Urbs Magna

Não há uma vida profissional e outra pessoal; só há uma vida

Posted in FILOSOFIA, OPINIÃO, PENSAMENTO, VIVER com QUALIDADE by dibarbosa on 26 de maio de 2016

Esta é uma verdade óbvia tida como uma grande descoberta dos últimos anos, a qual vem sendo estimulada por filosofias com origem no hinduísmo.working-mom_2513251b

Avida tem que ser um prazer intenso e prolongado. Esta é uma das máximas em aplicabilidade pelo tantrismo – movimento filosófico e ritualístico que reúne sexualidade e realização espiritual através de metáforas ou simbolismos e até mesmo práticas orgiásticas. Mas, puta merda, sabemos que isso é deveras radical e insano para ser implementado em uma sociedade como a nossa que busca constantemente por equilíbrio fundamentado na moral coletiva. Então vamos nos ater à busca pela felicidade que a máxima sugere por meios menos drásticos; por prazeres menos físicos como os associados ao bem estar… tão somente. E pensando bem, só um louco pensaria diferente. Paz! Resumidamente é isso o que quero dizer e que está sutilmente implícito sob o título acima.
Imagine ter que administrar duas personalidades de seu Ego tendo que assumir posturas em desencontro com a natureza de seus reais e naturais movimentos psíquicos bem como em desarmonia com suas paixões. As pessoas mais felizes são as que conseguem conciliar suas “duas vidas” sintetizando-as em tão somente uma. Para isso, o comportamento do ser humano tem que estar em pleno desenvolvimento ao conscientizar-se de que a felicidade não é apenas material. Deve-se ter cuidado com o protótipo de cidadania que nos é vendido ainda no berço de nossa existência por um vigoroso sistema capitalista, do qual não discutirei sua nitescência ou demérito. E para que se promova tal evolutibilidade satisfatoriamente, devem-se ter inclusas a decência, a autovalorização e a inclusão social. Decência para que haja coerência, autovalorização para se provar do sabor do merecimento e inclusão social em se tratando dos muitos companheiros de trabalho que perambulam na nossa frente e a quem só chamamos de amigos nas redes da internet.
N
as empresas os funcionários vão trabalhar insatisfeitos porque são desvalorizados, apesar de, a todo tempo, elas desenvolverem novas formas de filosofia comportamental, como gestão disso e gestão daquilo, mas parece que os resultados não são lá estas coisas. A prática conscienciosa daquilo que se lê no método é inaplicável em detrimento da realidade de uma organização em crise, especialmente quando situam-se sob o jugo de líderes amorais e antiéticos. Contudo, o mundo não pode parar e as pessoas não podem se sentir desmotivadas. É verdade que constantemente necessitamos de novos modelos de boa gestão, bem como de inspiração para empreender, criar, desenvolver, crescer. Para isso, os líderes de fato têm que ser selecionados e bem orientados – ou vice-versa – para este encargo diferenciado, e ponto final, não sendo tolerados aqueles com resquícios de desvios de personalidade ou que tenham aspirações cegantes. Porém é bastante difícil de encontrá-los e suas vagas acabam sendo preenchidas por qualquer um.
Apesar disso, com todas as dificuldades supracitadas, os funcionários de uma empresa precisam sair de seus inconscientes e valorizar-se uns aos outros e a si próprios; sair de dentro do casulo e passar a interagir com a realidade. Mas isso deve acontecer verdadeiramente de dentro para fora de cada indivíduo desta coletividade para que não haja a necessidade de alguém ter que motivá-los de forma prepotente e exaustiva. Por outro lado, se há aquele abençoado que esteja acima de qualquer suspeita, que possua habilidades promissoras, que consegue agradar a todos, tudo bem, melhor ainda. Mas na maioria das vezes estamos sozinhos.  Nem sempre conseguimos um elogio ou um impulso reconfortante. Por isso, você pode destacar-se bastante se der o pontapé inicial dentro do seu grupo. Lembre-se que a vida é uma só, mesmo que ela contenha uma abrangência de camadas distintas dentro de um mesmo momento. Você não tem que representar papéis diferenciados por isso, apenas coordenar tais camadas para não perder o controle. E para que haja algum conforto fluindo de coisas absolutamente distintas, você deve associá-las de uma forma positiva.
 
Portanto, não há uma vida profissional e outra pessoal porque só há uma vida. Se você seguir estas orientações, seus objetivos decerto serão alcançados com mais velocidade e satisfação até mesmo para quem te acompanhar no decurso desta maravilhosa experiência. Parabéns.

Tagged with: ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: