Urbs Magna

Brazil Update: reinicialização para instalação de atualizações políticas importantes

Posted in BRASIL, OPINIÃO, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL, VERGONHA DE SER BRASILEIRO by dibarbosa on 17 de março de 2015

updateApós as manifestações de 15 de março, uma reflexão mais aprofundada do que está acontecendo no país.

         Está muito claro para muita gente, mas infelizmente o Brasil está repleto de “midiotas”, ou seja, pessoas que sofrem de inépcia e compõem a platéia manipulada pela grande mídia nacional. Tais corações imaturos batem no ritmo dos acontecimentos e desconhecem que suas próprias culturas também os envolvem em corrupção até a alma. Obviamente, uma boa parcela da população que dá a cara para bater em manifestações populares tem engajamento suficiente para, ao invés de naufragar na grande loucura das massas que temos visto nos últimos meses, organizarem-se e empenharem-se diligentemente em projetos de mudanças que urgem há tempos.

          Não estou defendendo um lado nem outro nem ninguém. Penso que quaisquer equipes governamentais que atuarem em nossa nação estarão fadadas a receber nossa omissão de presente, o que sempre os encorajará ao pecado capital, enquanto nos faltar embasamento político. Me digam: quem está organizando um movimento mais direcionado à soluções, resultados positivos? Aqueles que entendem do assunto são carentes do sentimento humanitário que os afundam na inércia de seus comodismos. Quem está nas ruas protestando quer é se dar bem sem ninguém para atrapalhar. Não querem a comunhão e o igualitarismo salarial; distribuição de renda. Querem crescer economicamente mas individualmente. Infelizmente todos os absurdos registrados pela imprensa e comentados no mundo inteiro são fatos que se perpetuarão enquanto nossos passos não forem dados na seguinte ordem: Reforma na Educação, Reforma  Política e, finalmente, Reforma Constitucional.

          Não há um lado certo e um errado. Ninguém está totalmente certo ou totalmente errado.  Impeachment não resolverá nada como o do passado também não resolveu. Outros problemas surgirão com outros políticos substitutos pois o problema não são apenas eles. Enquanto nosso foco não mudar; enquanto as pessoas certas estiverem dispersas pelo país quando poderiam se unir e atuar na política nacional, nenhuma mobilização de insatisfação será suficiente. O problema está na raiz. Não foi à toa que “The Guardian”, “Forbes”, “The New York Times”, destacadamente dentre outros, publicaram suas opiniões conforme lemos depois das manifestações. O Brasil necessita de um bom programa anti malware; anti vírus. Tem que ser resetado. Formatado. Reiniciado e operado por mãos talentosas. Precisa de bons programas de atualização de desempenho.

          As marchas nas ruas apenas demonstram indignação e insatisfação. Só barulho. Nenhuma idéia. Uma palhaçada total. Volta da ditadura, blah! Querem também a volta da inflação a oitenta por cento ao mês? A volta da mortalidade infantil? A redução do IDH? A redução do PIB nacional? E etc, etc. A quem isso beneficiará? Qual classe social predominará com uma intervenção militar?  Milhares foram às ruas em 15 de março, mas certamente muitos milhões de brasileiros sequer têm uma opinião formada sobre tudo isso. Por quê? Porque nunca o Brasil esteve tão transparente. Todos se revoltam com a burguesia corrupta. Eu disse burguesia corrupta. Isso, sim, no fundo a classe menos favorecida acha, de fato, um tremendo absurdo.

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. dibarbosa said, on 19 de março de 2015 at 11:59 AM

    Republicou isso em brazilupdate.

    Curtir


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: