Urbs Magna

Enchendo linguiça com 50 tons de cinza

Posted in ARTE, CINEMA, Livros by dibarbosa on 25 de julho de 2014

Atualizado em 11 de março de 2015.


pageUma das maiores tendências mundiais dos últimos anos/meses/dias é pesquisar sobre o tema Cinquenta Tons De Cinza, seja filme ou seja livro. Mas será que isso dá sinais de que a obra, em sua versão literária, agradou tanto e a todos? 

Antes do lançamento do filme, o trailer foi visto milhões de vezes em uma marca bastante considerável. E se existe aquele que ainda não ouviu falar do livro que deu origem ao filme, vou apresentá-lo. Cinquenta Tons De Cinza é um best seller. O primeiro livro de uma trilogia (1 – Cinquenta Tons de Cinza (2011) 2 – Cinquenta Tons mais Escuros (2012) 3 – Cinquenta Tons de Liberdade (2012)) que vendeu mais de 70 milhões de cópias em mais de 50 países. Com enredo erótico, foi originalmente lançado na Inglaterra com o título de Fifty Shades Of Gray e foi escrito por Erika Leonard James. No Brasil, foi lançado pela Editora Intrínseca. O livro Cinquenta Tons de Cinza se tornou o romance britânico mais vendido de todos os tempos com 5,3 milhões de cópias vendidas no Reino Unido e quase 20 milhões no mundo todo. Em 2012, a autora E. L. James foi considerada pela revista Time umas das 100 pessoas mais influentes do mundo. 

A adaptação do fenômeno literário Fifty Shades of Grey foi dirigida pelo cineasta Sam Taylor-Johnson que teve a tarefa de transportar as relações amorosas complexas, emoção e química sexual dos personagens do livro para a tela. A história centra-se sobre a vida de um bilionário de 27 anos, Christian Grey, e da estudante universitária Anastasia Steele, que se entrega às práticas de dominação e submissão a que ele é viciado. O filme estreou no mês de fevereiro de 2015, mas os produtores e colaboradores, de olho nas grandes cifras que a versão de papel foi capaz de produzir, começam a incrementar trailers antecipadamente para aguçar cada vez mais a curiosidade do espectador com a intenção de entupir as salas de cinema de todo o planeta Terra. E parece que está sendo uma tarefa fácil como encher linguiça e vender o que já está vendido, mesmo se a película, como geralmente acontece, não conseguir transpor a substancialidade original de Erika Leonard James. 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: