Urbs Magna

Guia da longevidade: 10 hábitos para viver mais

Posted in ALIMENTAÇÃO, SAÚDE, VIVER com QUALIDADE by dibarbosa on 21 de julho de 2014
© REUTERS Lucy Nicholson

doutor-vertMédico americano recomenda, em seu novo livro, adotar uma série de hábitos simples em nosso dia-a-dia, o que nos permitirá viver mais e melhor.

A princípio, os propósitos para levar uma vida mais saudável nos levam a pensar em trocar a dieta alimentar, fazer esportes diários ou parar de fumar (para quem ainda fuma). Mas existem outros tipos de hábitos que podem ser determinantes para aumentar consideravelmente nossa qualidade de vida e viver mais. Neste sentido, de acordo com publicação na revista ‘Kirkus’, o doutor David B. Agus (Baltimore, 1965), um dos oncólogos mais prestigiados do mundo, revela seu guia para a longevidade com dez prodigiosos hábitos para incluir em nossa rotina, sem esforço adicional:

1. Despir-se frente ao espelho. Dar uma olhada no nosso corpo por um bom tempo para ver o que mudou nele pode ser a melhor maneira de combater alguma doença. Observar-se no espelho pode resultar na detecção precoce de um tumor maligno ou de outras condições, aumentando exponencialmente as chances de ser tratado com sucesso. Gaste cinco minutos, por exemplo, a cada mês para explorar o seu corpo (incluindo cabelos, unhas e boca). Isso pode salvar a sua vida.

2. Recuse passar por scanners nos aeroportos. Os scanners corporais entraram em uso pela primeira vez na Europa no aeroporto de Amesterdam em 2007 mas a União Europeia não aprovou seu uso até 2011. Ainda não há nenhuma certeza do ponto de vista científico, mas esses dispositivos podem representar um risco para a saúde. Por via das dúvidas você pode se recusar a passar por esta verificação de segurança optando pelo modo convencional e, assim, evitar uma radiação desnecessária.

3. Imponha uma rotina ao corpo e seja constante. O corpo humano é projetado para a previsibilidade. Se você impor uma rotina diária, particularmente em relação ao sono e às refeições, será a melhor maneira de manter o corpo equilibrado e reduzir o estresse que muitas vezes é a principal fonte de muitas doenças graves. Procure comer sempre em horários estipulados previamente e siga à risca.

4. Uma aspirina por dia e adeus doenças! A aspirina é um elixir barato que não necessita de receita médica.Numerosos estudos demonstraram que o consumo diário de doses baixas de aspirina (75 miligramas) reduz substancialmente o risco de doença cardiovascular, evita a ocorrência de câncer de pulmão, do cólon ou da próstata. No entanto, é recomendado não tomar aspirina diariamente sem a avaliação de um médico pois a droga tem efeitos colaterais, o que pode ser prejudicial para algumas pessoas.

5. Cafeína: um aliado Saudável. Está cientificamente comprovado que o consumo moderado de cafeína a partir de fontes naturais, tais como o café e o chá, é benéfico para a saúde. Embora os pesquisadores tenham vinculado no passado a ingestão de cafeína a doenças cardíacas, hipertensão, osteoporose e câncer, estudos posteriores comprovaram o contrário. No entanto, é bom reduzir o consumo de cafeína durante a tarde, em especial após às 14:00 horas, pois o corpo precisa de tempo para processar a cafeína e não interferir no sono.

6. Manter uma boa postura. Uma postura correta ao caminhar é essencial para evitar problemas de saúde. A postura incorreta pode causar dor no pescoço e costas, além de acarretar dores de cabeça, artrite, má circulação, dores musculares, prisão de ventre e dificuldade nas articulações. Ainda, a postura também afeta o nosso estado emocional: Com uma coluna ereta qualquer um pode parecer mais jovem, mais magro e mais confiante.

7. Previna-se contra as gripes.  Se você não é contra as vacinas contra a gripe, vá em frente e vacine-se. Do contrário, previna-se o máximo que puder com uma alimentação objetivamente focada em evitar as gripes e resfriados. Quando você padece destes males, seu corpo parece estar vivendo uma tempestade inflamatória que pode até mesmo envolver outros problemas de saúde, como obesidade, ataques cardíacos, acidente vascular cerebral e câncer.

8. Tenha um animal de estimação. De acordo com vários estudos, as pessoas que têm animais de estimação, principalmente cães, tendem a ser mais felizes. No entanto, os benefícios de saúde de ter um bichinho podem ir além do meramente psicológico. Possuir um cão, por exemplo, exige a reserva de um horário relativamente constante e rotineiro.E seguir uma programação regular é essencial para a saúde.

9. Não ande descalço, mas não use saltos. A inflamação é uma resposta biológica natural a estímulos nocivos, mas quando se torna crônica, torna-se destrutiva. Andar descalço ou com sapatos de salto alto provocam inflamações desnecessárias nos pés que podem ter impacto em todo o corpo. O objetivo é reduzir a inflamação geral e liberar a carga das articulações e região lombar. O melhor jeito de fazer isso é colocar um par de sapatos confortáveis. Tais inflamações têm sido associadas a algumas das doenças degenerativas das mais problemáticos que temos hoje, incluindo doenças do coração, doença de Alzheimer, câncer, doenças auto-imunes, diabetes e o envelhecimento precoce.

10. Tenha uma boa higiene. Até hoje nós temos uma tendência a banalizar o simples ato de lavar as mãos quando deveríamos ter este hábito no topo das nossas prioridades. A redução de doenças infecciosas está mais fortemente ligada à adoção de hábitos de higiene.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: