Urbs Magna

A geração perdida da Síria

Posted in GEOGRAFIA, HISTÓRIA, MUNDO, OPINIÃO, POLÍTICA, SAÚDE, Síria, TENDÊNCIAS by dibarbosa on 9 de março de 2014

unicef ​​fotos

Foto premiada resume crise síria
Arábia SauditaInglêsEspanholAlemãoRusso
Adaptado do The Huffington Post  | por  Eleanor Goldberg
Enviada: 2014/03/06 06:05 EST Atualizado: 2014/03/06 18:59 EST
UNICEF escolhe Foto do Ano 2013: uma imagem assombrosa de uma criança síria ferida e sangrando. O objetivo é ressaltar o quão desesperadora é a situação dos novos refugiados.
Uol Afiliados - Cursos OnLine
Já se passaram quase três anos desde o início do grave conflito na Síria, como a foto acima, vencedora do concurso da UNICEF, vem reforçar a lembrança dos espectadores do mundo sobre as crianças envolvidas na crise. 

Capturada pelo fotógrafo de guerra sueco Niclas Hammarström, a imagem retrata uma garota chamada Dania, então com 11 anos, sendo confortada pelas mãos de seu irmão, após ser atingida por estilhaços enquanto brincava na rua em Aleppo. A expressão de Dania é estranhamente serena apesar do sangue espalhado por todo o rosto e roupas. É um lembrete austero de como esse tipo de violência e sofrimento tornou-se comum. Por isso, Daniela Schadt, da UNICEF na Alemanha, disse em um comunicado: “O olhar no rosto da menina é um apelo à comunidade internacional para reforçar os seus esforços diplomáticos e humanitários, a fim de evitar a perda de uma geração inteira de crianças.” Segundo a UNICEF, quase metade das crianças na Síria vive em um estado agudo de emergência, e poucas crianças estão livres dessa violência, que também as fazem perder algum membro da família. As crianças sírias correm o risco de se tornar uma “geração perdida”, uma vez que muitas delas estão sendo privadas de educação e outras necessidades básicas. Antes da crise começar em março de 2011, estima-se que 97% das crianças em idade escolar primária foram matriculadas nas escolas, quando as taxas de alfabetização superaram a média regional, de acordo com um relatório da UNICEF divulgado em dezembro passado. Agora, a partir desse mês, há 4,8 milhões de crianças em idade escolar dos quais 2,2 milhões delas estão fora das salas de aula e outras 500 mil são refugiadas.

“Eu tinha um sonho, mas ele foi surpreendido e levado pelos ventos daquele lugar”, diz Heba, uma moça de 17 anos de idade que vive no campo de refugiados Za’atari na Jordânia. “Meu sonho era ir para a universidade e estudar farmácia. Estava na minha mente e no meu coração, mas foi reduzido a cinzas.”

Defensores da Educação estão profundamente preocupados com o destino das crianças sírias cujas necessidades básicas não estão sendo atendidas. Malala Yousafzai, ativista que foi baleado na cabeça pelo Taliban agora trabalha para melhorar as oportunidades para as crianças sírias refugiadas. O Fundo Malala tem ajudado centenas de refugiados a cruzarem em direção à Jordânia. Malala se comprometeu a levantar mais de US $ 500 milhões para fornecer educação de 300.000 crianças sírias, e sua organização sem fins lucrativos é uma parceria com organizações da Jordânia e da Síria para desenvolver mais oportunidades educacionais. Um obstáculo que impede a melhoria da qualidade de vida das crianças é a falta de financiamento. Apenas 38 por cento dos US $ 3 bilhões necessários em 2013 para lidar com a educação, saúde e outras necessidades imediatas das crianças refugiadas haviam sido financiados a partir de agosto do ano passado, segundo dados divulgados pela ONU.

Dania, a menina da foto acima, foi levada para o hospital de Dar-al-Shifa e foi capaz de voltar para casa depois de ser tratada por alguns dias. O hospital foi destruído alguns meses mais tarde. É este ciclo de destruição que aumenta o medo e que vai causar danos irreparáveis ​​nas crianças da Síria. “Muitas crianças sírias estão crescendo sem educação, sem habilidades, marcadas tanto mental como fisicamente” disse Tom Koenigs, membro da diretoria do Comitê Nacional Alemão para a UNICEF. “No entanto, essas mesmas crianças são os professores, os médicos, os engenheiros e, acima de tudo, os pacificadores de amanhã, mas tudo vai depender de um futuro estável e pacífico que a região da Síria necessita imediatamente”.

8cc06aa947846dfc7071449392971fb5Copyright © 2014 UrbsMagna compartilhar facebook

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: