que apresentamos nesta terça (20), demonstram sua inocência, que se assenta sobre prova real e palpável. A absolvição é o único resultado possível da apreciação racional, objetiva e imparcial da prova encartada aos autos. Nesta terça podemos apontar o real dono do imóvel.
O apartamento 164 A, do edifício Solaris, está em nome da OAS Empreendimentos S/A, mas, desde 2010, quem detém 100% dos direitos econômico-financeiros sobre o imóvel é um fundo gerido pela Caixa Econômica Federal. Nada vincula Lula ao imóvel, onde esteve uma única vez, em 2014, como potencial interessado em sua aquisição. Jamais teve as chaves, o uso, gozo ou disposição da propriedade.

Presunção de Inocência violada

Prova da anomalia jurídica que envolve esse caso, em que a presunção de inocência é solenemente violada, foi a defesa que investigou os fatos, destrinchando, após diligências em vários locais do país, essa operação imobiliária executada pela construtora. O resultado afasta a hipótese da acusação.
É inverossímil a conexão entre o ex-presidente e as supostas vantagens ilegais advindas de contratos firmados entre a OAS S/A e a Petrobras. O Ministério Público Federal não fez a prova de culpa que lhe cabia.

Realidade falsa

Ao depor ao juízo da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba e omitir a cessão integral dos direitos econômicos do tríplex, Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, produziu uma farsa para negociar benefícios penais com a acusação. O que o réu admitiu foi uma realidade pré-fabricada. A mentira tinha o objetivo de incriminar Lula e fazer vicejar a fábula do “caixa geral de propinas”, ficção contábil sem lastro nos fatos. Criou-se um “contexto” de “macrocorrupção” com um “comandante” como forma de amplificar o foco de corrupção apurado em 2014, mas o MPF não “seguiu o caminho do dinheiro” pela impossibilidade de provar sua tese.

Tese da “propinocracia”

A ficção é produto de desconhecimento do organograma federal e do complexo sistema de controle interno e externo da Petrobras, incluindo a fiscalização da CGU de Jorge Hage. Como se fosse possível a Lula e a aliados corromper uma estrutura composta por milhares de pessoas, ignorando, ainda, que a Petrobras atende exigências de leis internacionais, como a da Sarbanes-Oxley (SOX), dos EUA, além das fiscalizações internas a que está submetida, como depôs o executivo Fábio Barbosa. A tese da “propinocracia” nem cabe nos autos. A usurpação da competência pelos procuradores de Curitiba é uma afronta ao Supremo Tribunal Federal.

Julgamento político com verniz jurídico

Esse é um julgamento político com verniz jurídico, um autêntico “trial by mídia”, sob a égide de violações e ilegalidades. O inquérito, instaurado em 22/7/2016, tramitou de forma sigilosa até dois dias antes do indiciamento, a despeito dos pedidos de acesso da defesa. O cerceamento sempre esteve presente. A acusação que o MPF imputou a Lula abusou de hipóteses, para atingir sua inconteste liderança política.
O “enredo Lula” foi transformado em “produto comercial”, que hoje vende de filmes a palestras em eventos até de cirurgia plástica, como a que fez o procurador Deltan Dallagnol, defensor da teoria “explacionista” e expositor do polêmico Power Point sobre a peça acusatória inaugural em 14/9/2016.

Gastos públicos com um processo descabido

Quanto ao acervo presidencial não há qualquer conduta imputada a Lula na denúncia, buscando-se atribuir a ele responsabilidade penal objetiva incompatível com o Estado de Direito. Como os bens, embora privados, integram o patrimônio cultural brasileiro, segundo expressa disposição legal, o próprio ordenamento jurídico estimula o auxílio de entidades públicas e privadas na sua manutenção.
Se o inquérito inicial tivesse sido conduzido de forma correta e sem verdades pré-estabelecidas, o dono do tríplex teria sido identificado na origem, evitando gastos públicos com um processo descabido, além de proteger as reputações envolvidas. Optou-se por repetir à exaustão a mentira. A explicação para tamanha violação está no “lawfare”, que busca propiciar meios para a inelegibilidade de Lula. O objetivo é destruir os 40 anos de vida pública desse trabalhador, que governou o Brasil e foi reconhecido mundialmente por liderar o maior combate à pobreza já visto.

Artigo originalmente publicado na Folha de S. Paulo na edição desta terça-feira (20)

*Cristiano Zanin Martins é advogado de Lula, especialista em direito processual civil pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, é sócio do escritório Teixeira, Martins & Advogados

*Valeska Teixeira Martins é advogada de Lula, é membro efetivo da comissão de direito aeronáutico da OAB de São Paulo e sócia do escritório Teixeira, Martins & Advogados

Senado rejeita reforma trabalhista

Posted in #FORATEMER, BRASIL, ECONOMIA, POLÍTICA by dibarbosa on 20 de junho de 2017
Tagged with:

PF conclui corrupção de TEMER

Posted in #FORATEMER, BRASIL, Fora Temer, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 19 de junho de 2017

URGENTE: Polícia Federal avalia que temer cometeu crime de corrupção

 

Uma criança discursa repreendendo corruptos

Posted in GEOGRAFIA, MUNDO, POLÍTICA by dibarbosa on 19 de junho de 2017


Vídeo    –    Jacinto Angel Tun Noh acusou deputados do México

Um menino de 10 anos denuncia corrupção de políticos mexicanos  

O vídeo de uma criança repreendendo deputados do sudeste de um Estado do México e acusando-os diretamente de corruptos viralizou nas redes sociais daquele país, onde seus usuários aplaudiram a coragem de Jacinto Angel Tun Noh em denunciar um dos grandes males da atualidade.
Aconteceu no sétimo encontro do evento denominado “Parlamento Infantil de Quintana Roo“, no qual as crianças assumem o papel de deputados por um dia, ocasião em que o estudante de apenas 10 anos de idade fez um discurso convincente de cinco minutos expressando seu desejo de viver em uma nação em que seu povo tenha orgulho de dizer “Eu sou mexicano“. “Estamos chocados com a corrupção“, disse Angel Jacinto censurando os governantes pela “manutenção de privilégios políticos em um momento de miséria de grande parte da população.”

O menino foi enfático ao acrescentar que crimes parlamentares ocorridos em seu estado, conhecido por ser destino turístico internacional como Cancun e Riviera Maya, tornaram-se “insultos para aqueles que amam esta terra“. Angel arrancou aplausos do público presente quando mencionou o “roubo descarado e sem punição” do ex-governador Roberto Borge (2011-2016), que foi denunciado pelo governo do estado atual pela suposta venda irregular de terras do Estado para seus próprios parentes e colaboradores. “O que está sendo feito e por que as autoridades não o colocam atrás das grades? Têm medo ou têm propina? Qualquer outro cidadão que roubasse uma galinha para manter sua família seria condenado a dez anos de prisão“, disse o pequeno parlamentar.

A criança termina seu discurso pedindo um basta com a corrupção de políticos e envia uma mensagem a todos os cidadãos para que sejam mais “ativos para as mudanças reais que dependem de nossa iniciativa.” O vídeo recebeu dezenas de comentários sobre a coragem do menino e, em tom de brincadeira, proporam que ele fosse o próximo líder nacional: O que acontece com este país onde uma criança  expressa melhor os sentimentos do povo do que o próprio presidente!“, disse um usuário.

 

José Dirceu: “A única solução é uma revolução”

Posted in #FORATEMER, BRASIL, CURITIBA, POLÍTICA, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 18 de junho de 2017

Vídeo

“Os golpistas cometeram o crime de alta traição à democracia”

Após deixar a prisão, José Dirceu já está de olho na política.
Já tem um vídeo
(clique) e uma matéria publicada no site PMP.

Leia:

Em visita recente, o produtor Luiz Carlos Barreto lembrou-me de que o filme “Terra em Transe”, clássico de Glauber Rocha, completa meio século. Não pude deixar de comentar que, novamente, o Brasil está em transe.

A única solução razoável, antes como agora, é uma catarse, uma revolução política, econômica, social e cultural. Não é possível um acordo com quem rasgou o pacto constitucional de 1988 e atropelou a soberania popular.

Os golpistas e seus avalistas, ao derrubarem um governo legal e legítimo no intuito de revogar direitos e conquistas históricas do povo brasileiro, puxaram a faca e cometeram crime de alta traição à democracia.

Romperam o fio da história e colocaram em risco nossa soberania. Querem nos reduzir, de novo, à linha auxiliar do império.

A coalizão golpista deu origem a um governo abarrotado de históricos corruptos. Nada disso, porém, importa aos falsos santarrões que incensam a Operação Lava Jato, desde que os usurpadores fossem úteis para a aplicação de reformas que destruíssem o legado petista, a herança trabalhista e os êxitos do último processo constituinte.

Olhando e revisitando a história de nosso país, sabemos o que está em jogo: o desmonte do recente e precário Estado de bem-estar social, previsto na Constituição de 1988 e implementado durante as administrações de Lula e Dilma Rousseff.

Assalta-se a renda do trabalho para garantir o pagamento de juros exorbitantes, a ampliação da taxa de lucro das grandes corporações e a retomada dos fundos públicos pelas camadas mais ricas.

Os golpistas não hesitaram em sabotar o governo Dilma. Decretaram verdadeiro apagão nos investimentos e créditos, ampliando a recessão, levando pânico aos cidadãos e paralisando o país.

Tratou-se de um vale-tudo para recuperar o comando do Estado e impor uma agenda rejeitada pelos eleitores desde 2002.

Não se vacilou em pisotear as regras democráticas e forjar um arremedo de regime policial, no qual se opera a serviço de objetivos político-ideológicos.

O Brasil precisa de liberdade para decidir seu futuro, com eleições diretas, um novo governo popular e a convocação de Constituinte soberana. É vital romper a camisa de força do rentismo e da concentração de riqueza, reformar os sistemas financeiro e tributário. Só assim viabilizaremos o desenvolvimento econômico, social e cultural.

Essa tarefa é histórica e pressupõe superar os limites comprovados dos governos petistas -apesar dos avanços reformistas, ainda não transformamos as estruturas de nossa sociedade e do poder político.

Não há espaço para conciliação. É necessário, para o bem-estar social do país, dar fim à armadilha de uma falsa harmonia nacional e um ludibrioso salvacionismo contra a corrupção.

O horizonte das forças populares e de esquerda deve ir além das próximas eleições presidenciais, agora ou no próximo ano. Podemos até vencer, mas sem ilusões: sob quaisquer circunstâncias, nosso norte é o avanço no rumo de uma revolução política e social, democrática.

A meta é lutar, resistir e preparar um governo de amplas reformas. Sob a proteção de um novo pacto constitucional, originário das urnas, se a casa-grande voltar ao leito da democracia. Pela força rebelde das ruas, se nossas elites continuarem de costas para a nação.”

fonte:portaldomovimentopopular

Moro será julgado em 2 semanas

Posted in BRASIL, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 17 de junho de 2017

SÉRGIO MORO divulgou grampos de LULA e DILMA na GLOBO

Na época, até disseram que o juiz vendera as gravações por 5mi para a emissora do golpe contra Dilma Rousseff.

Agora, ele tem 15 dias para apresentar sua defesa.
Teori Zavaski era o relator da Operação Lava Jato.
Há informações de que Moro está bem apreensivo.
O processo apura sua conduta nessa autorização.
Os áudios foram gravados em março do ano 2016.
A Rede Globo divulgou a mídia em primeira mão.
Trata-se de telefonema entre Lula e Dilma Rousseff.
A prática de Moro foi condenada pelo Supremo.

Tagged with: , , ,

TEMER: The Brazilian Godfather

Posted in #FORATEMER, BRASIL, POLÍTICA by dibarbosa on 17 de junho de 2017

M. Temer é o Poderoso Chefão, diz: Joesley

Joesley Batista afirmou que Michel Temer é o chefe da quadrilha mais perigosa do Brasil

Essa é a maior e mais perigosa organização criminosa deste país, liderada pelo presidente

A revista Época publicou uma entrevista com Joesley Batista da JBS onde ele afirma que Michel Temer é um homem perigoso.

LEIA O RESUMO:

Conheci Michel Temer através do ministro Wagner Rossi, em 2010 e foi logo me pedindo dinheiro. Passamos a nos falar muito via celular e começamos a nos encontrar em todos os lugares. Ficamos íntimos, mas era apenas uma relação institucional que favorecia a ambos. Fiz muitos esquemas com ele que renderiam propina.” 

“Michel Temer sempre me chamava para conversar e pedir dinheiro para ajudar pessoas ligadas a ele – os mensalinhos. Uma vez ele me chamou e me apresentou o Yunes me pedindo para ajudá-lo.
Temer era cara de pau. Ele até tentou fazer com que eu pagasse o aluguel do escritório dele na praça Pan-Americana, em São Paulo, mas o desconversei e ele se mancou. Uma vez, Michel Temer chegou dizendo: “Eu preciso viajar, você tem um avião, me empresta aí”.

“O peemedebista também brigava por causa de dinheiro. Quando descobria que alguém tinha ganho ele queria também. O Eduardo Cunha se referia a ele como seu superior hierárquico. Primeiro, se Lúcio Funaro não conseguia resolver algo, pedia para Cunha que por sua vez pedia para o Michel. Meu acerto era com Lúcio, o de Lúcio era com Eduardo e o do Eduardo era com o Michel. Mas depois comecei a tratar uns negócios direto com o Eduardo, em 2015 quando ele assumiu a presidência da Câmara.”

Eu morria de medo de eles encamparem o Ministério da Agricultura porque o achaque ia ser grande. Eles tentaram, mas graças a Deus mudou o governo e eles saíram. Quando Eduardo tomou a Câmara foi achaque pra todo lado em nome da Câmara e do próprio Michel com o estilo de entrar na vida de quem quer que fosse sem ser convidado. Essa era a lógica dessa Orcrim. Lúcio Funaro e Eduardo Cunha mentiam falando que surgiam CPI’s que iam me convocar e pediam dinheiro, de 1 a 5mi, para barrarem, mas eu  descobria que era algum deputado a mando deles. Eu tinha que tomar cuidado. Essa é a maior e mais perigosa organização criminosa deste país, liderada pelo presidente.”

“Temer é o chefe da Orcrim da Câmara. Temer, Eduardo, Geddel, Henrique, Padilha e Moreira. É o grupo deles. Quem não está preso está hoje no Planalto. Essa turma é muita perigosa. Não pode brigar com eles. Nunca tive coragem de brigar com eles. Por outro lado, se você baixar a guarda, eles não têm limites. Então meu convívio com eles foi sempre mantendo à meia distância: nem deixando eles aproximarem demais nem deixando eles longe demais. Para não armar alguma coisa contra mim. A realidade é que esse grupo é o de mais difícil convívio que já tive na minha vida. Daquele sujeito que nunca tive coragem de romper, mas também morria de medo de me abraçar com ele.”

“Virei refém. Combinei quando já estava claro que eles seriam presos, no ano passado. O Eduardo me pediu R$ 5 milhões. Disse que eu devia a ele. Não devia, mas como ia brigar com ele? Dez dias depois ele foi preso. Eu tinha perguntado para ele: “Se você for preso, quem é a pessoa que posso considerar seu mensageiro?”. Ele disse: “O Altair procura vocês. Qualquer outra pessoa não atenda”.  Passou um mês, veio o Altair. Meu Deus, como vou dar esse dinheiro para o cara que está preso? Aí o Altair disse que a família do Eduardo precisava e que ele estaria solto logo, logo. E que o dinheiro duraria até março deste ano. Fui pagando, em dinheiro vivo, ao longo de 2016. E eu sabia que, quando ele não saísse da cadeia, ia mandar recados.”

“Com o Funaro foi parecido. Perguntei para ele quem seria o mensageiro se ele fosse preso. Ele disse que seria um irmão dele, o Dante. Depois virou a irmã. Fomos pagando mesada. O Eduardo sempre dizia: “Joesley, estamos juntos, estamos juntos. Não te delato nunca. Eu confio em você. Sei que nunca vai me deixar na mão, vai cuidar da minha família”. Lúcio era a mesma coisa: “Confio em você, eu posso ir preso porque eu sei que você não vai deixar minha família mal. Não te delato”.

“Eles cumpriram o acerto sempre me mandando recados: “Você está cumprindo tudo direitinho. Não vão te delatar. Podem delatar todo mundo menos você”. Mas não era sustentável. Não tinha fim. E toda hora o mensageiro do presidente me procurando para garantir que eu estava mantendo esse sistema. Geddel era o mensageiro. De 15 em 15 dias era uma agonia terrível. Sempre querendo saber se estava tudo certo, se ia ter delação, se eu estava cuidando dos dois. O presidente estava preocupado. Quem estava incumbido de manter Eduardo e Lúcio calmos era eu.

O Operário Em Construção (Poema-Vinícius de Moraes)

Posted in ARTE, BRASIL, Lula, poesia, Poesia, POLÍTICA by dibarbosa on 16 de junho de 2017

O poema ‘O Operário Em Construção’ foi escrito por Vinícius de Moraes em 1956

Lula, quando ainda era o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC Paulista, e o poeta e compositor Vinícius de Moraes durante as comemorações do dia do Trabalhador em 01/05/1979. Na ocasião, Vinícius leu o poema “O Operário em Construção” (no fim da página).

 

O poema descreve o trabalho como base da vida humana; descreve o processo de tomada de consciência de um operário, partindo de uma situação de completa alienação.

Leia o poema no final do post em azul

No nível simbólico Operário em Construção trata de um operário que entra em processo de conscientização individual e resiste à exploração através da palavra “não”. É um dos poemas de lírica comprometida com o cotidiano. O poema inicia com o papel do operário na construção das coisas e o desconhecimento da importância da sua profissão. Narra, em versos, a alienação verificada na multidão que empilha os tijolos com suor e cimento. De repente, o operário constata que ele, um humilde operário, era responsável pelos objetos que estavam em sua mesa e, “tomado de uma súbita emoção”, percebe que era ele quem construía tudo o que existia: “casa, cidade, nação!”. Compreende a força das rudes mãos e a grandeza de ser um operário em construção.

O operário se constitui em uma nova dimensão. A percepção da própria importância na sociedade que construía, a compreensão do significado do exercício de sua profissão… Tudo disposto em poesia, a consciência adquirida, o conhecimento compartilhado como outros operários e a possibilidade de dizer não. O poema contagia. Sente-se libertar a percepção quando o operário começa a notar as coisas, as diferenças de sua vida com a do patrão, comparando pequenos detalhes. Sua consciência política e social amadurece e ele se faz forte em dizer não, apesar das contrariedades e das delações de alguns companheiros. O patrão, sem dar importância, solicita aos delatores que o convençam do contrário. Começam as agressões: cospem em seu rosto, quebram seu braço e ainda assim o operário diz não.

O patrão, verificando que toda a violência sofrida não convenceria o operário, tenta dobrá-lo com a proposta de poder, tempo de lazer e de mulheres, com a condição de que o mesmo abandone o motivo que lhe faz dizer não.
O operário observa a ampla região em volta da construção e vê o que seu patrão não consegue ver: o operário vê casas e tantos objetos, enquanto seu patrão está limitado a visão do lucro. O operário percebe que em tudo há a marca de sua mão e diz “não” à oferta do patrão: “Não pode me dar o que é meu”. O homem, com a amplitude da percepção que adquiriu, sente a enorme solidão dos que compreendem além das aparências, a responsabilidade pela vida dos que padeceram e dos que viverão com esperanças. Constrói-se dentro de um novo perfil de homem, engajado no mundo e consciente de sua participação na história.

O poeta encerra sua grande edificação poética. Vive-se a construção do operário, de sua consciência e da coragem para negar à ordem, quando esta não representa o seu trabalho. No poema (abaixo na íntegra), é possível perceber o momento da tomada de consciência do operário (servo), quando ele se dá conta do poder que tem, da sua capacidade de transformar a natureza. Vê que tudo que existe (“garrafa, prato, facão”) foi feito por ele.

O trecho em que o operário olha sua mão e percebe que não há no mundo coisa mais bela pode, de início, parecer uma contradição, já que de modo geral a mão de um operário tende a ser grossa, rude, cheia de calos; como poderia então ser bela? A beleza que ele vê está além das aparências; ele percebe que em suas mãos está seu poder de modificar o mundo, de transformar a natureza, assim como o servo de Hegel. Quando o operário toma consciência de si entra em outra dimensão (“a dimensão da poesia”). Isso talvez se dê pelo fato de ele agora conseguir perceber a beleza que existe em sua construção e reconhecer a si mesmo nos produtos que cria. Ele vai aos poucos se libertando do jugo do patrão e incentivando os outros operários a fazerem o mesmo, a tomar consciência de sua força, de seu poder de construção; vê que é o verdadeiro dono de tudo que existe, uma vez que tudo é construído por ele.

O patrão, ao se dar conta de tal reviravolta, tenta por todos os meios enfraquecer o operário: através da violência, do suborno… Mas nada consegue, pois o operário vê na sua liberdade o maior dos bens. Vinícius de Moraes marcou sua passagem com um olhar verdadeiro e uma ampla consciência da condição humana e deixou os versos do seu trajeto para os que querem viver mais do que as alienadas aparências possam trilhar em busca de uma vida mais significativa.

O OPERÁRIO EM CONSTRUÇÃO (VINÍCIUS DE MORAES, 1956)

Era ele que erguia casas
Onde antes só havia chão.
Como um pássaro sem asas
Ele subia com as asas
Que lhe brotavam da mão.
Mas tudo desconhecia
De sua grande missão:
Não sabia por exemplo
Que a casa de um homem é um templo
Um templo sem religião
Como tampouco sabia
Que a casa que ele fazia
Sendo a sua liberdade
Era a sua escravidão.

De fato como podia
Um operário em construção
Compreender porque um tijolo
Valia mais do que um pão?
Tijolos ele empilhava
Com pá, cimento e esquadria
Quanto ao pão, ele o comia
Mas fosse comer tijolo!
E assim o operário ia
Com suor e com cimento
Erguendo uma casa aqui
Adiante um apartamento

Além uma igreja, à frente
Um quartel e uma prisão:
Prisão de que sofreria
Não fosse eventualmente
Um operário em construcão.
Mas ele desconhecia
Esse fato extraordinário:
Que o operário faz a coisa
E a coisa faz o operário.
De forma que, certo dia
À mesa, ao cortar o pão
O operário foi tomado
De uma subita emoção
Ao constatar assombrado
Que tudo naquela mesa
– Garrafa, prato, facão
Era ele quem fazia
Ele, um humilde operário
Um operário em construção.
Olhou em torno: a gamela
Banco, enxerga, caldeirão
Vidro, parede, janela
Casa, cidade, nação!
Tudo, tudo o que existia
Era ele quem os fazia
Ele, um humilde operário
Um operário que sabia
Exercer a profissão.

Ah, homens de pensamento
Nao sabereis nunca o quanto
Aquele humilde operário
Soube naquele momento
Naquela casa vazia
Que ele mesmo levantara
Um mundo novo nascia
De que sequer suspeitava.
O operário emocionado
Olhou sua propria mão
Sua rude mão de operário
De operário em construção
E olhando bem para ela
Teve um segundo a impressão
De que não havia no mundo
Coisa que fosse mais bela.

Foi dentro dessa compreensão
Desse instante solitário
Que, tal sua construção
Cresceu também o operário
Cresceu em alto e profundo
Em largo e no coração
E como tudo que cresce
Ele nao cresceu em vão
Pois além do que sabia
– Excercer a profissão –
O operário adquiriu
Uma nova dimensão:
A dimensão da poesia.

E um fato novo se viu
Que a todos admirava:
O que o operário dizia
Outro operário escutava.
E foi assim que o operário
Do edificio em construção
Que sempre dizia “sim”
Começou a dizer “não”
E aprendeu a notar coisas
A que nao dava atenção:
Notou que sua marmita
Era o prato do patrão
Que sua cerveja preta
Era o uisque do patrão
Que seu macacão de zuarte
Era o terno do patrão
Que o casebre onde morava
Era a mansão do patrão
Que seus dois pés andarilhos
Eram as rodas do patrão
Que a dureza do seu dia
Era a noite do patrão
Que sua imensa fadiga
Era amiga do patrão.

E o operário disse: Não!
E o operário fez-se forte
Na sua resolução

Como era de se esperar
As bocas da delação
Comecaram a dizer coisas
Aos ouvidos do patrão
Mas o patrão não queria
Nenhuma preocupação.
– “Convençam-no” do contrário
Disse ele sobre o operário
E ao dizer isto sorria.

Dia seguinte o operário
Ao sair da construção
Viu-se súbito cercado
Dos homens da delação
E sofreu por destinado
Sua primeira agressão
Teve seu rosto cuspido
Teve seu braço quebrado
Mas quando foi perguntado
O operário disse: Não!

Em vão sofrera o operário
Sua primeira agressão
Muitas outras seguiram
Muitas outras seguirão
Porém, por imprescindível
Ao edificio em construção
Seu trabalho prosseguia
E todo o seu sofrimento
Misturava-se ao cimento
Da construção que crescia.

Sentindo que a violência
Não dobraria o operário
Um dia tentou o patrão
Dobrá-lo de modo contrário
De sorte que o foi levando
Ao alto da construção
E num momento de tempo
Mostrou-lhe toda a região
E apontando-a ao operário
Fez-lhe esta declaração:
– Dar-te-ei todo esse poder
E a sua satisfação
Porque a mim me foi entregue
E dou-o a quem quiser.
Dou-te tempo de lazer
Dou-te tempo de mulher
Portanto, tudo o que ver
Será teu se me adorares
E, ainda mais, se abandonares
O que te faz dizer não.

Disse e fitou o operário
Que olhava e refletia
Mas o que via o operário
O patrão nunca veria
O operário via casas
E dentro das estruturas
Via coisas, objetos
Produtos, manufaturas.
Via tudo o que fazia
O lucro do seu patrão
E em cada coisa que via
Misteriosamente havia
A marca de sua mão.
E o operário disse: Não!

– Loucura! – gritou o patrão
Nao vês o que te dou eu?
– Mentira! – disse o operário
Não podes dar-me o que é meu.

E um grande silêncio fez-se
Dentro do seu coração
Um silêncio de martirios
Um silêncio de prisão.
Um silêncio povoado
De pedidos de perdão
Um silêncio apavorado
Com o medo em solidão
Um silêncio de torturas
E gritos de maldição
Um silêncio de fraturas
A se arrastarem no chão
E o operário ouviu a voz
De todos os seus irmãos
Os seus irmãos que morreram
Por outros que viverão
Uma esperança sincera
Cresceu no seu coração
E dentro da tarde mansa
Agigantou-se a razão
De um homem pobre e esquecido
Razão porém que fizera
Em operário construido
O operário em construção

LULA, é o presidente MAIS PREMIADO da TERRA

Posted in BRASIL, Lula, POLÍTICA by dibarbosa on 16 de junho de 2017

LULA É O NOSSO DOUTOR HONORIS CAUSA

Não é à toa que perseguem “O CARA”, pois ele tem mais de 62 prêmios ao redor do planeta.

LULA é o PRESIDENTE MAIS PREMIADO DO MUNDO e jamais outro irá superá-lo, é matematicamente impossível.

A Globo jamais vai mostrar que Lula é nosso DOUTOR HONORIS CAUSA, reconhecido mundialmente por seus PROJETOS SOCIAIS.

Listamos os 62 prêmios mais relevantes do NOSSO PRESIDENTE merecidos por sua competência durante seus mandatos.

Prêmios em ordem cronológica retrógrada:

 

62) Doutor Honoris Causa da Universidade Nacional de La Matanza, 11/9/2015 – Buenos Aires (Argentina)
60) Doutor Honoris Causa da Universidade Metropolitana da Educação e do Trabalho, 29/5/2014 – São Paulo (SP)
59) Medalha “Knowledge Advancing Social Justice” (Conhecimento para o Avanço da Justiça Social), da Universidade Brandeis, 29/5/2014 EUA
58) Doutor Honoris Causa da Universidade de Aquino, 21/5/2014 – Santa Cruz de la Sierra (Bolívia)
57) Título de cidadão de Santo André, 30/4/2014 – Santo André (SP)
56) Doutor Honoris Causa de Salamanca, “Tivemos de enfrentar o preconceito das elites, que nunca confiaram na capacidade do povo”, diz Lula, 23/4/2014 – Salamanca (Espanha)
55) Doutor Honoris Causa da Universidade Federal do ABC, 4/12/2013 – São Bernardo do Campo (SP)
54) Prêmio Interamérica 2013, 17/10/2013 – Cidade do México
53) Doutor Honoris Causa da Universidade de Buenos Aires, 15/10/2013 – (Argentina)
52) Doutor Honoris Causa pela Universidad Andina Simón Bolívar, 6/6/2013 – Quito (Equador)
51) Doutor Honoris Causa pela Escuela Politécnica del Litoral, 6/6/2013 – Quito (Equador)
50) Ordem Nacional de San Lorenzo, 6/6/2013 – Quito (Equador)
49) Doutor Honoris Causa pela Universidad San Marcos, 5/6/2013 – Lima (Peru)
48) Medalha Cidade de Lima, 5/6/2013 – Lima (Peru)
47) Doutor Honoris Causa pela Universidad Nacional de Cuyo, 17/5/2013 – Buenos Aires (Argentina)
46) Doutor Honoris Causa pela Universidad Nacional de San Juan, 17/5/2013 – Buenos Aires (Argentina)
45) Doutor Honoris Causa pela Universidad Nacional de Córdoba, 17/5/2013 – Buenos Aires (Argentina)
44) Doutor Honoris Causa pela Universidad Nacional de La Plata, 17/5/2013 – Buenos Aires (Argentina)
43) Doutor Honoris Causa pela Universidad Nacional de Tres de Febrero, 17/5/2013 – Buenos Aires (Argentina)
42) Doutor Honoris Causa pela Universidad Nacional de Lanús, 17/5/2013 – Buenos Aires (Argentina)
41) Doutor Honoris Causa pela Universidad Nacional de San Martín, 17/5/2013 – Buenos Aires (Argentina)
40) Doutor Honoris Causa pela Facultad Latino-americana de Ciencias Sociales (Flacso),17/5/2013 – Buenos Aires (Argentina)
39) Menção Honrosa Domingo Faustino Sarmiento, 17/5/2013 – Buenos Aires (Argentina)
38) Prêmio Josué de Castro, 17/5/2013 – Buenos Aires (Argentina)
37) Prêmio “Em Busca da Paz”, do International Crisis Group, 22/4/2013 – Nova Iorque (EUA)
36) Ordem Nacional do Benin, 17/3/2013 – Cotonou (Benin)
35) Prêmio Darcy Ribeiro (Educação), 12/3/2013 – Brasília (DF)
34) Doutor Honoris Causa da Unilab e título de cidadão de Redenção e de Aracape, 01/3/2013 – Redenção (CE)
33) Prêmio Bacurau (Morhan), 27/3/2013 – Rio de Janeiro (RJ)
32) 1º Prêmio Pirelli, 27/11/2012 – Rio de Janeiro (RJ)
31) Prêmio Indira Gandhi pela Paz, Desarmamento e Desenvolvimento 2010, 22/11/2012 – Nova Déli (Índia)
30) Ordem do Mérito Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 2º Região, 24/8/2012 – São Paulo (SP)
29) Prêmio Nelson Mandela de Direitos Humanos, 22/8/2012 – Toronto (Canadá)
28) Prêmio José Aparecido de Oliveira da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, 20/7/2012 – Maputo (Moçambique)
27) Lula recebe título de Cidadão Paulistano e Medalha Anchieta, 21/5/2012 – São Paulo – SP
26) Lula agradece pelo Prêmio das Quatro Liberdades, 15/5/2012 – Middelburg (Holanda)
25) Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), 4/5/2012
24) Doutor Honoris Causa pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), 4/5/2012
23) Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal Fluminense (UFF), 4/5/2012
22) Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), 4/5/2012
21) Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), 4/5/2012
20) Ex-presidente Lula recebe Prêmio Internacional da Catalunha 2012 pelo combate à pobreza e à desigualdade, 2/4/2012 – Barcelona (Espanha)
19) Personalidade de destaque no Prêmio CUT Democracia e Liberdade Sempre, 13/12/2011 – São Paulo (SP)
18) Prêmio Africare, 9/11/2012 – Washington (EUA)
17) Prêmio Amalia Solórzano, 26/10/2011 – Cidade do México (México)
16) World Food Prize, 13/10/2011 – Des Moines (EUA)
15) Prêmio Lech Walesa, 29/9/2011 – Gdasnk (Polônia)
14) Doutor Honoris Causa pelo Instituto de Estudos Políticos de Paris, 27/9/2011 – Paris (França)
13) Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal da Bahia, 20/9/2011 – Salvador (BA)
12) Medalha Leonardo da Vinci, 8/9/2011 – Lisboa (Portugal)
11) Cidadão de Bogotá, 5/8/2011 – Bogotá (Colômbia)
10) Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal de Pernambuco, 22/7/2011 – Recife (PE)
9) Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal Rural de Pernambuco, 22/7/2011 – Recife (PE)
8) Doutor Honoris Causa pela Universidade Estadual de Pernambuco, 22/7/2011 – Recife (PE)
7) Fiesp – Exposição “Milhões de Lulas”, 19/7/2011 – São Paulo (SP)
6) World Food Prize, 21/6/2011 – Washington (EUA)
5) Prêmio Top Etanol – Personalidade de destaque, 6/6/2011 – São Paulo (SP)
4) Prêmio Libertad Cortes de Cádiz, 15/4/2011 – Cádiz (Espanha)
3) Doutor Honoris Causa pela Universidade de Coimbra, 30/3/2011 – Coimbra (Portugal)
2) Prêmio Norte-Sul de Direitos Humanos, 29/3/2011 – Lisboa (Portugal)
1) Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal de Viçosa, 28/1/2011 – Viçosa (MG)

fontes: http://lula.com.br/premios
https://limpinhoecheiroso.com/2015/07/06/osantipira-relacao-completa-de-premios-recebidos-por-lula-apos-deixar-a-presidencia/

CPI da Previdência revela irregularidades

Posted in #FORATEMER, BRASIL, ECONOMIA, Fora Temer, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 12 de junho de 2017

Se as contribuições fossem repassadas corretamente, não haveria rombo, mas sim um superávit de R$ 11 bilhões

O problema é de Gestão e não de Reforma

“Já detectamos possíveis desvios e desmandos na gestão da Previdência”

Paulo Paim

A crise do governo Temer após delações da JBS deu mais força à CPI da Previdência, disse o senador Paulo Paim (PT-RS), presidente da comissão. A CPI já apontou várias Empresas devedoras, desonerações e contribuições sociais que não seriam utilizadas em outras finalidades que não a Seguridade Social. Segundo Paim, a Reforma da Previdência não resolve os problemas. Em 2015, mais de 46 bilhões em contribuições previdenciárias de empregados não foram pagos pelas empresas à União. E entre 2012 e 2015 os empregadores deixaram de pagar mais de 108 bilhões. A cifra é conhecida pelo governo porque é declarada. “A CPI trará à luz a realidade da Previdência. O problema é de gestão e não de ‘reforma”, disse o senador.

Ainda, a CPI evidenciou que a dívida ativa da União já soma 1,8 trilhão sendo 400 bilhões com a Previdência. “O desvio desse dinheiro do caixa da Previdência transformaria o rombo que o governo alega existir em superávit”, afirmou Paim apoiado pelo presidente da Associação Nacional de Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip), Vilson Romero, que acrescentou que as receitas que deveriam ser destinadas à Seguridade são usadas para pagar a dívida pública. Se as contribuições fossem repassadas corretamente, não haveria rombo, mas sim um superávit de R$ 11 bilhões. “A impressão que dá é que existe um ‘pacto’ com devedores”, disparou o senador.

Com a delação dos irmãos Joesley e Wesley Batista, o governo Michel Temer começa a perder apoio na base aliada. Mas o governo federal está blindando Henrique Meirelles, ministro da fazenda, para dar continuidade às reformas Trabalhista e da Previdência.

SOBRE A CPI DA PREVIDÊNCIA
A instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Previdência Social no Senado Federal deu-se em 26/04/2017 e representa um grande passo rumo à rejeição do texto da “reforma” da Previdência na casa legislativa ao desconstruir a farsa sobre o suposto “déficit” previdenciário abrindo as portas para apuração de denúncias de sonegação contra a Previdência Social. O senador Paulo Paim (PT-RS) foi quem a protocolou em 21/03/2017.
A CPI tem como objetivo investigar as contas da Previdência Social, identificar prováveis desvios de recursos e apresentar o real quadro relacionado à saúde financeira do sistema. De acordo com os envolvidos, são 500 a 1000 os maiores devedores do sistema previdenciário brasileiro. A cada quatro anos, R$ 100 bilhões desaparecerem dos setores que arrecadam dos trabalhadores e não são repassados à previdência.
As audiências públicas da CPI da Previdência ocorrem todas as terças-feiras, às 14h00, e, ocasionalmente, às quintas-feiras. A CPI elegeu a seguinte composição: Presidente: senador Paulo Paim (PT/RS), Vice-presidente: senador Telmário Mota (PTB-RR), Relator: senador Hélio José (PMDB-DF),

Wikileaks: Golpe tira Brasil do BRICS

Posted in BRASIL, BRICS, EUA, POLÍTICA by dibarbosa on 11 de junho de 2017

EUA quis nos afastar da China e TEMER foi informante

Julian Assange e imagem de Temer e Serra recepcionados por John Karry nos EUA

RELEMBRANDO:
Quando presidente, Dilma Rousseff, denunciou a espionagem da NSA contra o Brasil como “uma violação do direito internacional” em discurso da Assembléia Geral e propôs que a ONU estabelecesse diretrizes legais para impedir que o ciberespaço fosse usado como arma de guerra. John Kerry, na época Secretário de Estado do Governo Barack Obama, posteriormente apareceu em fotografia que confirmou a intimidade com os políticos brasileiros Michel Temer e José Serra (o boca de chupa ovo, segundo Janaína Paschoal).

Durante o governo de nossa ex-presidenta afastada, o fundador do Wikileaks, Julian Assange, disse que Temer forneceu informações estratégicas sobre o Brasil à embaixada norte-americana, em troca de apoio dos Estados Unidos ao golpe parlamentar de 2016. Entretanto, a Secretaria de Imprensa da Presidência da República afirmou que isso jamais aconteceu e que o pior presidente de nossa história (abaixo de 90%) jamais compareceu a nenhuma embaixada para tratar desses assuntos. Mas Assange insiste que Michel Temer teve reuniões privadas na embaixada americana onde entregou informações valiosas.

Hoje sabemos que o governo americano da época de Barack Obama, com John Kerry no cargo de secretário de Estado, apoiou três golpes recentes na América do Sul que foram, consecutivamente em Honduras, Paraguai e finalmente no Brasil. Por este motivo, Temer e Serra torceram por Hillary Clinton na disputa do ano passado.

Esquerdistas concluem que o apoio americano pode de fato ter ocorrido com o fim de ganhar a confiança do Brasil e ampliar a parceria econômica com os Estados Unidos, afastando nosso país da República Popular da China numa tentativa de frear sua ascenção como potência mundial. Além disso, muitas empresas estariam na lista entreguista de José Serra.

BOMBA: Gilmar acusa MPF de manipular depoimentos

Posted in #FORATEMER, BRASIL, ELEIÇÕES 2018, Fora Temer, IMPEACHMENT, Lula, POLÍTICA, PSDB, PT, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 9 de junho de 2017

MPF combina palavras das  delações, acusa Gilmar Mendes

Gilmar diz que Dallagnol e sua turma adotam a prática de considerar “doação eleitoral” como PROPINA.
“Assistia esses dias na televisão esses vídeos dessa última delação, e aparentemente houve uma combinação dos delatores com o próprio Ministério Público para falar que todas as doações eram propina”, disse.

Se Gilmar Mendes percebe isso com referências aos seus aliados do PSDB, imagine o que foi combinado para as delações premiadas contra o ex-presidente Lula e todo o PT.  É só ligar os pontos.

LULA ou JOAQUIM BARBOSA em 2018?

Posted in BRASIL, ELEIÇÕES 2018, Lula, POLÍTICA by dibarbosa on 8 de junho de 2017

Em qual dos dois candidatos você votaria nas próximas eleições presidenciais?

Vote na enquete no pé da página

O ex-ministro do STF Joaquim Barbosa disse que possivelmene irá se candidatar à presidência da República em 2018, apesar de hesitar muito. Barbosa também defende as eleições diretas em caso de vacância. As declarações foram feitas há um dia.

“Eu sou um cidadão brasileiro, um cidadão pleno, há três anos livre das amarras de cargos públicos, mas sou um observador atento da vida brasileira. Portanto, a decisão de me candidatar ou não está na minha esfera de deliberação. Só que eu sou muito hesitante em relação a isso. Não sei se decidirei positivamente neste sentido. Caso ocorra a vacância da Presidência da República, a decisão correta é essa: convocar o povo”

O ex-ministro teve conversas com Marina Silva e com a direção do PSB. Para ele, a falta de liderança política e de pessoas realmente vinculadas ao interesse público têm feito com que o país vá se desintegrando.

Reforma Trabalhista avança no Senado

Posted in #FORATEMER, BRASIL, Fora Temer, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL by dibarbosa on 6 de junho de 2017

Conheça os senadores que votaram contra e a favor do texto

Mesmo com a maioria dos parlamentares criticando o projeto, a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou por 14 votos a 11 o relatório sobre a reforma trabalhista e o texto segue para Comissões de Assuntos Sociais (CAS) e Constituição e Justiça (CCJ) antes da votação final.

As principais regras

Acordos Coletivos poderão regulamentar jornada de trabalho de até 12 horas dentro do limite de 48 horas semanais com horas extras. Hoje, acordos coletivos somente são previstos na CLT.

Jornada Parcial. Poderá ser de até 30h/sem s/h extra ou de até 26h/sem mais até 06h (caso em  que  o trabalhador terá direito a 30d férias). Hoje, a jornada parcial é de até 25h/sem s/h extra e com direito a férias de 18d.

Parcelamennto das Férias. Em até 03 vezes com períodos superriores a 05d corridos sendo um maior que 14d (férias não poderão iniciar 02d antes de feriados ou no fds). Hoje, férias são parceladas em até 02 vezes sendo um dos períodos igual ou superior a 10d. corridos.
Grávidas e Lactantes. Poderão ter insalubridade de graus “mínimo” e “médio”  desde que apresentem atestado médico. No grau máximo, o trabalho não será permitido. Hoje, não podem trabalhar em locais insalubres.
Contribuição Sindical será opcional. Hoje, é descontada uma vez por ano diretamente do salário.
Trabalho em casa agora será regulamentado como home office. Hoje, não é previsto pela CLT.
Intervalo para almoço poderá ser reduzido a 30min quando houver acordo e o trabalhador poderá sair 30min mais cedo. Hoje,  a CLT obriga 1h.
Trabalhos intermitentes serão permitidos e o empregador terá que convocar o trabalhador com mínimo de 03d de antecedência, sendo a remuneração definida por h/trabalho e com valor igual ou superior à h aplicada no sal. mínimo. Hoje, isso não existe na CLT.
Autônomos poderão ser contratados, porém sem vínculo empregatício. Hoje, em caso de exclusividade e continuidade, a Justiça obriga a indenização como um celetista.

VOTARAM A FAVOR

  1. Garibaldi Alves (PMDB-RN)
  2. Raimundo Lira (PMDB-PB)
  3. Simone Tebet (PMDB-MS)
  4. Valdir Raupp (PMDB-RO)
  5. Ricardo Ferraço (PSDB-ES)
  6. José Serra (PSDB-SP)
  7. José Agripino (DEM-RN)
  8. Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE)
  9. Wellington Fagundes (PR-MT)
  10. Armando Monteiro (PTB-PE)
  11. Ataídes Oliveira (PSDB-TO)
  12. Sérgio Petecão (PSD-AC)
  13. José Medeiros (PSD-MT)
  14. Cidinho Santos (PR-MT)

VOTARAM CONTRA

  1. Kátia Abreu (PMDB-TO)
  2. Roberto Requião (PMDB-PR)
  3. Gleisi Hoffmann (PT-PR)
  4. Humberto Costa (PT-PE)
  5. Jorge Viana (PT-AC)
  6. José Pimentel (PT-CE)
  7. Lindbergh Farias (PT-RJ)
  8. Otto Alencar (PSD-BA)
  9. Lídice da Mata (PSB-BA)
  10. Vanessa Grazziotin (PC do B-AM)
  11. Ângela Portela (PDT-RR)

JANOT vai derrubar MOREIRA FRANCO

Posted in #FORATEMER, Fora Temer, POLÍTICA by dibarbosa on 5 de junho de 2017

Rodrigo Janot entrou com ação no STF questionando MP de Temer que dá status de ministro a Moreira Franco.

Segundo o procurador geral da república, a medida de Michel Temer não deveria ter sido editada e é indevida ao assegurar foro privilegiado ao ministro.

A MP 782, de 31 de maio de 2017, reedita a MP 768, de 2 de fevereiro de 2017 estabelecendo a criação da Secretaria-Geral da Presidência da República e do Ministério dos Direitos Humanos dando aos titulares dessas pastas o status de ministro. Moreira Franco ficou com a Secretaria-Geral como uma forma do presidente protegê-lo da citação da delação da Odebrecht. Assim, após a perda do cargo seu caso poderá ser analisado por Sérgio Moro, e não apenas pelo STF.

Medidas provisórias têm validade de 120 dias e nesse período têm que ser aprovadas pelo Congresso. Além disso, a legislação proíbe que MPs sejam reeditadas na mesma sessão legislativa. Para complicar, Janot interpretou que não havia urgência alguma para tal feito, uma vez que medidas provisórias são caracterizadas por emergências.

Temer só tem algumas horas

Posted in #FORATEMER, BRASIL, Fora Temer, POLÍTICA, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 5 de junho de 2017

Michel Temer tem que responder questionário até as 16:30h de terça 06/jun

O presidente Michel Temer, através de seu advogado, recebeu da Polícia Federal um formulário contendo 84 perguntas sobre o inquérito que tramita no Supremo Tribunal Federal e tem até amanhã no fim da tarde para respondê-lo ou se manter em silêncio.

O horário para a devolução do questionário será próximo à retomada do julgamento do Tribunal Superior Eleitoral, às 19:00h, quando seus ministros decidirão pela cassação da chapa Dilma-Temer da campanha presidencial de 2014.

O resultado do TSE, caso seja não seja adiado novamente, algum recurso da defesa seja atendido ou, ainda, um dos ministros peça vista para analisar melhor o processo, poderá implicar no afastamento de Temer. Se isso ocorrer, tanto Temer quanto Dilma Rousseff ficarão inelegíveis,  sem poder concorrer a cargos públicos, durante os próximos oito anos.

“Se quiserem que eu saia, têm que me matar”, afirma Temer. Insano?

— Fique tranquilo, não vou renunciar, não vou sair. Vou recorrer até o fim. Se quiserem que eu saia, têm que me matar.

90,6% QUEREM DIRETAS JÁ E 84% REPROVAM TEMER.

Após afirmar nesta semana que “ninguém vai nos impedir de continuar nossas políticas públicas”, o presidente mais impopular da história brasileira disparou, em reunião com o presidente do senado Eunício Oliveira, a seguinte frase: ” — Fique tranquilo, não vou renunciar, não vou sair. Vou recorrer até o fim. Se quiserem que eu saia, têm que me matar.

DESESPERADO? ENLOUQUECIDO? DITADOR?

Uma afirmação deste naipe é incomum em nossa República Federativa, especialmente proferida por seu presidente. Sua desaprovação também é internacional. No mês passado a ex-presidente argentina Cristina Kirchner, durante  anúncio de sua candidatura para as eleições legislativas de outubro daquele país, chamou o presidente brasileiro, Michel Temer, de “ridículo” e “brega”. E no início do ano, o Papa Francisco recusou um convite para visitar o Brasil fazendo duras críticas às medidas do golpista contra os pobres.

Temer não compreende que seu tempo acabou pois que os movimentos das ruas falam mais alto que a mídia, o judiciário e a elite bresileira que sempre o apoiou.

Thinktankers: caso de Dallagnol (o bruxo da Lava Jato) é outra “estratégia de promoção do golpe”.

Posted in BRASIL, operação lava jato, POLÍTICA, Sérgio Moro e Lula, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 4 de junho de 2017

Somos responsáveis pelo futuro da AL. Entenda:

Todos sabemos que Deltan Dallagnol, em sua insistente convicção sem provas, tem sido notado por seu desejo inconsequente de se promover no meio elitista de nossa sociedade. No sábado último, todo o povo brasileiro acordou sem ar com o noticiário virtual destacando uma notícia assombrosa e descabida: “MPF pede prisão de Lula e multa de 87mi“.

Mais tarde, descobriu-se que o veículo precursor desta notícia – O Globo – mentira sobre o suposto pedido de prisão que não passou, na verdade, de apenas mais um desejo incomensurável dos procuradores do Ministério Público Federal, em especial o Deltan Dallagnol, de ver o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva atrás das grades para satisfazer seu público imoral e seguidores da campanha de ódio nacional promovida por esta baderna política inconsequente iniciada por Aécio Neves em 2014.

Mas nossos thinktankers – termo que faz referência àqueles que idealizam os pensamentos e os impulsionam para a opinião pública – estão trabalhando muito em seus apontamentos de novos casos em suas pautas para estudos ocorridos em território tupiniquim. Eles já farejaram, identificaram e rotularam tais práticas dallagnolenses como “estratégias elitistas de promoção do Golpe2016“. E agora, nossos pensadores manipulam um dos recipientes com a nomenclatura “Os golpes de novo tipo na América Latina e Caribe e o Caso Lula” que foi o tema principal de uma conferência internacional realizada em 02 de junho, no 6º Congresso Nacional promovido pela Fundação Perseu Abramo (FPA) e o Partido dos Trabalhadores.

Segundo os organizadores, a crise do capitalismo em 2008 impactou a América Latina produzindo golpes de Estado no Paraguai, Honduras e Brasil com processos que promovem a perseguição dos movimentos sociais e da sociedade civil e que são apoiados pela mídia, pelo Judiciário e pelas elites. Aqui, segundo os thinktankers, estes três atuam conjuntamente objetivando retirar o presidente Lula da política através da abertura de vários processos e procedimentos sem nenhuma prova apenas com o fim de tomar seu tempo com depoimentos que não vão dar em nada.

Na reunião, foram expostos exemplos midiáticos como o do Jornal Nacional que produziu 18 horas de propaganda negativa contra Lula que, por meio de inúmeras acusações falsas, cria a presunção de culpa em um escancarado plano massivo para demonizá-lo e retirá-lo das disputas políticas. Tudo sendo acatado frivolamente pelo Judiciário que abusa de sua autoridade para influenciar as opiniões. Além do golpe no Brasil, e conjuntamente, o mundo também expôs sua crise democrática com a vitória do Brexit e a eleição de Donald Trump, fatos que vieram acompanhados da emergência do neoliberalismo em uma disputa hegemônica tal que se mobiliza na tentativa de definir o futuro do país e do continente nos próximos meses.

Ainda segundo os organizadores, o Brasil enfrenta uma armadilha com o Judiciário escalando os times que participarão do processo, mas ressaltam que os movimentos populares precisam de força para reconquistar seus espaços, o que pode frear os avanços dos neoliberais em outros países, pois onde vai o Brasil, vai a América Latina.

Fonte: FPA

Sem provas, MPF quer Lula preso para inviabilizar sua candidatura.

Posted in POLÍTICA, Sérgio Moro e Lula, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 3 de junho de 2017

O MPF pediu a prisão de Lula nesta sexta-feira pouco antes da meia noite, informou em caráter exclusivo a empresa de comunicação O GLOBO. Havia uma quietude acima do normal desde a divulgação dos áudios pela JBS envolvendo Aécio Neves e Michel Temer.

Deltan Dallagnol

Lula lidera todas as pesquisas para presidente. Por isso, a direita precisa dele preso antes da disputa. Mais ainda: querem que Lula tenha a interdição do exercício de cargo ou função pública de qualquer natureza pelo dobro do tempo da pena privativa de liberdade.

Mesmo que, comprovadamente, o “triplex do Guarujá” pertença à OAS e todas as testemunhas o tenham inocentado. Mesmo que a KPMG o tenha absolvido de quaisquer atos ilícitos em auditoria (leia aqui) de sua gestão incidindo na PETROBRAS, ainda assim o Ministério Público Federal quer ele DEVOLVA à petroleira R$ 87.624.971,26″ e depois seja preso em regime fechado.

“Mas como ficam Aécio e Temer?” argumentam partidários da democracia brasileira. Simpatizantes de Lula e até mesmo direitistas descrentes já crêem na continuação do GOLPE 2016. Entretanto, uma atualização de última hora informa que o veículo de comunicação O GLOBO mentiu sobre a originação desta noticia.

Moro sabe: Lula está limpo na Petrobras

Posted in #FORATEMER, BRASIL, Fora Temer, operação lava jato, POLÍTICA, Sérgio Moro e Lula by dibarbosa on 29 de maio de 2017

Moro mandou auditar Lula na Petrobras, mas… NADA.

Em fins de março deste ano, o juiz Sérgio Moro solicitou que a empresa KPMG Auditoria e Asseguração, contratada no início de 2017, constatasse possíveis irregularidades do ex-presidente Lula relacionadas à Petrobras, ordenando que eventuais provas fossem encaminhadas à 13ª Vara Federal de Curitiba.

A KPMG respondeu à solicitação de Sergio Moro:

“Em resposta ao ofício supra, a KPMG Auditores Independentes vem, respeitosamente, à presença de V.Exa, esclarecer que, durante a realização de auditoria das demonstrações contábeis da Petrobras, que abrangeu os exercícios sociais encerrados no período de 31.12.2006 e 31.12.2011, efetivada por meio de procedimentos e testes previstos nas normas profissionais de auditoria, não foram identificados pela equipe de auditoria atos envolvendo a participação do ex-presidente da república, Sr. Luiz Inácio Lula da Silva, na gestão da Petrobras que pudessem ser qualificados como representativos de corrupção ou configurar ato ilícito”

A PricewaterhouseCoopers, outra auditora que atuou paralelamente à primeira analisando o período entre 2012 e 2016, também não encontrou quaisquer atos de corrupção de Luiz Inácio Lula da Silva.

Papa envia “Laudato Si” para Lula

Posted in BRASIL, ECONOMIA, Lula na ONU, O Papa, POLÍTICA, VIDA URBANA, VIVER com QUALIDADE by dibarbosa on 28 de maio de 2017

Nesta semana, um homem veio à América com projetos para bairros carentes argentinos. Chegando aqui, ele procurou LULA a pedido do Papa Francisco no Vaticano. 

De lá, a santidade enviou a Luis Inacio Lula da Silva uma cópia da Encíclica Laudato Si. O ex-presidente, prometendo que a lerá do princípio ao fim, se interessou pelos encontros do pontífice com os movimentos populares a nivel mundial ao passo que este também transmitiu sua preocupação com o destino da profunda crise política e social que atravessamos.
Durante horas, o ex-presidente foi entrevistado por um homem de confiança do Papa Francisco em um encontro sugestivo onde ficou evidenciado que tanto a Argentina quanto Roma têm suas atenções voltadas para os últimos escândalos que podem significar a saída de Michel Temer.

Sabemos que em abril deste ano, o Papa respondeu uma carta na qual recusou um convite feito por Temer no final de 2016 para visitar o Brasil e participar das celebrações dos 300 anos da aparição de Nossa Senhora Aparecida, ocasião em que cobrou do presidente que fossem evitadas as medidas que pudessem agravar a situação da população carente no país.

A CARTA DO PAPA

“Sei bem que a crise que o país enfrenta não é de simples solução, uma vez que tem raízes sócio-político-econômicas, e não corresponde à Igreja nem ao Papa dar uma receita concreta para resolver algo tão complexo. Porém não posso deixar de pensar em tantas pessoas, sobretudo nos mais pobres, que muitas vezes se veem completamente abandonados e costumam ser aqueles que pagam o preço mais amargo e dilacerante de algumas soluções fáceis e superficiais para crises que vão muito além da esfera meramente financeira”.

A CONVERSA DO HOMEM DO PAPA COM LULA

Juan Grabois é um ativista de movimentos. Ele não traduz a fala do pontífice, mas sim a de organizações populares. Entretanto, sua palavra tem um valor simbólico e reúnem algumas preocupações do líder católico. Tanto que, na tarde de quarta-feira (24) Grabois conversou privadamente com Lula convidando-o a participar de futuras atividades de movimentos populares, além de propor concentrar-se na questão do combate à fome, recordando o programa Fome Zero de seu governo e do prêmio recebido na ONU.

O ex-presidente interessou-se pelas reuniões de movimentos populares com o Papa ocorridas no Vaticano e em Santa Cruz de la Sierra (Bolívia), no qual Grabois foi uma figura chave. E o motivo de sua vinda tem uma forte razão: Lula, por ser este grande líder dos trabalhadores, acabou por ser adicionado pelo ativista em sua agenda de movimentos e estratégia de trabalho.

No final da reunião, o consultor do Vaticano apresentou cópias em português de três discursos do Papa em cúpulas mundiais e saiu com a impressão de que Lula é o único que pode resolver a crise no Brasil no contexto do ressurgimento de uma forte ofensiva popular contra os atuais governantes.

Em uma declaração feita em seu país de origem, Grabois afirmou que a situação de nosso país é muito difícil, a qual se complicou ainda mais após as manifestações contra Michel Temer em resposta à divulgação do áudio que evidencia sua cumplicidade com a corrupção.

DO PROJETO NA BAGAGEM

Em uma reunião na USP, Grabois apresentou os resultados de uma inédita pesquisa de bairros e assentamentos na Argentina, resultado da colaboração de sete mil voluntários que viajaram por nosso país vizinho durante meses, num grandioso trabalho que permitiu o presidente Mauricio Macri assinar o decreto 358/2017 que integra urbanisticamente vários bairros ao Registro Nacional oficial (RENABAP). Uma reviravolta para centenas de milhares de pessoas, mas que foi completamente despercebido por grande parte da imprensa Argentina.
Com este registo, mais de 400 mil famílias poderão conquistar a casa própria. Assim, milhares de cidadãos, até então invisíveis ao estado, poderão regularizarem-se e finalmente e exigir os serviços mais básicos – como água corrente, eletricidade, gás e esgoto. Eles também poderão pagar seus próprios impostos, fazer pedidos aos órgãos públicos e realizar investimentos na área de saúde, pensão e educação.
Toda essa ação origina-se de uma lei de mais de 20 anos e que tem como objetivo regular a relação jurídica dos habitantes de bairros populares com a terra que ocupam. E apesar de todos reconhecerem a vontade política do atual governo para assinar o documento, a pesquisa não é estritamente uma conquista a presidência de Macri, mas sim da Caritas Argentina sob o comando de Dom Oscar Ojea San Isidro.

Grabois foi convidado para falar sobre este projeto por uma associação de professores de pós-graduação no Brasil que se reuniram em uma conferência com cerca de 700 especialistas na área. Entre eles estava Erminia Maricato, reconhecida internacionalmente por ser a planejadora e secretária executiva urbana do Ministério das Cidades durante o governo Lula. 

O CORRUPTO e o CORRUPTOR

Agora que estávamos nos acostumando à figura do corrupto —afinal, há séculos convivemos com ele—, eis que surge um novo animal na floresta: o corruptor.

E em alto estilo: enorme, viscoso, tentacular, falando de cifras com que nunca sonhamos e com uma naturalidade que escancara para nós, de repente, toda a nossa inocência.

Com que, então, os milhões e bilhões que só conhecíamos por ouvir falar existem de verdade e não como papéis simbólicos, trocados por bancos e governos. Apesar do volume, são moeda corrente entre pessoas reais e circulam em malas, mochilas, meias e depósitos no Exterior, ou na forma de barcos, joias, sítios, tríplexes, aeroportos. A cada denúncia, os montantes têm sido de tal ordem que nos arriscamos a ficar blasés: “Mas como, tanto barulho por R$ 5 milhões? Ainda se fossem dólares…”.

Enfim, se o corrupto não é novidade, nada mais fascinante nos últimos tempos do que nos defrontarmos com o corruptor —o que nos tem sido oferecido à larga pelas gravações da Lava Jato. Desse espetáculo, que supera qualquer reality show, pode-se inferir algo sobre a personalidade de ambos.

O corruptor tem desprezo pelo corrupto. Olha-o de cima para baixo, trata-o pelo primeiro nome ou pelo diminutivo, ignora a liturgia, marca local, dia e hora da visita ou chega sem avisar —claro, se é ele quem paga as contas, presta-se gostosamente aos achaques e compra políticos como se fossem bananas. O corruptor vai às compras com uma longa lista: transferências de fundos públicos, medidas provisórias, primazia em concorrências, isenção de impostos, empréstimos em bancos oficiais. O corrupto avia esses pedidos e, em troca, leva o seu. Mas o ganho do corrupto é pinto se comparado ao do corruptor.

Desprezado pelo corruptor, só resta ao corrupto, em troca, nos desprezar.

Por: Ruy Castro
Escritor e jornalista
Um dos maiores biógrafos nacionais
Na folha às segundas, quartas, sextas e sábado

Aécio, já terminou sua carreira?

Veja publica matéria sobre o fim de Aécio Neves.

A fotografia é da própria revista Veja e revela o homem completamente desorientado segundos após ler o site de notícias em seu smartphone e saber que foi gravado por Joesley Batista (JBS).

Isso mesmo. Quem diria? A revista Veja publicando notícia diferente daquelas mentiras sobre Lula, Dilma e o PT.

E a intenção desta matéria que publicamos agora é justamente alertar sobre este feito da Veja que é quase inédito na opinião daqueles que, como nós do UrbsMagna, adquiriram o hábito de passar longe de suas publicações caluniosas.
Podem ir lá conferir. Chega a causar frisson. Mas está lá, infelizmente, porque ela não poderia ficar de fora do mundo das notícias bombásticas que todas as mídias sonham.
O senador foi afastado pelo STF, o presidente do PSDB, licenciado e o cidadão, impedido de deixar o Brasil. Aécio Neves, está vivendo o pior momento político de sua carreira – quem sabe, o último.
Seu auge como homem público foi em 2014, quando consagrou-se com 51 milhões de votos contra a vitoriosa Dilma Rousseff nas eleições para Presidente. Foi também governador de Minas duas vezes, deputado federal e secretário de seu avô, o corretíssimo Tancredo Neves.
Seus primo e irmã foram presos, mas ele só não foi parar também na prisão porque tem foro privilegiado. Fazer o quê? Aqui é o Brasil mesmo, né? Bem que Edson Fachin gostaria.
Diz-se que Aécio está emocionalmente abaladíssimo, chorando a todo o tempo, bebendo muito e buscando seus avogados insistentemente, além de se manter isolado até mesmo de pessoas próximas e evitar ligações telefônicas.

Lula denuncia Moro e a mídia a todo o planeta

Posted in BRASIL, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL, Sérgio Moro e Lula, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 12 de maio de 2017

A perseguição política a Lula na Operação Lava Jato e sua espetacularização na mídia são denunciadas ao mundo sem que Moro se dê conta do feitiço contra o feiticeiro.

Luiz Inácio Lula da Silva utiliza a oportunidade dada por Sérgio Moro ao final do depoimento no prédio da Justiça Federal em Curitiba para acusar o próprio Juiz e grande parte da mídia nacional (em especial a Globo) de serem copartidários em sua perseguição política que agora toma rumo acelerado visando a campanha presidencial de 2018.

Sem saber, Moro deu ao ex-presidente um grande trunfo para a produção de um vídeo de acusação que certamente viralizará por todos os países do mundo no que se refere às agressões morais que tem sofrido nos últimos anos, ensejo que foi sabiamente (“naturalmente” soa melhor) aproveitado por Lula que se utilizou de toda sua destreza na organização dos argumentos, inclusive interrompendo a fala do magistrado.

Confira:

Lula advertiu Moro: “os ataques ao senhor vão ser muito mais fortes…

Posted in BRASIL, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL, Sérgio Moro e Lula, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 12 de maio de 2017

Globo News: Reforma é para enriquecer empresários, diz advogado trabalhista

Posted in #FORATEMER, BRASIL, Fora Temer, POLÍTICA by dibarbosa on 1 de maio de 2017

As ingênuas repórteres do Globo News não conseguiram conter as palavras do advogado trabalhista Sérgio Batalha e todos assistiram sua explanação sobre os reais interesses da reforma anunciada pelo desgoverno de Michel Temer.

O governo omite a íntegra do texto da reforma

altamiroborgesblogspot.com

“Eu acho que por uma questão política, certamente porque as medidas são polêmicas, o governo não abre efetivamente os detalhes da medida” disse Batalha.
“O que se disse, genericamente, eu achei, sinceramente, pouco. Não foi informativo. Poderia haver a ultrapassagem até 12 horas num dia. Hoje em dia a CLT limita em 2 horas com pagamento de horas extras. Na prática já havia, eventualmente, a possibilidade do trabalho em 12 horas em circunstâncias excepcionais com pagamento de horas extras.” continuou o advogado trabalhista.

Parte do empresariado quer a redução dos direitos trabalhistas

controvérsia.com

“Eu não vejo nisso uma grande mudança. Essa possibilidade da compensação de jornada dentro da semana também já há a previsão do banco de horas. Há um clamor de uma parte do empresariado (também vamos ser objetivos) para a redução dos direitos trabalhistas mesmo. Quer dizer: o que se quer efetivamente é cortar ‘custos da mão-de-obra’. É isso que uma parte do empresariado trabalhista, é o que parece – uma parte do governo, pretende.” enfatizou Sérgio Batalha sem deixar brechas para que as jornalistas o interrompessem.

A livre negociação vai suprimir alguns direitos previstos em lei

outraspalavras.net

“Só que pelo problema político que isso cria não se diz claramente o que se quer. Então você anuncia, vamos dizer assim, meias medidas ou intenções genéricas… Essa questão da livre negociação também é uma questão… que ela existe, mas o que está se dizendo agora é essa livre negociação que vai poder suprimir alguns direitos previstos em lei” afirmou  Batalha sem se importar em dizer a verdade.

 

A ressurreição de LULA

“Se todos são iguais, então Lula é melhor” – postou um blogueirinho da Veja ao resumir o pensamento do povo

A menos de 10 dias do depoimento a Moro, Lula dispara em pesquisa do DataFolha com mais de 30% das intenções de voto.
Pessoas de mais de 170 municípios brasileiros determinaram o percentual, que tem margem de erro de 2 pontos para mais ou para menos.
Segundo um blogueiro da revista Veja, isso está sendo possível graças a uma “direita xucra” que tem um “moralismo tacanho”, porque muitos cairão com a Lava Jato.
O povo percebeu que “Constituição, leis, instituições, códigos e normas valem menos do que uma ficha de orelhão” – palavras do blogueirinho.
“O populismo de direita, associado ao lava-jatismo, é que está minando a credibilidade da atual gestão e ressuscitando a esquerda. Afinal, conservadores que não buscam preservar nem as instituições hão de conservar o quê?” – mais palavras do blogueirinho.

 

Vote PRESIDENTE 2018

Posted in BRASIL, Eleições 2018, NEWS, POLÍTICA by dibarbosa on 29 de janeiro de 2017

Após votar agora, compartilhe e já saiba quem será o próximo Presidente do Brasil.

COMPARTILHE para ATINGIR o MAIOR NÚMERO DE PESSOAS.
Escolha o número do canditado na foto, vote marcando na caixa selecionada abaixo e depois compartilhe em um dos botões lá embaixo (facebook, whatsApp, etc…)

Início da votação DOMINGO 29/01/2017 às 17:50h

BOMBA! Você pode anular o impeachment que colocou o Brasil neste inferno

Isso mesmo. O golpe de Estado que arrancou Dilma Rousseff do Planalto, mulher honesta eleita com 54,5 milhões de votos do Planalto sem quaisquer crimes ou acusações, foi dado por um grupo seleto de bandidos de colarinho branco que sempre nos roubou, especialmente nas últimas décadas de crescimento comprovado, por puro prazer; por escárnio contra as classes mais pobres dos homens de bem.

Felizmente, a grande maioria dos brasileiros que apoiaram este golpe está, finalmente, abrindo os olhos e se arrependendo de ter ido às ruas em favor desta velharada ineleita, que se fez de santa com a ajuda da mídia, e que afunda o Brasil em desesperanças, tira sua credibilidade internacional e nos recheia com transtornos emocionais advindos de PECs, MPs, Privatizações e toda ordem de retrocessos incabíveis para uma nação imensa como a nossa.

Avançávamos rumo a tornarmo-nos uma superpotência, porque tudo dava muito certo. Era como se o dedo que faltava em Lula tivesse sido arrancado por Deus para sinalizar que o toque de Midas podia ser dado somente com o coração e a coragem. E justamente por tudo ter dado tão certo é que tudo começou a dar errado. Observem o histórico da balança comercial brasileira desde o ano de 1993 até hoje e tirem suas conclusões:

Balança Comercial Export Import Saldo Taxa de Cobertura
2016 169,307 126,025 43,282 134,34
2015 191,134 171,453  19,681 114,79
2014 225,101 229,060 -3,959 98,27
2013 242,178 239,617  2,561 101,07
2012 242,468 223,142 19,438 108,71
2011 256,041 226,251 29,790 113,17
2010 201,916 181,638 20,278 111,16
2009 152,252 127,637 24,615 119,29
2008 197,953 173,148 24,805 114,33
2007 160,649 120,620 40,039 133,19
2006 137,807 91,350 46,457 150,86
2005 118,309 73,545 44,764 160,87
2004 96,475 62,779 33,696 153,67
2003 73,084 48,283 24,801 151,37
2002 60,141 47,048 13,093 127,83
2001 58,223 55,581 2,642 104,75
2000 55,086 55,783 -0,697 98,75
1999 48,011 49,272 -1,261 97,44
1998 51,120 57,594 -6,474 88,76
1997 52,990 61,347 -8,357 86,38
1996 47,747 53,301 -5,554 89,58
1995 46,506 49,664 -3,158 93,64
1994 43,545 33,105 10,440 131,54
1993 38,597 25,659 12,938 150,42

Após a destituição da presidente, seus advogados impetraram um Mandato de Segurança no STF – o Guardião da Constituição de 1988 – exigindo a anulação do impeachment que é ilegal e inconstitucional justamente porque ela foi eleita pelo voto popular e governou sem a ocorrência de crime de responsabilidade – a acusação de pedalada fiscal é uma ficção/romance jurídico.

Só que o STF sob o comando de Gilmar Mendes também fez parte do golpe e o Mandato foi engavetado com o fim de evitar seu julgamento no decorrer de um processo de tomada de poder que transcorreu na marra e, assim, não sujando as mãos dos juízes nem a Constituição Federal.

Devemos, pois, pressionar os 11 juízes do tribunal a se posicionarem contra o golpe e pela anulação do impeachment de Dilma Rousseff através da organização de comitês exigindo a anulação do impeachment e mobilizações nas ruas contra o STF de modo a sensibilizá-los com os direitos da classe trabalhadora.

Dilma entra para a História

Posted in BRASIL, IMPEACHMENT, POLÍTICA by dibarbosa on 29 de agosto de 2016

A MAIOR GUERREIRA DA HISTÓRIA POLÍTICA DO BRASIL NÃO ENTREGA O OURO DE MÃO BEIJADA 

Ouro!  Esse amarelo da Bandeira do Brasil representa as nossas riquezas minerais. E o impeachment, o que é? Numa definição direta, está sendo um golpe de políticos inelegíveis querendo esse tesouro imenso.

O mundo inteiro falando sobre a política do Brasil. Nós, brasileiros, seguimos segurando o fôlego. Lá fora, eles não fazem idéia de como é viver com a cidadania ameaçada. O estrangeiro se sente mais seguro neste quesito e estranha a nossa calma diante deste estupro da democracia.
Sim, porque o povo está calmo demais diante deste absurdo. O Brasil de Dilma Rousseff era muito melhor que o Brasil de Michel Temer e seu time de inelegíveis. E o povo está calmo demais diante desta manobra histórica, como se fosse possível uma incomunicabilidade neural  que favorece e viabiliza todo este teatro à vera. Porque é óbvio que tudo é uma estratégia diabolicamente parlamentar. Uma atividade circense e teatral que legitimam na cara dura. Mentem até que a mentira se torne verdade, pela insistencia. E tudo tem o apoio da classe média.
Isso mesmo, a classe média que odeia os trabalhadores. Sim!  A coisa é séria. Trilhões estão em jogo. Pois nesta terra,  tudo  o que se planta dá, como um dia relatou, ao rei português, o viajante Caminha. E nem precisa plantar, é só chegar e pegar, como farão os canadenses com nosso ouro paraense.  Lá tem um lugar com o ouro equivalente a cinco “Serras Peladas”. E leva quem paga mais aos corruptos… sempre assim, mas … vai ser assim pra sempre? Aqui tem tanta grana em jogo que se roubarem tudo em um só dia,  no dia seguinte tem mais. E a classe média quer privilégios sobre os pobres trabalhadores.
Estes, por sua vez, estão perdendo seus direitos conquistados nos últimos 13 anos. Já dizia Marilena Chauí sobre a classe média tradicional: “odeio!” Mas por que esse sentimento barato no coração? O que a levou a proferir tão traiçoeira sentença? Quando se é um cientista social, tem que existir engajamento. Qual sociólogo não ama as sociedades que estuda? Os pobres são sua principal fonte de teses e artigos. E agora, os queridinhos dos sociólogos, milhões deles, os beneficiários de programas sociais petistas estão ameaçados. E do outro lado dá pra sentir o ódio destilado por classes superiores em cada manifestação contra o PT.  Eles não suportam os pobres. Sentem calafrios nos shopping centers ao dividir uma mesa na praça de alimentação.
As classes políticas nacionais baseiam-se na riqueza material e, para piorar, ficou consolidado neste governo interino que pobre tem que ser dissecado até a quase morte. Foi para isso que quiseram impeachá-la. Pois que Dilma é inocente demais e permitiu que tudo isso acontecesse. Certamente, nada disso estaria acontecendo se ela tivesse se mantido impávida desde o começo. Se tivesse governado com braço forte, os golpistas não se criariam. Tanta coisa é possível de ser dita agora… ah!
ELA ENTRA PARA A HISTÓRIA COMO A ÚNICA MULHER QUE GOVERNOU O BRASIL E QUE FOI VITIMADA POR POLÍTICOS IMORAIS INELEGÍVEIS… porque o Brasil vale muito e que por este mesmo motivo tem políticos que não valem nada.

Mundo ainda é contra o golpe no Brasil.

Posted in BRASIL, IMPEACHMENT, POLÍTICA, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 21 de julho de 2016

Europa e resto do Mundo já desconfiavam da legitimidade do processo do impeachment sofrido por Dilma Rousseff.

Na América Latina, Bolívia, Equador, Cuba e Nicarágua condenaram a cassação do mandato de Dilma classificando-a como um golpe de Estado.

Relembrando:
Dilma, cassada, discursou na época de sua deposição afirmando que faria oposição ferrenha aos golpistas e à antimídia.
Lá fora, a OEA, juntamente com outros países europeus, disseram que investigariam a legitimidade de Temer e sua equipe.
Jornais do mundo inteiro anunciaram, incrédulos, o afastamento da presidente do PT.
Equador, Bolívia e Venezuela retiraram seus embaixadores no Brasil.
“Caiu a ficha”, no mundo inteiro, sobre o golpe dado à economia por políticos brasileiros que não agiam para o povo.
NESTE MOMENTO, A ESQUERDA RENASCE MAIS FORTE. AGUARDEMOS.

Tagged with: , , ,

O mundo está mudando – e voltando à era na qual o governo determina o que a população faz ou tem – assustadoramente!

Posted in GEOGRAFIA, MUNDO, POLÍTICA by dibarbosa on 25 de junho de 2016

by Dayse Alves Barbosa

Mundo MudandoDavid Cameron renuncia. A libra esterlina cai abruptamente! Resultado do plebiscito. Muito ruim para o partido trabalhista na Inglaterra. Muitos estão a favor da saída da Inglaterra da UE porque alegam que houve perdas devido ao socialismo que a participação no bloco europeu representava. Porém, essa volta à segregação pode gerar um efeito dominó. É incrível como o que acontece no Brasil hoje reflete esse pensamento… Para voltarmos de vez no tempo agora só mesmo se aquele candidato vencer naquele país…Hope not. Mas, não duvido. O movimento é forte …A massa é grande e cresce cada vez mais.

Tagged with: ,

Cai o Governo dos pobres, a ameaça inadmissível para os ricos e poderosos… segundo Luis Fernando Veríssimo

Posted in BRASIL, IMPEACHMENT, POLÍTICA by dibarbosa on 11 de maio de 2016

figura-luis-fernando-verissimoFoi o fim da ilusão que qualquer governo com pretensões sociais poderia conviver, em qualquer lugar do mundo, com os donos do dinheiro e uma plutocracia conservadora, sem que cedo ou tarde houvesse um conflito, e uma tentativa de aniquilamento da discrepância. Um governo para os pobres, mais do que um incômodo político para o conservadorismo dominante, era um mau exemplo, uma ameaça inadmissível para a fortaleza do poder real. Era preciso acabar com a ameaça e jogar sal em cima.

Gosto de imaginar a História como uma velha e pachorrenta senhora que tem o que nenhum de nós tem: tempo para pensar nas coisas e para julgar o que aconteceu com a sabedoria — bem, com a sabedoria das velhas senhoras. Nós vivemos atrás de um contexto maior que explique tudo mas estamos sempre esbarrando nos limites da nossa compreensão, nos perdendo nas paixões do momento presente. Nos falta a distância do momento. Nos falta a virtude madura da isenção. Enfim, nos falta tudo o que a História tem de sobra.

Uma das vantagens de pensar na História como uma pessoa é que podemos ampliar a fantasia e imaginá-la como uma interlocutora, misteriosamente acessível para um papo.

— Vamos fazer de conta que eu viajei no tempo e a encontrei nesta mesa de bar.
— A História não tem faz de conta, meu filho. A História é sempre real, doa a quem doer.
— Mas a gente vive ouvindo falar de revisões históricas…
— As revisões são a História se repensando, não se desmentindo. O que você quer?
— Eu queria falara com a senhora sobre o Brasil de 2016.
— Brasil, Brasil…
— PT. Lula. Impeachment.
— Ah, sim. Me lembrei agora. Faz tanto tempo…
— O que significou tudo aquilo?
— Foi o fim de uma ilusão. Pelo menos foi assim que eu cataloguei.
— Foi o fim da ilusão petista de mudar o Brasil?
— Mais, mais. Foi o fim da ilusão que qualquer governo com pretensões sociais poderia conviver, em qualquer lugar do mundo, com os donos do dinheiro e uma plutocracia conservadora, sem que cedo ou tarde houvesse um conflito, e uma tentativa de aniquilamento da discrepância. Um governo para os pobres, mais do que um incômodo político para o conservadorismo dominante, era um mau exemplo, uma ameaça inadmissível para a fortaleza do poder real. Era preciso acabar com a ameaça e jogar sal em cima. Era isso que estava acontecendo.

Um pouco surpreso com a eloquência da História, pensei em perguntar qual seria o resultado do impeachment. Me contive. Também não ousei pedir que ela consultasse seus arquivo e me dissesse se o Eduardo Cunha seria presidente do Brasil.

Eu não queria ouvir a resposta.

Exclusivo: o Pronunciamento proibido de Dilma

Posted in BRASIL, IMPEACHMENT, POLÍTICA by dibarbosa on 16 de abril de 2016

Uma armadilha democrática

Posted in BRASIL, ECONOMIA, OPINIÃO, POLÍTICA by dibarbosa on 8 de novembro de 2015

Especialistas internacionais tentam desvendar motivos da crise política brasileira.

08/11/2015 19:00 GMT


bandeiraAlgo que me envergonha muito é saber que temos cidadãos capazes, com integridade moral e dotados de suficiência intelectual para estarem à frente das principais decisões que tanto o Brasil necessita e, de forma quase covarde, são desarticulados e impedidos de formarem opinião social, no entanto sem perceber, pelo sistema atual que vigora através das mãos de políticos e mídia que tudo fazem para perpetuar seus domínios sobre a economia de toda a nação com fins claros de se beneficiarem financeiramente no maior espaço de tempo que conseguirem.
Pensamentos obscuros se tornam claros com esta notícia que me indigna: Juristas de Portugal, Alemanha e Brasil discutem a nossa crise atual, nos campos político e econômico, no 18° Congresso Internacional de Direito Constitucional do Instituto Brasiliense de Direito Público, onde abordam questões do sistema de governo e combate à corrupção, bem como vários outros temas. Do lado de cá participam representantes do STF e tucanos, dentre eles José Serra, que buscarão meios para a retomada de uma rota mais promissora para o país. Um dos juristas afirmou à imprensa que “a prova de que chegamos ao fundo do poço é o estado de não governabilidade que nos encontramos”.
Tenho a impressão que algo (novamente) está sendo armado para interceder e atrapalhar essa dita governabilidade e, se realmente há tal articulação, isso muito me preocupa porque dá evidências de que a irresponsabilidade de alguns é que pode nos conduzir para uma verdadeira tragédia econômica que será ainda mais vergonhosa perante o mundo. Justo nós que somos um país com fôlego e boa saúde mas com anti governantes que sabotam tudo o tempo todo de olho nas riquezas infinitas.
Boa parte de nosso povo tem pleno conhecimento dos fatos ocorridos a partir da derrota de Aécio Neves. Não se trabalha mais noutra coisa senão na tentativa de cavar uma armadilha democrática contra a dita governabilidade.
cropped-logo-novo-urbsmagna100.pngCURTIR NO FACEBOOK
Clique na Imagem abaixo

Brasil de Enéas teria sido potência nº1 do mundo

Posted in BRASIL, ECONOMIA, POLÍTICA, TECNOLOGIA by dibarbosa on 1 de novembro de 2015

Em vídeo, Enéas falava sobre a pirataria na mineração aqui no Brasilenglish

Para saber do que ele falava, leia a matéria no fim da página

          Enéas foi um médico cardiologista, matemático, físico e político brasileiro fundador do extinto Partido de Reedificação da Ordem Nacional, o PRONA. Se candidatou por três vezes à Presidência da República nos anos de 1989, 1994 e 1998. Também se candidatou à prefeitura de São Paulo no ano 2000, mas em 2002 foi eleito Deputado Federal pelo estado de São Paulo com a quantidade recorde de 1.537.642 votos. Tornou-se muito famoso em todo o Brasil por seu bordão “Meu nome é Enéas!”.
Mas do que Enéas Ferreira Carneiro estava falando no vídeo? De um assunto que, até hoje, é evitado em todos os meios.  Leia, abaixo, a carta de um leitor a um jornal nordestino:

Somos grandes milionários bafejados pela natureza, todavia, ainda, não nos apercebemos disso. O nosso nióbio é um metal mais precioso do que o ouro, pois, sem ele, as ligas super-resistentes não existiriam para fabricar os foguetes interplanetários, satélites, turbinas para motores a jato, mísseis, centrais elétricas, superaços, armamento e outros produtos estratégicos modernos. O Brasil detém 98% de todo nióbio existente no planeta, ficando o Canadá com a mixaria de 2%. As maiores jazidas mundiais de nióbio, no Brasil, encontram-se no Amazonas (São Gabriel da Cachoeira) e Roraima (Raposa Serrado do Sol), sendo esse o real motivo da demarcação contínua da reserva Raposa, sem a presença do povo brasileiro não-índio para a total liberdade das ONGs internacionais e mineradoras estrangeiras. Há fortes indícios que a própria Funai esteja envolvida no contrabando do nióbio, usando índios para envio do minério à Guiana Inglesa, e dali aos EUA, Europa e Ásia. Quem dita os preços desse valoroso e estratégico minério é a atravessadora Inglaterra. O Brasil apenas assiste a banda passar. A maior reserva de nióbio do mundo, a do Morro dos Seis Lagos, em São Gabriel da Cachoeira (AM), é conhecida desde os anos 80, mas o governo federal nunca a explorou oficialmente, deixando assim o contrabando fluir livremente, num acordo entre a presidência da República e os países consumidores, oficializando assim o roubo de divisas do Brasil. Embora ricos em potencial, o nosso povo ainda passa sede e fome no Nordeste brasileiro. Que Deus nos assista!

Tagged with: , ,

Dilma – discurso na CUT sobre o golpe do impeachment

Posted in BRASIL, IMPEACHMENT, POLÍTICA by dibarbosa on 13 de outubro de 2015

cut dilmaO presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, negou mais cinco pedidos de impeachment que lhe foram entregues. Desde o começo do ano, já foram vinte e um pedidos e ainda faltam três para serem analisados. A pedido da oposição, Cunha estaria aguardando a inclusão de aditamento em um pedido de Hélio Bicudo com um novo elemento para sustentar o impeachment. Mas hoje, Cunha afirmou que se os aceitasse a oposição o derrubaria em uma semana. Enquanto isso, Dilma Rousseff, em tom de comemoração, discursou na CUT e os principais trechos foram publicados em sua conta da rede social Twitter. Confira:

Vivemos uma crise política séria, que se expressa na tentativa dos opositores ao nosso governo de fazer o terceiro turno.
Essa tentativa começou após as eleições. Agora, ela se expressa na busca incessante da oposição de encurtar seu caminho ao poder.
Querem chegar ao poder dando um golpe, com impedimento de um governo eleito pelo voto direto de 54 milhões de pessoas.
O q era inconformismo por terem perdido a eleição transformou-se em desejo de retrocesso e ruptura institucional, em golpismo.
O golpe que os inconformados querem cometer é, mais uma vez, e como sempre, contra o povo. Mas podem ter ctz: não vão conseguir.
Quem tem força moral, reputação ilibada e biografia limpa suficientes para atacar a minha honra?
Lutarei para defender o mandato que me foi concedido pelo voto popular, pela democracia e por nosso projeto de desenvolvimento.
Sou presidenta pq fui eleita pelo povo, em eleições lícitas. Tenho a legitimidade das urnas, q me protege e a qual tenho o dever de proteger.
Sou presidenta p/ dar continuidade ao processo de emancipação do nosso povo da pobreza e da exclusão (…)
(…) e p/ fazer do Brasil uma nação de oportunidades para todas e todos.
A hora é de unir forças. A hora é de arregaçar as mangas e combater o pessimismo e a intriga política.
Quem quiser dialogar, construir a paz política, construir o futuro, terá meu governo como parceiro.
Acerta a CUT quando diz, no lema do , direito não se reduz, se amplia. Permito-me acrescentar q democracia não se reduz, se amplia.

 

Não haverá impeachment, diz homem envolvido na queda de Collor

Posted in BRASIL, IMPEACHMENT, POLÍTICA by dibarbosa on 7 de outubro de 2015

marcelloMarcello Lavenère, o advogado que entregou o pedido de impeachment de Fernando Collor ao presidente da Câmara na época, Ibsen Pinheiro, avalia que o momento atual contra Dilma Rousseff não tem embasamento suficiente  para alavancar sua saída do Governo.

No ano de 1992, Marcello Lavenère entregou o pedido que resultou na saída do então presidente da república Fernando Collor. Mas ele disse que o cenário atual é bem diferente do ocorrido naquele ano. E que os mais de dez pedidos de impeachment que Eduardo Cunha recebeu não terão fundamentação porque não há denúncias consistentes, nem comprovação do envolvimento direto de Dilma nos citados esquemas de corrupção.

O advogado ex-presidente da OAB está de acordo com os líderes do governo que acusam a oposição de uma tentativa de golpe que se iniciou antes de Dilma tomar posse, quando já se dizia que ela sofreria um impeachment. Já no caso de Fernando Collor, foi seu irmão quem o acusou diretamente de ser o chefe de um esquema nacional de corrupção numa acusação pública, direta e consistente contra o presidente do Brasil, muito diferente do que ocorre hoje, pois as acusações não são endereçadas à Rousseff, mas ao seu partido. Quanto ao dinheiro para a campanha de Dilma, Lavenère diz que foi o tesoureiro dela quem o recebeu e não a Presidente.  Leia os principais pensamentos de Marcello Lavenère:

“Impeachment é um processo penal constitucional que não se procede quando da falta de prestígio, de governo fraco, de crise na economia, de dólar alto, de orçamento deficitário, o que não se resolvem nas instâncias políticas do parlamento. Além disso, há uma enorme quantidade de juristas respeitados que dizem não haver possibilidade jurídica ou técnica para impeachment. Novamente no caso de Collor, o Congresso fez uma CPMI para apurar se ele tinha envolvimento e, quando veio o relatório, concluiu-se pela necessidade de um processo de impeachment, o que foi apoiado por praticamente a totalidade das entidades da sociedade. Quem organizou? Ninguém. A orquestra tocou afinada sem maestro.

A oposição alega que o impeachment é um processo político, mas ter uma base parlamentar fraca não é motivo. Nem contas rejeitadas pelo TCU. Não está previsto na Constituição, assim como as contas da campanha rejeitadas. O processo de impeachment é um processo penal constitucional, não é político de oposição. Aplica uma pena e só pode ser aprovado se provar que o acusado cometeu algum dos crimes que estão previstos na Constituição. Por mais que a oposição pretenda desgastar o governo, e parece que é essa a intenção, nem mesmo eles parecem ter muita convicção de que esse processo vá adiante. Não tenho nenhuma vinculação política nem nada, mas vejo que o que acontece no nosso país atualmente é uma insatisfação de quem perdeu as eleições por pouco.

Em setembro, o governo obteve uma vitória no Congresso em que foram mantidos 26 vetos da presidente. Para isso, precisou ter maioria na Câmara, que é o corpo político que estaria contra o governo. Mas é uma evidência de que o governo não está assim tão enfraquecido, porque conseguiu manter esses vetos. Não vejo, no momento, clima político para o pedido de impeachment prosperar, porque o governo mantém sua base a trancos e barrancos, mas mantém. E existe uma preocupação de desestabilizar um governo legalmente eleito. Preocupação de invalidar o resultado das eleições. Eu acho que, neste caso, sim, significa uma tentativa de golpe. Já se falava em impeachment antes das eleições. Trinta dias depois, um partido político encomendou um parecer de um grande jurista de São Paulo de mentalidade muito conservadora. Essa articulação dos partidos de oposição, movidos pela insatisfação e pelo chororô de quem perdeu eleição, a mim tem cheiro de golpe, sim.

Quanto ao escândalo da Petrobras, qualquer partido que tenha dado motivos de ser investigado, deve ser investigado. Pode ser PT, PP ou PSDB. Se a presidente der motivos amanhã para que haja um impeachment contra ela, eu vou dizer que está provado que ela fez algo que justifica. O presidente da República em 1992 tinha uma base parlamentar, mas seu partido não era forte. O Collor foi eleito com base no prestígio pessoal dele, de caçador de marajás. O Congresso apoiava o presidente por ele ter sido eleito democraticamente e por tentar modernizar a economia brasileira. Os dois primeiros anos do Collor não foram de isolamento parlamentar. A situação começou a mudar quando começaram a surgir evidências em relação a ele. Não havia uma predisposição contra ele. Agora, no entanto, há uma predisposição de boa parte do Congresso contra Dilma, de, a qualquer título, arranjar um motivo para tirá-la.

Em se tratando das novas denúncias envolvendo Collor na operação lava-jato, confesso que não as esperava. Ele passou um tempo afastado da política e depois retornou em Alagoas, onde tem indiscutivelmente um prestígio grande. Não me surpreendeu porque sabemos que qualquer pessoa pode cometer um delito e ele já tinha cometido antes. Mas eu esperava que ele pudesse recuperar sua vida política sem reincidir. Mudanças na legislação são necessárias para combater a corrupção que se tornou crônica. A principal mudança é tirar o dinheiro das empresas das campanhas eleitorais. A sociedade brasileira não suporta mais isso. Os empresários também não suportam ter de dar dinheiro para um lado e depois para o outro, sendo achacados pelos candidatos.”

Quem pede INTERVENÇÃO MILITAR não sabe o que é DEMOCRACIA tampouco o que foi DITADURA

Posted in BRASIL, DIREITOS HUMANOS, ELEIÇÕES 2014, HISTÓRIA, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL by dibarbosa on 24 de agosto de 2015

Assista ao vídeo no fim da matéria.

ditadura-torturaEm meio à grave crise econômica do Brasil, acarretada especificamente por uma crise político-moral sem precedentes, alguns de nossos compatriotas se desesperam e partem para as ruas pedindo soluções imediatas contra o Governo de Dilma Rousseff e seu partido, o PT.  As últimas eleições presidenciais de 2014, bem como as operações da Polícia Federal que objetivam levar os atos de corrupção de importantes figuras políticas (eleitas por nós mesmos) à tona de um lamaçal sem fim, dividiram as opiniões de Norte a Sul. Nas várias facetas que as manifestações revelaram, encontramos pedidos de socorro exageradamente infundados e inexplicáveis como, por exemplo, o desejo de uma intervenção militar.

Certamente, há muita falta de conhecimento histórico-político brasileiro. Pronto, resumidamente é isso! Pois quem deseja isso, o deseja embasado em números manipulados que, na ocasião, favoreceu uma cúpula restrita e impenetrável. Quem deseja isso, nunca soube o “que aconteceu, como, onde, por que e a mando de quem“, como bem resumiu um colunista de um jornal de renome nacional. Durante 21 anos, o regime ditatorial instaurado em 1964 pelo Estado violou sistematica, generalizada e gravemente os direitos humanos de milhares de brasileiros opositores ao militarismo, o que culminou com sua repressão e eliminação.  Sim, muitos desapareceram e jamais foram encontrados. Pesquisem. As flores que vocês colheram nasceram das terras férteis aradas por muita gente que se foi lutando para que estas se deixassem colher um dia. Nem tudo sempre foi tão belo como vocês encontraram.

Em dezembro de 2014 a Comissão Nacional da Verdade (CNV) publicou um relatório  definitivo com suas conclusões sobre aquela política de Estado assassina concebida e implementada a partir de decisões emanadas da presidência da República e dos ministérios militares. Volto a repetir: pesquisem, está tudo lá para ser pesquisado. E compartilhem, porque isso deve se tornar público para que a dimensão dos excessos praticados pelas Forças Armadas do passado recente seja compreendida pelos jovens de hoje como uma quebra institucional e violação gravíssima de DH, além de fortalecer nossa democracia a qual foi conquistada com o sangue de nossos irmãos ceifados por este negro episódio e exigir mudanças que possam reverter legados autoritários que ainda permeiam algumas instituições Brasil afora. Pesquisem, está tudo lá.

%d blogueiros gostam disto: