Urbs Magna

A dieta que reduz o colesterol ruim

Posted in ALIMENTAÇÃO, SAÚDE by dibarbosa on 3 de março de 2014

Publicado:03/03/2014 / Última atualização:20/09/2014

peixeCarne vermelha, enlatados, manteiga, doces e molhos industriais fazem parte de seu cardápio diário? Então não demore muito para fazer um exame de sangue e verificar o seu nível de colesterol. Talvez essa dieta rica em gorduras saturadas e trans, de modo desequilibrado, não faça você engordar (sorte sua), mas certamente contribuirá para o aumento do colesterol no seu sangue. Quando a quantidade de gordura necessária para o nosso corpo ultrapassa o limite, o excedente é depositado nas paredes das artérias, causando obstrução progressiva, o que aumenta o risco de sofrer um ataque cardíaco ou um acidente vascular cerebral. O colesterol alto e a hipertensão são os fatores principais de risco para doenças cardiovasculares. O colesterol é uma substância natural de gordura requerido para o funcionamento normal do corpo, mas em perspectiva. O que é popularmente conhecido como “mau” colesterol (LDL), que se deposita nas paredes das artérias formando placas, deve ser inferior a 100 mg/dl, e o “bom” (HDL) , o qual transporta o excesso de colesterol de volta para o fígado para ser destruído, deve estar acima de 35 mg/dl no caso dos homens e 40 mg / dl nas mulheres. Normalmente não se deve exceder 200 mg/dl de colesterol total (a soma de ambos os tipos). Atualmente, um em cada dois adultos no mundo tem este total acima dos níveis recomendados. O fígado produz 80% do nosso colesterol e os outros 20% ingerimos através dos alimentos. Portanto, a primeira intervenção que devemos realizar é uma grande mudança na dieta. Um período experimental de dois a três meses com uma dieta muito rigorosa e livre de gorduras saturadas é necessário. Se, apesar disso, as taxas de colesterol ruim ainda continuarem elevadas, o paciente deverá ser submetido a tratamento com medicamentos. Para controlar o mau colesterol é preciso fortalecer as dietas com frutas, legumes, peixes oleosos, carnes magras e nozes. Nozes são ricas em ômega 3. Deve-se optar por leite semi-desnatado ou desnatado, azeite de oliva para cozinhar e água para beber com mais frequência do que o habitual. Evitar álcool e bebidas açucaradas. No supermercado também pode ser encontrado o leite fortificado com ômega-3 (ácidos graxos associados à diminuição do risco de doença cardiovascular) ou esteróis vegetais (também encontrados em frutas e legumes, mas não o suficiente). Para que se obtenha um bom resultado o produto deve conter 1,6 gramas de esteróis vegetais, o consumo deve ser constante e a dieta deverá ser seguida de exercícios físicos. Mas consumir apenas esteróis não fará o colesterol baixar. O que se deve evitar quando as taxas de colesterol estiverem altas e passando dos limites, apesar de estarmos nos sentindo bem, são gorduras saturadas e açúcares adicionados. Cuidado com queijos e carnes gordas deverão ser observados. Eliminar produtos de pastelaria industrial, carnes gordas, manteigas, molhos comerciais, pré-cozidos, álcool, bebidas açucaradas e salgadinhos são um desafio necessário e aconselhável por todos os especialistas modernos. Quanto à forma de cozinhar, é aconselhável preparar alimentos grelhados, cozidos no microondas ou no vapor. Caso não haja uma diminuição do colesterol com esta mudança de dieta é porque, muito provavelmente, a pessoa sofre de hipercolesterolemia familiar, uma doença hereditária que causa níveis muito altos de colesterol nocivo desde o nascimento. Eles podem duplicar ou mesmo triplicar os valores considerados normais. Embora seja difícil de diagnosticar (apenas 20% dos portadores são devidamente diagnosticados e tratados) são sintomas que podem alertar sua presença (colesterol total maior que 300 mg/dl, hipercolesterolemia em primeiro grau ou infarto do miocárdio em uma idade jovem.

8cc06aa947846dfc7071449392971fb5Copyright © 2014 UrbsMagna

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: