Urbs Magna

O Brasil é uma piada

travel_03_1_temp-1387891461-52b98b05-620x348

Se você ainda não sente VERGONHA DE SER BRASILEIRO, leia isso:

O Brasil é a piada do momento em toda a face da Terra

O mundo inteiro está contando piada de brasileiro e você nem sabe. Os brasileiros, em sua grande maioria, se acham os donos do pedaço quando na verdade são burlescos e uma grande vergonha mundial, especialmente após as últimas manchetes a respeito da nossa corrupção, da Copa de 2014 e das Olimpíadas 2016. 

E não é só pelo motivo da Copa, da corrupção ou das Olimpíadas. É pela própria tradição da desordem do país. Que o país deu um grande salto em sua economia é fato, mas a tradição mundial ainda nos posiciona no Terceiro Mundo. Pertencemos ao BRICS (Brasil-Rússia-Índia-China-África do Sul), que é o grupo de países emergentes. Até a China que se tornou recentemente a número um em exportações mundiais ainda é emergente. E ser um país emergente não significa ter todos os problemas internos solucionados. Os países emergentes ainda estão distantes das melhores colocações mundiais do IDH. Por mais que tenhamos alcançado boas colocações em alguns setores de desenvolvimento, ainda temos uma infra-estrutura frágil. E para complicar o brasileiro é, por natureza, desorientado nas questões políticas. Quer um exemplo? Com todas as manifestações que temos visto sabemos que há grande insatisfação popular que, propositalmente, coincide com o advento do Mundial de Futebol exatamente por estarmos assistindo a um dos maiores escândalos de corrupção sem que, ao menos, os corruptos tentem se esconder. Com tantas obras superfaturadas, com toda essa montanha de dinheiro investido em estádios de futebol luxuosos e inteligentes, o povo percebeu alguma coisa errada. Que todo esse volume financeiro não era necessário. Que tudo custou muito caro e por mais que tenha qualidade não justifica seu valor estratosférico. Não direi que o gigante acordou, mas algo o incomodou bastante. Mas basta que os Black Blocs dêem um tempo desaparecendo do cenário na hora nobre, dando a entender que “deu uma acalmada”, para todo mundo esquecer esse papo. Me pergunto: como é possível esquecer? A impressão que dá é que, no Brasil, ainda é possível subir em um palanque, dizer meia dúzia de palavras extraídas do Aurélio, incorporar um santo popular e esbravejar aos quatro ventos fingindo ser o salvador da humanidade para ser eleito democraticamente. Ora, o brasileiro mal sabe dos ministérios do Brasil, muito menos de seus ministros. A Voz do Brasil, um programa de rádio com obrigatoriedade de exibição diária e em cadeia, é ridicularizada pela turba verde e amarela ao passo que, nas universidades do país, é recomendada pelos professores mais respeitados exatamente por seu conteúdo abranger os fatos mais relevantes da política nacional. E o brasileiro, que sempre desligou o botão de seu “radinho” por décadas habituou-se a se alienar de tudo. Agora então, em vias de receber a internet popular de presente do governo do Brasil, o que é muito bom na medida em que as operadoras viabilizarem planos coerentes, o brasileiro terá a oportunidade de conhecer o mundo inteiro à partir de seu sofá. Pode ser até que ele descubra que o seu mundo particular já era muito bem conhecido lá no exterior sendo burlesco, um motivo de chacota internacional. Se aprender alguma língua estrangeira então, vai ler e saber que os nossos produtos com maiores volumes de exportação, e que nos fazem famosos em todo o Planeta, é jogador de futebol e prostituta. Certamente você vai se perguntar: “isso é alguma piada?” Precisa responder? Então veja este site.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: