Urbs Magna

Abate de bovinos foi o maior para um 1º trimestre na série histórica

Posted in ALIMENTAÇÃO, BRASIL, ECONOMIA, GEOGRAFIA by dibarbosa on 25 de junho de 2013

Abate de bovinos foi o maior para um 1º trimestre na série histórica

fonte: IBGE

fonte: IBGE

O abate de bovinos no 1º trimestre de 2013 (8,1 milhões de cabeças) registrou aumento de 12,7% em relação ao mesmo trimestre de 2012 e foi o maior para um primeiro trimestre na série histórica da pesquisa. O peso acumulado de carcaças, 1,9 milhão de toneladas, teve aumento de 13,2% em relação ao 1º trimestre de 2012.

O abate de frangos (1,3 bilhão de cabeças) apresentou aumento de 3,4% em relação ao 4º trimestre de 2012 e queda de 1,2% em relação ao 1º trimestre de 2012.

O abate de suínos (8,9 milhões de cabeças) teve queda de 1,9% em relação ao 4º trimestre e aumento de 1,7% frente ao mesmo 1º tri de 2012.

A aquisição de leite cru foi de 5,7 bilhões de litros, com quedas de 1,4% com relação ao 1º trimestre de 2012 e de 2,0% com relação ao 4º trimestre de 2012.

No 1º tri de 2013 foram adquiridas 9,1 milhões de peças de couro, com aumentos de aquisição de 8,1% sobre o 1º trimestre de 2012 e de 4,1% sobre o 4º trimestre.

A produção de ovos de galinha foi de 668,3 milhões de dúzias, com queda de 0,7% sobre o 1º trimestre de 2012 e aumento de 0,8% sobre o 4º trimestre.

Essas e outras informações estão disponíveis nos resultados do 1º trimestre de 2013 das Pesquisas Trimestrais do Abate de Animais e Aquisição de Leite, Couro e Produção de Ovos. A publicação completa da pesquisa pode ser acessada na página
http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/indicadores/agropecuaria/producaoagropecuaria/default.shtm

Abate bovino foi o maior para um 1º trimestre na série histórica

No primeiro trimestre de 2013, foram abatidas 8,1 milhões de cabeças de bovinos, variação negativa de 0,7% em relação ao trimestre imediatamente anterior e aumento de 12,7% frente ao 1º trimestre de 2012. A quantidade de bovinos abatidos no 1º trimestre de 2013 foi a maior registrada em um primeiro trimestre na série histórica do abate de bovinos desde 1997, quando a Pesquisa Trimestral do Abate de Animais foi iniciada.

O peso acumulado de carcaças no 1º trimestre de 2013 (1,9 milhão de toneladas) apresentou retração de 2,4% frente ao trimestre imediatamente anterior e aumento de 13,2% em relação ao 1º trimestre de 2012. O peso acumulado de carcaças de bovinos registrado no 1º trimestre de 2013, também foi o maior registrado em um primeiro trimestre na série histórica.

Foi registrado aumento da quantidade de bovinos abatidos, no comparativo do 1º trimestre de 2013 com o mesmo período do ano anterior, para todas as regiões: 17,5% no Centro-Oeste; 18,1% no Sudeste; 6,2% no Norte; 8,0% no Sul; e 2,3% no Nordeste.

No ranking do abate de bovinos por Unidade da Federação, os estados ocupantes das 11 primeiras posições apresentaram aumento da quantidade de cabeças abatidas, no comparativo do 1º trimestre de 2013 com o mesmo período do ano anterior, com destaque para Mato Grosso, principal abatedor de bovinos, que teve aumento de 20,5% no período.

Abate de frangos tem queda de 1,2% em relação ao 1º trimestre de 2012

No 1° trimestre de 2013 foram abatidas 1,3 bilhão de cabeças de frangos representando aumento de 3,4% em relação ao trimestre imediatamente anterior. Na comparação com o mesmo período de 2012 houve queda de 1,2%. O peso acumulado das carcaças foi de 2,9 milhões de toneladas, representando aumento de 4,3% em relação ao registrado no trimestre imediatamente anterior e queda de 0,9% na comparação com o registro do 1° trimestre de 2012.

No 1° trimestre de 2013, os três estados da região Sul somados abateram 60,2% do total nacional, e o Sudeste participou com 20,1%. Na comparação com o 4° trimestre de 2012, Rio Grande do Sul elevou o abate em 12,4% e o Estado de São Paulo teve queda de 6,1%.

Abate de suínos tem aumento de 1,7% sobre o 1º trimestre de 2012

No 1° trimestre de 2013 foram abatidas 8,9 milhões de cabeças de suínos, representando queda de 1,9% em relação ao trimestre imediatamente anterior e aumento de 1,7% na comparação com o mesmo período de 2012. A série histórica do abate trimestral de suínos a partir de 2008 mostra que o abate desta espécie tem sido crescente no comparativo anual dos mesmos trimestres.

O peso acumulado das carcaças no 1º trimestre de 2013 alcançou 851,2 mil toneladas, representando queda de 1,5% em relação ao trimestre imediatamente anterior e de aumento de 2,5% frente ao mesmo período de 2012.

O Sul do país respondeu por 65,8% do abate nacional de suínos no 1º trimestre de 2013, seguida pelas regiões Sudeste, Centro-Oeste, Nordeste e Norte. No comparativo entre os 1°s trimestres 2013-2012 o destaque foi o Sudeste, a única região a apresentar aumento (1,1%), graças ao incremento de 11,2% no abate de Minas Gerais. Rio Grande do Sul também aumentou o abate de suínos em 8,8%; em contrapartida, Santa Catarina, que lidera o ranking nacional, registrou queda de 6,4% no número de cabeças abatidas, determinando variação negativa de 0,6% no abate para a região Sul.

Aquisição de leite tem queda de 1,4% em relação ao 1º tri de 2012

A aquisição de leite cru foi de 5,7 bilhões de litros no 1º trimestre de 2013, indicando quedas de 1,4% com relação ao 1º trimestre de 2012 e de 2,0% com relação ao 4º trimestre de 2012. Desse total, 92,5% tiveram origem de estabelecimentos sob inspeção federal.

Regionalmente, houve a redução da produção no Nordeste, Centro-Oeste e Norte do país. Minas Gerais foi o estado que mais adquiriu leite cru com destinação à industrialização no 1º trimestre de 2013 e participou com 25,7% do total nacional, seguido pelo Rio Grande do Sul (14,6%) e Paraná (12,5%).

Aquisição de couro registra aumento de 8,1% sobre 1º trimestre de 2012

No 1º trimestre de 2013 foram adquiridas 9,1 milhões de peças inteiras de bovinos, com aumentos de aquisição de 8,1% sobre o 1º trimestre de 2012 e de 4,1% sobre o 4º trimestre deste mesmo ano. Do total de couro adquirido, 63,6% vinham de matadouros frigoríficos. Entre os estados, os três maiores compradores nacionais de couro registraram importantes variações: Mato Grosso (3,8%), Mato Grosso do Sul (13,3%) e São Paulo (17,7%).

Produção de ovos no trimestre cresceu 0,8% em relação ao 4º trimestre de 2012

A produção de ovos de galinha foi de 668,3 milhões de dúzias no 1º trimestre de 2013, representando queda de 0,7% sobre o 1º trimestre de 2012 e aumento de 0,8% sobre o 4º trimestre desse ano. Os maiores produtores nacionais de ovos de galinha foram São Paulo (29,4%), Minas Gerais (10,5%) e Paraná (9,5%).

 

Comunicação Social
25 de junho de 2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: