Urbs Magna

Considerações dos manifestantes ao governo do Brasil

Posted in BRASIL, FACEBOOK, GEOGRAFIA, INTERNET, OPINIÃO, POLÍTICA, PROTESTOS NO BRASIL by dibarbosa on 24 de junho de 2013

Segunda-Feira, 24/junho/2013

Se durante estes dias você se vestiu de verde e amarelo, empunhou a Bandeira do Brasil, entoou o Hino Nacional, condenou os “atos de vandalismo”, usou máscara do anonymous e/ou apoia a repressão aos partidos políticos que tem acontecido nos manifestos, eu queria dizer umas coisas pra você e só vai levar 5 minutos, eu juro:

Estados brasileiros na bandeira do Brasil

1. A bandeira do Brasil foi criada em 1889, na declaração da nossa primeira república (chamada de “republica da espada”, nome maneiro, né?), quando MILITARES tomaram o poder ao lado das elites latifundiárias de nosso país. O Brasil, portanto, assim como o seu hino (que exalta uma independência que nunca ocorreu, muito menos “às margens plácidas” do rio ipiranga), são uma invenção das elites e setores militares positivistas. A mesma elite militar que hoje nos reprime com gás e pimenta nas ruas.

Embora a máscara tenha nascido no filme “V for Vendetta” , o ideal que ela representa nasceu muito antes, para ser mais preciso, em 13 de Abril de 1570. Essa é a história de Guy Fawkes, o homem que inspirou a graphic novel de Allan Moore e responsável por um dos planos mais ousados criados para libertar o povo inglês.

Guy Fawkes (Máscara)

 

 

 

2. A “máscara do V de Vingança” que você comprou por 20 reais inflacionada do ambulante esperto, simboliza o rosto do revolucionário britânico Guy Fawkes. Este homem, um católico fanático, atuou na chamada “conspiração da pólvora” no século XVI, que desejava EXPLODIR O PARLAMENTO BRITÂNICO e destituir o rei protestante Jaime I. Portanto, antes de vir com gritos de “sem violência”, entenda que esta merda de máscara representa, por si só, um movimento que pretendia ser violento.

Em 1973 o governo do general Emílio Garrastazu Médici entrava em seu quarto ano, consolidando a presença da chama “linha dura” militar no governo. A censura à imprensa se estruturou e se oficializou, abarcando todos os principais veículos de imprensa do país. Sob Médici, a maioria das redações recebiam bilhetinhos apócrifos ou ligações quase diárias de membros da Polícia Federal – a força encarregada de controlar a censura – com a relação de temas que não poderiam ser abordados: desde relatos de tortura e prisões políticas até reportagens sobre a precária situação dos trens, a pobreza no país ou escandalosos casos de corrupção. Fonte: Capital Teresina

3. Há 30 anos atrás, saímos da horrível ditadura militar que assolou nosso povo por décadas. Naquele momento, nossos partidos políticos puderam voltar a ativa e atuar livremente pelo país, como estabelece a democracia. Muitos deles, da grande maioria esquerdistas, se organizam desde então ao lado dos movimentos sociais pra lutar por tantas coisas que vocês, reacionários coxinhas, acham que só virou luta essa semana. Há ANOS esses partidos lutam pelo passe livre, pela saúde pública, pela educação de qualidade. Há ANOS, esses partidos que vocês, “patriotas”, querem coibir COM VIOLÊNCIA (essa violência que vocês tanto condenam) já desenvolvem atos no centro das grandes capitais chamando atenção pra inúmeros problemas que vocês só se deram conta agora e ainda tem a AUDÁCIA de dizer que “o Brasil acordou”. Não foi o Brasil que acordou, amigão, foi VOCÊ, CLASSE MÉDIA, que acordou. Os movimentos político-sociais que vocês tanto querem hostilizar, nunca dormiram nesses 30 anos e nem dormirão agora. Aprendam que se o movimento é democrático, toda luta democrática pelo bem do povo deve ser bem vinda. Não sou membro de nenhum partido e nem pretendo ser, mas entendo a importância dos partidos para a representação dos indivíduos. APARTIDARISMO NÃO É ANTIPARTIDARISMO.

Guarda Nacional Brasileira do Período Regêncial Fonte FREEDOMCDA

4. “Vandalismo” é o que a Guarda Nacional faz com o povo desde o período regencial, é o que os militares republicanos (aqueles que criaram essa bandeira que você carrega nas costas) fizeram com os sertanejos em Canudos, é o que Pereira Passos fez no RJ na Revolta da Vacina, é o que a PM faz nos morros em toda operação preventiva; é o que Eduardo Paes faz com as familias cariocas desalojando-as para a passagem de estradas; é o que Sérgio Cabral faz com regiões históricas da cidade para a construção de estacionamentos e prédios empresariais. O povo (principalmente negros, índios e mulheres) passou por 500 anos sendo vandalizado cotidianamente, vivendo uma democracia do canhão dentro de suas próprias casas. Toda a ira nas manifestações agora, nada mais é do que uma respostas espasmática a tudo isso. Sinto pena de pessoas mortas e não de prédios públicos. PRÉDIOS SÃO APENAS PRÉDIOS E SEMPRE SERÃO. A VIDA DO POVO É MUITO MAIS IMPORTANTE.

5. Tirem esse sorriso da cara. Se a gente tá protestando é porque tá PUTO, não há felicidade no rosto de quem REALMENTE é oprimido.

Autor desconhecido
Fonte FACEBOOK

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: